home

Zwift - Jogo online permite pedalar no rolo com gente de todo o mundo


14 JUN, 2016     Gustavo Figueiredo    
     


Por definição, o Zwift é um jogo multiplayer online para ciclistas, que permite apenas divertir-se pedalando por diversos cenários, mas que também pode ser uma ótima ferramenta para treinamento. Seu sistema é capaz de detectar os sinais emitidos por medidores de potência, sensores de velocidade, cadência e batimento cardíaco para transferir essas informações para um personagem online (avatar) que se movimenta através de um mundo virtual enquanto você pedala.

Para jogar, basta possuir uma bicicleta, um rolo de treino e um sensor de velocidade padrão ANT+, ou um medidor de potência ou um rolo de treino smart. Alguns dispositivos que utilizam o protocolo Bluetooth funcionam com o jogo, porém não são todos ainda. Embora esta definição esteja correta, ela deixa muito a desejar quando queremos realmente explicar do que se trata este "jogo" que não para de ganhar popularidade ao redor do mundo.

imagem
Com o Zwift, você pode pedalar em grupo sem sair de casa. Foto: Zwift / Reprodução


Como o ciclista virtual se movimenta?

Para calcular a velocidade, o Zwift utiliza uma complexa equação que envolve a resistência do ar, a inclinação do piso, o tamanho e o peso do atleta e, acima de tudo, a potência que está sendo gerada naquele momento. Além disso, o peso e o formato de diferentes modelos de rodas e quadros de bicicleta também são levados em conta na hora da matemática.

Para mudar a velocidade, basta pedalar com mais ou menos intensidade, variando assim potência. Como a inclinação do piso também é levada em conta, a mesmo potência vai gerar velocidades diferentes no plano, nas descidas e nas subidas.

Como a resistência do ar também é levada em conta, andar atrás de um outro ciclista também requer menos esforço no jogo, simulando o efeito de vácuo no pelotão. Com isso, o jogo proporciona uma grande possibilidade de disputas, já que a estratégia de andar na roda para gastar menos energia funciona como na vida real.

Formas de detectar potência

imagem
Rolos normais, medidores de potência ou smart-trainers podem ser usados. Foto: Divulgação


Potência Virtual
Atualmente, existem três formulas básicas que o Zwift pode detectar ou calcular sua potência. A primeira é a potência virtual, chamada de ZPower. Com ela, o jogo utiliza um sensor de velocidade padrão ANT+ para definir qual a velocidade que você está girando a roda no seu rolo de treino. Assim, basta você escolher o modelo que você utiliza que o programa tratará de aplicar a potência que teoricamente você precisaria girar naquela velocidade.

Embora seja o método mais barato, já que basta ter um rolo e um sensor de velocidade sem fio, este também é o método menos preciso. Afinal, qualquer alteração de modelo, pressão dos pneus ou aperto no parafuso do rolete vão gerar variações na curva de potência. Por isso, se for utilizar este método, lembre-se de sempre manter a mesma configuração sempre que for jogar.

Medidor de potência
Outra forma de medição são os medidores de potência, ferramentas capazes de medir exatamente a potência que o ciclista está utilizando naquele momento. Com isso, o cálculo de velocidade fica muito mais preciso e constante, o que torna o jogo mais real. Porém, um medidor de potência ainda é um equipamento caro, o que inviabiliza seu uso para muitas pessoas.

Rolo Smart
Por último, temos os smart trainers, que são rolos de treino computadorizados capazes de comunicar-se diretamente com o computador. Os mais modernos podem inclusive variar sua resistência, simulando as subidas e descidas do trajeto. Além disso, alguns modelos ainda possuem sensores de carga que funcionam como um medidores de potência. A maioria, porém, funciona através da velocidade da roda e aposta em protocolos de calibragem para manter a precisão.

Diferentes trajetos


imagem
Jogo tem dois mapas: Watopia e Richmound. Foto: Zwift / Reprodução

Atualmente, o Zwift conta com dois cenários básicos. O primeiro é a ilha fictícia de Watopia, sendo o segundo a cidade de Richmound, onde foi realizado o Campeonato Mundial de Ciclismo de 2016, vencido por Peter Sagan.

No momento que você inicia o jogo, automaticamente será direcionado para um dos dois cenários, já que eles são escolhidos para serem usados em determinados dias da semana. Porém, dentro do cenário, você pode escolher entre diferentes trajetos, indo de circuitos planos até um trajeto que inclui uma grande subida de montanha em Watopia.

Jogabilidade


Por contar com um grande número de usuários inseridos no mesmo cenário, o Zwift destaca-se pela jogabilidade. Muito mais do que simplesmente pedalar em um cenário virtual, a comunidade do jogo evoluiu de forma independe. Existe, inclusive, um calendário com inúmeros pedais em grupo. Nele, você confere dia e horário de pedais que vão desde passeios em baixa velocidade até corridas. Além disso, são comuns pedais com celebridades do esporte como Jens Voigt, Edvald Boasson Hagen e outros atletas de renome.

Pedal com Edvald Boasson Hagen



Nos pedais em grupo, o ritmo é controlado pelo líder do pedal, sendo mantido sempre dentro de um patamar pré-determinado. Já nas corridas, os atletas são separados em grupos e vence quem chegar primeiro. Com uma física bastante realista e o claro efeito do vácuo, estas competições são bastante divertidas e servem como um excelente treinamento, principalmente para quem tem pouco tempo disponível para a bike.

Corridas

Certamente, uma das melhores partes do Zwift são suas corridas. Com divisões bastante eficientes de categorias, muita competitividade, resultados online logo que a prova acaba e dezenas de provas por semanas em diferentes horários, encontrar uma competição que se encaixe no seu horário e capacidade física é bastante fácil.

imagem
Efeito de vácuo e pelotão proporcionam ótimas corridas


Além disso, os trajetos escolhidos sempre variam, indo de provas de alta montanha a circuitos planos, passando por competições em trajeto ondulado ou critérios dentro da cidade. Com isso, sprinters, escaladores e passistas encontram vantagens e desvantagens dependendo do dia. Para se ter ideia do nível de evolução, atualmente as provas possuem até narração ao vivo e equipes formadas, criando um ambiente onde treinar sentado no rolo torna-se muito mais fácil e divertido.

Melhores momentos de uma prova de montanha no Zwift


Conclusão

Aqui no Brasil não temos um inverno rigoroso, neve e nem condições climáticas extremas que evitem um pedal. Porém, com um trânsito violento, alta taxa de criminalidade, vida bastante atribulada e falta de opções para treinar nos grandes centros, o Zwift é uma excelente ferramenta para quem deseja manter e melhorar a forma.

Com ele, em apenas duas horas é possível aquecer, treinar, desaquecer, comer e tomar banho, estando de volta para sua família sem enfrentar os riscos que envolvem treinar na rua. Com diversas opções de pedal e programas de treinamento, o jogo é capaz de melhorar de forma significativa seu desempenho até fora de casa.

Outra grande vantagem é que os quilômetros pedalados no Zwift vão para o Strava, o que facilita e muito a organização dos seus treinos. Porém, fica o alerta: o aplicativo de rastreamento por GPS não conta pedaladas virtuais para concluir seus famosos desafios.

Site: www.zwift.com


Comentários



Relacionados