Seção de Fotos Vazia Campeonato Mundial de MTB - Resultados da Elite Masculina - Pedal
home

Campeonato Mundial de MTB - Resultados da Elite Masculina

Rubens, Pscheidt e Edivando representaram o Brasil


4 SET, 2010     Guiné    



Mais de 80 atletas estiveram presentes para conquistar o título máximo do mountain bike. A competição foi na tarde deste sábado (04/09), em Mont-Snt-Anne, Quebec.

O Brasil foi representado pelos melhores atletas do país: Ricardo Pscheidt, Rubens Donizette e Edivando de Souza Cruz. O trio também vem colaborando ativamente para o ranking das nações, rumo à Londres 2012.

Sobre a prova dos brasileiros, Edivando concluiu na 59ª colocação e Pscheidt na 54ª. Já Rubinho, fez um ótimo resultado ao terminar na 35ª posição. Tratando-se de mundial, todos os resultados foram excelentes, uma vez em que a posição da largada é crucial para um bom resultado. Neste caso, parabéns para os nossos atletas.

Na dispusta pelo tão sonhado título, a briga iniciou já mesmo no Start Loop de 3km. O sulafricano Burry Stander se destacou com os suíços Nino Schurter, Ralph Naef, Florian Vogel e Lukas Flückiger. O tcheco Jaroslav Kulhavy e o italiano Marco Aurelio Fontana também vinham neste pelotão.

No início da trilha, Kulhavy assumiu a ponteira, pressionado por Schurter e Naef. Quatro pelotões com intervalos de 5 e 10 segundos foram formados até o registro da primeira volta.

Kulhavy mantém a liderança com Schurter, Naef e Fontana em tereciro. No meio da volta, Schurter tem o pneu furado e tenta resolver rápido o problema. Stander e José Hermida aparecem com 17 segundos. Julien Absalon em sétimo com 21 segundos do Tcheco.

Nino Schurter encontra-se na quarta colocação, mas se recupera de imediato. O troca-torca de posições impera no primeiro pelotão até o término da volta. Os suíços Christoph Sauser e Florian Vogel têm problemas mecânicos e recebem o suporte.

No subidão (zig-zag), Schurter realiza um brilhante ataque e assume a liderança. Kulhavy vem atrás com dois segundos. Bem atrás, com 10: Fontana, Hermida e Stander. Absalon fica distante, com mais de 20 segundos.

A terceira volta é registrada e Hermida ataca para encostar nos líderes. Stander vem atrás na quarta colocação. Naef em quinto com 26 segundos e Absalon em sexto com 38 segundos.

Absalon e Fontana tem os seus pneus furados. E novamente, Schurter tem problemas no pneu e pára. Com estes problemas, Kulhavy, Hermida e Stander assumem com folga a liderança. Schurter retorna e volta na quarta colocação, com Naef e Absalon em sua cola.

No final da volta, Stander assume a liderança. Kulhavy e Hermida ficam 10 segundos atrás. Um pelotão é formado: Schurter, Absalon, Naf, o espanhol Carlos Coloma Nicolas, o alemão Manuel Fumic, o espanhol Ivan Alvarez Gutierrez e Florian Vogel.

O tempo da corrida passa e a briga continua. Stander ainda é o líder. Kulhavy e Hermida estão atrás com 10 segundos. Absalon se destaca na quarta colocação, com Nino em sua roda traseira.

Até o término da volta, as primeiras colocações permanecem. Destaque para Nino, que ataca e aparece na quarta colocação; cerca de 10 segundos de vantagem para Absalon e Naef.

Mais uma volta é registrada e as disputas não param. No subidão, Hermida ataca e assume a liderança. Stander e Kulhavy passam a seguir o ritmo do espanhol. Muitos pneus estão furando, Fumic foi carimbado.

Hermida entra no trecho de downhill na frente e abre uma vantagem considerável. Stander vem atrás com 8 segundos. Kulhavy com 9. Schurter é o quarto está com 37. O segundo e terceiro pelotão se juntam.

Última volta, Kulhavy encosta em Hermida e Stander já começa a se preocupar com Nino. Absalon está com 1:30 dos líderes. Um dos destaques é o inglês, Liam Killeen ao registrar sua volta na sexta colocação.

Hermida ataca no single track rumo ao ouro e abre 15 segundos em Kulhavy. Stander não aguenta a pressão e está quase 1 minuto. Muitas coisas acontecem no decorrer da volta e vários atletas mudam de colocações.

Depois de 1:52:26 de prova, o espanhol completou as seis voltas, finalizando os 33km com a média de 17.61 km/h. Enfim, o tão sonhado título que Hermida esperava.

Confirmando a prévia que a redação do Pedal fez, ao comentar que o tcheco Jaroslav Kulhavy pegaria um pódio - positivo. Ele emplacou a medalha de prata, sendo uma das grandes surpresas desta temporada e forte concorrente ao topo em 2011.

O bronze ficou com Burry Stander - merecido. O sulafricano teve uns problemas no início da temporada, mas retorna em belo estilo.

Outro destaque foi a seleção da Espanha, que emplacou três atletas entre os top 10, com Carlos Coloma em sexto e Ivan Alvarez Gutierrez em décimo. Isso só faz crescer o país, que tem como o ciclismo de estrada mais idolatrado.

E para quem esperava uma briga de Nino Schurter e Julien Absalon no final da prova, ficou apenas na lembrança do ano passado. Mas a dupla não deixou de mostrar suas forças no decorrer da prova.

Resultados:

1 José Antônio Hermida Ramos (Espanha) 1:52:26
2 Jaroslav Kulhavy (República Tcheca) +0:29
3 Burry Stander (África do Sul) +1:10
4 Nino Schurter (Suíça) +2:03
5 Julien Absalon (França) +2:23
6 Carlos Coloma Nicolas (Espanha) +2:43
7 Liam Killeen (Inglaterra) +2:51
8 Geoff Kabush (Canadá) +3:58
9 Florian Vogel (Suíça) +4:14
10 Ivan Alvarez Gutierrez (Espanha) +4:30

35 Rubens Valeriano (Brasil) +12:18
54 Ricardo Pscheidt (Brasil) - 1Lap
59 Edivando De Souza Cruz (Brasil) -2 Laps


Comentários



Relacionados