home

Atletas Shimano Raíza e Isabella dão show na Amazônia e na Bahia


11 DEZ, 2013     Péricles    
     


As atletas Shimano Raiza Goulão (Soul Riders) e Isabella Lacerda (LM/Shimano/Pedal.com.br) confirmaram um ano de ótimos resultados e venceram neste fim de semana o Desafio Red Bull Amazônia Kirimbawa e a Copa Mosso de MTB, respectivamente. A empresa japonesa, líder mundial nos mercados de bike e pesca, teve também bons resultados com os homens. Na Floresta Amazônica, Ricardo Pschedit (Soul Riders) foi segundo no mountain bike, enquanto Gustavo Ricardo (LM/Shimano/Pedal.com.br) o sexto. Na competição baiana, Marcelo Cândido (LM/Shimano) foi o quinto colocado, após liderar boa parte da prova.

O Desafio Red Bull Amazônia Kirimbawa reuniu 90 competidores de três modalidades: corrida, bike e canoagem. Eles foram divididos em 30 trios, 27 masculinos e três femininos, definidos após sorteio. Entre as mulheres a equipe Amazonas, de Raiza Goulão, foi a vencedora. A ciclista goiana registrou o melhor tempo do mountain bike feminino e o 17º no geral, sendo fundamental para a vitória do seu trio, composto por Rosalia Guarischi (corrida) e Rayssa Corrêa Silva (canoagem).


"O Desafio foi uma verdadeira aventura, algo especial na vida de qualquer atleta. Na sexta-feira tivemos um congresso, com o pessoal do exército nos explicando como seria tudo. Dormimos na base, em tendas com sacos de dormir. Entretanto, para chegar, todo o percurso foi feito com o caminhão das Forças Armadas. Tivemos um dia de soldado mesmo", explicou Raiza. "Larguei em segundo no geral, pois a minha parceira demorou para concluir a corrida, cerca de 30 minutos atrás da primeira colocada. O MTB foi duro e, diferente do que imaginei, tinham muitas subidas, com lodo no chão. Consegui recuperar cerca de 18 minutos para minha equipe. E a canoísta finalizou com uma prova excelente, tirando os 12 minutos de diferença e colocando mais alguns na frente da segunda colocada", contou.

No masculino, o título ficou com a equipe Xingu, composta pelo corredor Roberto Adalto, o ciclista Thiago Aroeira e o canoísta Marcelo Lins. Ricardo Pscheidt foi um dos principais destaques dos 86 km da maratona no mountain bike. O catarinense terminou em segundo lugar, apenas um segundo atrás de Orlando Silva, com o tempo de 2h47min12seg. "Fui um dos últimos a iniciar o MTB, pois o corredor da minha equipe, Cupuaçu, teve um mau desempenho. No final, saí muito satisfeito com a segunda colocação e consciente de que fiz bem minha parte na equipe", afirmou Pscheidt.

"A disputa foi sofrida e o clima foi o grande adversário. Lá é muito quente e úmido, o que chega a ser sufocante. Você sua demais e chega a desidratar bastante. Porém também há o lado legal, de ter vivido uma experiência que poucos podem ter na vida. Chegamos a andar dentro da base do exército. Poucas pessoas têm acesso a um local como esse", concluiu o atleta, 13º lugar por equipes.

Gustavo Ricardo fez uma boa prova, com o sexto melhor tempo no geral, 2h57min32seg. O ciclista mineiro iniciou o MTB em 16º lugar e passou o "bastão" para o canoísta de sua equipe, Selva, em 7º. Entretanto, seu companheiro na canoagem desistiu na metade dos 50 km entre rio Negro, Solimões e Amazonas. "Foi um desafio bacana, porque largamos individualmente e não todos juntos. Assim, em uma espécie de contra-relógio, pude ganhar várias posições com o meu desempenho. O percurso era duríssimo, bem no meio da selva, com muitos buracos. A sorte foi não ter chovido, o que deixaria a disputa ainda mais difícil", contou Gustavo.

Dobradinha na Copa Mosso escapa por pouco

Os atletas da equipe LM/Shimano, Isabella Lacerda e Marcelo Cândido, fizeram bonito na 4ª etapa da Copa Mosso, competição realizada no domingo (8) em Feira de Santana (BA), contando com a Shimano entre as patrocinadoras. Isabella foi a campeã no feminino e Marcelo Cândido deixou escapar a vitória nos últimos 4 km, terminando na quinta colocação. "A etapa final da Copa Mosso foi disputada no formato de maratona, com 41 km de extensão em um percurso bem montado. Mesmo com o calor forte, consegui mais uma vitória na temporada e pude encerrar bem 2013, cheio conquistas", vibrou Isabella.

Já a participação de Marcelo não teve um final tão feliz. Sem apoio de batedores, o mineiro liderava após 36 km e teve o caminho indicado de forma errada por um transeunte. "Nos quilômetros finais acabei levando em conta a indicação de uma pessoa que não era da organização, e não era o caminho certo. Nessa hora, sabendo que faltava pouco, acelerei o ritmo e quando dei conta de que era o trajeto errado, aí ficou tarde para recuperar. Tive de voltar esse percurso e acabei na quinta colocação", explicou Marcelo. "Não guardo mágoas, pois não sei se foi uma atitude proposital da pessoa. Mas de qualquer forma, fica uma lição aprendida", completou.


Fotos (4)

foto 0 -  foto 1 -  foto 2 -  Mais Fotos

Comentários



Relacionados