home

Santa Cruz estreia V10 versão 29 para Copa do Mundo de Downhill


27 ABR, 2017     Gustavo Figueiredo    



Há meses circulam imagens especulando se a Santa Cruz testava protótipos do que seria uma V10, a bike de downhill da marca, com rodas 29. No fim de 2016, Greg Minnaar um dos principais pilotos da Santa Cruz, colocou uma suspensão "double crown" em sua Hightower, gerando especulações ainda maiores.

imagem

Agora, a marca apresenta oficialmente sua máquina de downhill feita exclusivamente para rodas e pneus 29 - bike que será utilizada por toda a equipe do fabricante na primeira etapa da Copa do Mundo 2017.

imagem

O projeto já havia sido tentado pela marca há alguns anos, mas a limitação de componentes como suspensões e pneus impediram seu desenvolvimento. Porém, no fim do ano passado, Greg Minnaar correu a etapa final do Enduro World Series em Finale Ligure utilizando uma Hightower 29er. Impressionado com a velocidade da bike, o atleta deu nova força ao desenvolvimento da V10 29er.

A bike

O início do real desenvolvimento da bike aconteceu quando a Fox apresentou um componente essencial: uma suspensão dianteira Fox 40 protótipo capaz de acomodar as rodas grandes. Testada ainda na Hightower, o conjunto acabou sendo mais rápido na pista de teste do que as bike aro 27.5.

imagem

Em um primeiro momento, o desenvolvimento da bike começou com uma V10 com a balança traseira feita de alumínio. "Fabricamos novos links, fizemos balanças traseiras de alumínio, testamos, os pilotos testaram, deram feedbacks, modificamos geometria, curso, alavancagem do amortecedor, testamos mais com os pilotos, eles mexeram mais ainda e finalmente chegamos à um resultado", explicou Nick Anderson, engenheiro chefe da Santa Cruz.

imagem

"Para ter os protótipos de carbono prontos em tempo para correr em Lourdes, tínhamos que começar a fabricação em Janeiro. Terminei o desenho do protótipo de carbono no comecinho de Janeiro e enviei para nossa fábrica dedicada", continuou Nick.

“Temos a sorte da Santa Cruz ser uma das donas dessa fábrica de carbono, assim não ficamos à mercê das vontades do mercado e nossas bikes evoluem sem limitadores e influências comerciais” disse completou o engenheiro chefe.

Embora a traseira e os links sejam desenvolvidos para a versão 29, o triangulo dianteiro desta V10 foi mantido. Por isso, apenas a bike XXL de Minnaar terá 210mm de curso. Por serem menores, as bikes de Loris Vergier e Luca Shaw tiveram o curso reduzido para 190mm.

imagem

União de forças entre fabricantes

Mais do que um quadro e uma suspensão, a V10 precisava de outros componentes para sair do papel, e isso só foi possível graças a uma colaboração entre diversos fabricantes.

“A Fox já tinha a suspensão pronta e a ENVE se comprometeu em desenvolver e fabricar rodas M90 aro 29. A Maxxis também criou versões novas dos nossos pneus favoritos, e a Chris King criou caixas de direção customizadas para a geometria do quadro. Graças à agilidade de todos os parceiros, conseguimos ir de conceito a protótipo pronto para Copa do Mundo em questão de alguns meses.

imagem

Porém, aos 45 do segundo tempo e poucas semanas antes da primeira etapa da Copa do Mundo de Downhill, a Fox alterou a parte de baixo da suspensão para acomodar o padrão boost, por isso os cubos padrão 20x110mm de downhill não iriam servir - por isso, a Chris King usinou um cubo exclusivo batizado de ISO-AB (Asymmetric Boost) para fazer a bike funcionar.

Agora, resta saber até que ponto uma bike de downhill aro 29 pode ser mais rápida do que suas primas com rodas menores. As 29ers ainda estão engatinhando no downhill e algumas marcas tentaram adaptar seus quadros para acomodar rodas maiores, mas essa é uma das primeiras iniciativas de construir uma bike da modalidade inteira ao redor das rodas 29er.




Comentários



Relacionados