home

XTerra Brasil Tour 2018 #2 - Ilhabela - Sidnei Fernandes vence no MTB


16 MAI, 2018     Gustavo Figuereido    



O último final de semana foi marcado pela realização da etapa mundial do XTerra no Brasil. Ocorrendo em Ilhabela, no litoral de São Paulo, e contando com a apresentação do SESI e patrocínio da Prefeitura de Ilhabela, o evento reuniu na Praia do Perequê mais de 5.000 pessoas, que competiram ou prestigiaram as competições de Triathlon, Aquathlon, MTB Cup Sport, MTB Cup Pro, Night Runs (8,5 km e 22km) e Corrida Kids, em pleno Dia das Mães.

Além das competições, o XTerra teve novidades em seu Village, como a inauguração do XTerra Bar, contendo produtos gastronômicos, proteicos e bebidas diversas. A XTerra Store apresentou peças de vestuário da marca carioca Wollner, que lançou parceria com o festival na última semana e criará uma coleção exclusiva utilizando a marca XTerra.

MTB Cup Pro e Sport

O circuito de MTB Cup Pro (41 km) começou nesta etapa de Ilhabela e coincidentemente terminou com o pódio masculino exatamente igual à colocação final do ranking da temporada anterior. Sidnei Fernandes, Daniel Grossi e Edivando de Souza Cruz foram os primeiros colocados.

Foto 67748
   Hércules Rakauskas

Atual bicampeão do circuito brasileiro, Sidnei Fernandes, assumiu que começar ganhando já é um grande passo para mais uma glória no fim da temporada. “Começar vencendo é muito importante para concretizar o tricampeonato. Sei que não posso bobear porque têm grandes feras do MTB na minha cola, como o Grossi, o Edivando e o Bruno Martins, por exemplo. Não me vejo em um nível mais alto que eles, acho que estamos todos iguais e o que nos difere é a tática usada em cada etapa. No mais, dou os parabéns ao XTerra pelo cenário maravilhoso que nos proporciona a cada corrida e pelos percursos sempre desafiadores e duríssimos. É isso que gostamos e eu me sinto muito honrado por ser campeão deste evento”, assumiu Sidnei.

Entre as ciclistas, a veterana Roberta Stopa, aos 38 anos de idade, superou a campeã de 2017 Sofia Subtil. Já na modalidade MTB Cup Sport (22 km) Felipe Morais e Suelen Couto foram os vencedores.

Triathlon

A prova de triathlon do XTerra Brazil é sempre a mais importante do circuito, afinal, trata-se de uma etapa internacional, onde vários atletas do mundo vêm competir em solo brasileiro. Além disso, a competição distribui 50 vagas para triatletas amadores competirem no XTerra World Championship, no Havaí, em outubro, representando o Brasil. A modalidade em 2018 foi reconhecida como a mais acirrada nos últimos 7 anos, com 10 atletas com reais condições de título entre os homens e sete entre as mulheres. As premiações foram entregues diretamente por Bernardo Fonseca, diretor do XTerra no Brasil.

Foto 67750
   Hércules Rakauskas

Atual tetracampeã brasileira, a paulista Sabrina Gobbo, foi a sexta mulher a sair da água no primeiro trecho de natação, ficando quase três minutos atrás da líder Kelli Montgomery, dos Estados Unidos. Com uma grande recuperação na parte da mountain bike, onde precisou superar até mesmo um imprevisto técnico em sua bike, a atleta de 41 anos retomou a liderança e só precisou manter seu forte ritmo de campeã nos quilômetros finais de corrida. Apesar da conquista, que foi a quinta consecutiva em Ilhabela, Sabrina revelou ter achado que perderia.

Foto 67751
   Hércules Rakauskas

“Esse ano foi anormal porque tive uma brecada no triathlon, tive um problema em um dos pneus no começo do trecho de bike, então achei que não conseguiria consertar e nem alcançar as outras meninas. Achei mesmo que não fosse conseguir buscar, só que nessa prova é tudo uma aventura. Quando tudo parecer perdido, na verdade não está”, relatou Sabrina Gobbo.

Foto 67752
   Hércules Rakauskas

Entre os homens, o troféu de ouro foi para a Oceania. O neozelandês Kieran McPherson, que havia ficado em segundo lugar em 2017, já tinha dito que estava voltando para conseguir mais do que no ano anterior. A promessa foi cumprida com uma performance monstruosa no trecho final, que lhe permitiu ultrapassar o até então líder Karsten Madsen, do Canadá, no último km. Hexacampeão brasileiro e campeão doXTerra Brazil em 2017, o paranaense Felipe Moletta perdeu mais de 15 minutos consertando sua bicicleta, que teve um pneu rasgado logo aos 500 metros. Kieran festejou o triunfo merecido, lembrou a importância da família, parabenizou os outros atletas e revelou o desejo de brigar pelo circuito brasileiro.

Foto 67753
   Hércules Rakauskas

“Minha filha Paisley tem 4 meses de vida e minha esposa Morgan me apoia em tudo, então é por isso que consigo participar dessas corridas e essa vitória foi para elas. Fiquei feliz demais em voltar aqui e vencer. Fiz muito treino de bike, que é meu ponto fraco e deu resultado, pois foi minha volta de bike mais rápida dos últimos quatro XTerra que disputei. Dei muita importância à esta etapa e tinham ótimos triatletas competindo hoje (12/05). Tomara que eu veja mais brasileiros competindo nas edições internacionais e eu quero brigar pelo ranking brasileiro, pois amo competir neste país”, revelou McPherson, de 26 anos.

Trail Runs

Nas trail runs o destaque voltou a ser a fenomenal Geisla dos Santos, que emplacou sua nona vitória em Ilhabela, sua cidade natal, e a décima sexta no XTerra. Na categoria masculina o otimismo do campeão Marcos Paixão chamou a atenção. “Sou o melhor corredor de montanhas do Brasil, só que não me conhecem”, disse o vencedor.

Foto 67760
   Cesar Delong

Geisla, dona da maior torcida durante a premiação, preferiu agradecer seus conterrâneos e reforçar que dará seu melhor no Havaí (o XTerra World Championship de trail run será no início de dezembro). “Sempre é diferente vencer aqui porque conheço todo mundo. Ilhabela é minha casa e o povo aqui torce por mim, então é legal dar essa vitória a eles também. Farei o possível no Mundial, assim como fiz ano passado, mas agora espero melhorar meu tempo e minha colocação”, prospecta a ilhabelense, que terminou na 16° colocação na competição mundial em 2017.

Aquathlon e Kids

A grande novidade esportiva para 2018 foi a modalidade Aquathlon. Em sua segunda e, em teoria, última realização no ano, os destaques da prova foram para Ademir Paulino e Vanessa Alquezar. Ele dominou o percurso em todas as fases, do início ao fim, uma performance espetacular que culminou em um tempo de prova de 39min cravados. Já Vanessa, basicamente travou um duelo com Isabele Barbieri e desgarrou na corrida, garantindo seu belo troféu de ouro.

Foto 67758
   Hércules Rakauskas

A corrida Kids contou com um grito em coro da criançada presente antes da primeira largada oficial. Os dizeres foram breves, porém emocionantes: "Te amo mamãe" saiu da boca de mais de 280 crianças presentes na Praia do Perequê. Crianças de 1 a 13 anos correram pela areia fofa da praia e se divertiram ao lado de seus pais durante as duas horas de mini provas.

A próxima etapa do XTerra Brazil Tour será em Mata do São João, na Bahia, o XTerra Camp Praia do Forte, nos dias 9 e 10 de junho.

Confira os resultados completos no Site do XTerra.


Comentários