home

Santa Cruz Andes Pacífico 2020 - Desafio chega no próximo ano com novo roteiro

No sétimo ano consecutivo a prova acontecerá em Fevereiro


20 NOV, 2019         
     


Não conhecemos nossos limites até começarmos a desafiá-los. Desafiá-los é jogar com o impossível. Envolve paixão, coragem, persistência. Envolve sonhar, colocar a prova quem você é e descobrir do que é capaz. E então você se desafiará outra vez, procurando dar um passo adiante a cada nova tentativa.

Se Enduro é o seu negócio, certamente em algum momento de sua vida você sentirá o chamado de um desafio único, que ocorre em um terreno espetacular para mountain bike. O chamado do Santa Cruz Andes Pacifico.

A experiência de uma vida

Daqui a poucos meses, de 17 a 23 de fevereiro de 2020, esta corrida de Enduro será realizada pelo sétimo ano consecutivo, considerado por muitos uma experiência para vida toda. Uma competição que em cinco dias leva alguns dos melhores pilotos do mundo para percorre o Chile das montanhas ao mar.

Este ano há mudanças importantes, roteiros completamente novos e outras surpresas mas o organizador do evento, Ignacio Barbosa já adiantou alguns detalhes inéditos.

Foto 73858
   Jonatha Junge / Montenbaik

“Parte do nosso espírito sempre foi explorar novas áreas e também contribuir para o desenvolvimento da zona central do Chile como epicentro do mountain bike. Versões anteriores foram estabelecidas perto de Santiago, mas como as trilhas são limitadas e no próximo ano teremos novamente o Enduro World Series, era hora de procurar novos desafios, novos roteiros.

Andes Pacifico é uma aventura por excelência, descobrimos novas trilhas e ajudamos a posicioná-las como verdadeiros clássicos do MTB. Hoje, alguns desses lugares são até Bike Parks. É por isso que, após 6 anos, decidimos criar roteiros 100% novos. Nesta temporada, manteremos o padrão do Andes do Pacífico, mas exploraremos novas paisagens, já estamos buscando novos horizontes. Chegou a hora de levar a aventura ao próximo nível. ”comentou - Nacho Barbosa

As inscrições ainda estão abertas e são limitadas para 100 vagas no total, você pode se inscrever no site oficial da prova.

Da cordilheira ao mar: O que é o Santa Cruz Andes do Pacífico?

Santa Cruz Andes Pacífico é uma corrida de enduro "cega" (os pilotos não podem reconhecer as pistas de anteriormente), que dura cinco dias com deslocamentos e especiais que atravessam toda a geografia chilena. As pistas são de classe mundial, assim como os corredores que chegam todos os anos. A missão é descobrir o Chile e desafiar o temido antigrip, viajando por caminhos ancestrais usados ??pelos povos nativos da região. É uma corrida que testa você física e mentalmente, tira você da zona de conforto, um verdadeiro desafio.

Pedro Burns, atual campeão e primeiro chileno a vencer o Andes Pacifico, considera esta competição um dos seus favoritos e comenta:

“É a corrida que mais espero durante o ano. É um rally de cinco dias em que a competição não termina. É super estratégico, você percorre os cantos mais remotos da Cordilheira, com diferentes circuitos e diferentes tipos de terreno todos os dias, compartilhando também com grandes expoentes do ciclismo, com corredores de todos os países. Tudo isso junto torna uma experiência incrível, onde há quem vai participar pelo desafio de completar a prova e, por outro lado, quem vai competir pelo pódio. Estou feliz por ter vencido no ano passado, por ter sido o primeiro chileno a vencer e tenho uma mensagem para todos os gringos: Venha bem treinados, porque vou defender a coroa com unhas e dentes. Vejo você na próxima edição! "
- Pedro Burns

Foto 73856
   Jonatha Junge / Montenbaik

Assim como é difícil, também é maravilhoso: as paisagens, as trilhas, as pessoas, tudo parece conspirar para lhe dar força em momentos difíceis e motivá-lo a continuar. O piloto francês Yoann Barelli, que esteve presente na edição de 2017, nos conta:

“Os riders gostam de tudo. É muito diferente do que estamos acostumados a andar em qualquer outro lugar do mundo " comentou Yoann Barelli

Compartilhando a paixão

Parte da dinâmica que torna essa competição uma experiência única é a comunidade que está ao redor da bicicleta. Todos os corredores compartilham um acampamento nômade que avança da cordilheira para o mar. As barracas, a comida e toda a infraestrutura estão sempre prontas para a chegada dos ciclistas, que só precisam se preocupar em tomar uma cerveja ou um banho no rio.

“Todo mundo está aqui mais pela aventura do que pela competição, e isso é muito especial. Uma maneira realmente incrível de conhecer pessoas de todo o mundo, pessoas que compartilham a mesma paixão, que é andar de bicicleta nas montanhas. ”
- Tracy Moseley

O evento não se resume apenas em pedalar, mas também apreciar a culinária local. Juntamente com os ciclistas, viaja na mesma caravana uma equipe de chefs profissionais que preparam pratos incríveis, fundindo alimentos do Chile com ingredientes de todo o mundo. Cada prato é acompanhado por um vinho premium ou uma boa cerveja gelada. E à noite há quem não perca a oportunidade de contrabandear uma garrafa de Pisco, a bebida nacional, que já ganhou fama entre os riders. Ou você ainda não conhece a expressão #Nopisconodisco?

Foto 73857
   Jonatha Junge / Montenbaik

O Andes Pacifico preza pela excelência de sua estrutura de serviços para o evento, entre elas destacamos o apoio médico de alto nível, que acompanha essa aventura desde o início. São médicos e especialistas de diferentes áreas que avançam com os pilotos ao longo do percurso em pontos específicos, equipes de resgate, barracas médicas totalmente equipadas e veículos de resgate especiais.

Foto 73852
   Jonatha Junge / Montenbaik

O desafio, apesar de grande, não é impossível. Não vamos mentir para você, é uma corrida difícil, mas um endureiro de nível médio que pretende se desafiar pode competir. São muitos quilômetros, muito antigrip, muitas horas na bicicleta. Mas os deslocamentos têm tempo suficiente e são amplamente assistidos com teleféricos e caminhonetes. A característica "gravity" da corrida é mantida, mas a pressão é a que você coloca sobre si mesmo. Andes Pacifico, embora seja uma corrida, é uma experiência que vai muito além da competição.

Pepe Molina, um piloto chileno que foi incentivado no ano passado a participar do Andes Pacífico pela primeira vez, convida pilotos menos experientes a aceitar o desafio:

"De longe, a corrida que todos têm que correr. O Santo Graal pelo qual se trabalha tão duro. Aqui você é posto à prova para saber se está efetivamente fazendo as coisas certas. Fluindo nos primeiros dias, com incríveis trilhas: longas e físicas. Extraordinário poder correr nas melhores pistas do Chile, com os melhores pilotos e toda a atmosfera que se forma ao redor do Enduro. É uma experiência de vida, impossível não sorrir. No topo da lista de desejos, todos deveriam fazê-lo!. "
— Pepe Molina

Acompanhe algumas cenas incríveis do desafio



Comentários



Relacionados