home

UCI proíbe uso de injeções sem prescrição médica


9 MAI, 2011     Péricles    
     


O Comitê de Gestão da União Ciclística Internacional (UCI) aprovou nesta última quarta-feira (04/05) as alterações no regulamento da UCI para proibir e sancionar o uso de injeções de quaisquer substâncias que ajudem no desempenho ou recuperação dos atletas. Qualquer injeção precisará de uma indicação médica clara (incluindo vitaminas, açúcares, enzimas, aminoácidos, antioxidantes, etc). Esta inciativa chamada de "No Needle Policy", visa proteger a saúde dos pilotos, preservar a igualdade de oportunidades e lutar contra o doping. Ao proibir injeções e estabelecer sanções associadas, a UCI busca:

-Eliminar portas de entrada o doping.

- Incentivar a recuperação física natural, rejeitando o uso de recursos artificiais.

- Oferecer aos médicos meios para resistir à pressão de pilotos ou seus técnicos que procuram tratamentos injustificados, a fim de permitir-lhes respeitar o ponto 6.3 do Código do Movimento Olímpico de Medicina: "Os responsáveis pelo atleta (...) devem se abster de praticar qualquer intervenção que não é indicado pelo médico, mesmo a pedido dos atletas, seus acompanhantes ou outro prestador de cuidados de saúde (...) ".
A violação destes novos regulamentos levará a sanções por parte do piloto, médico da equipe, ou equipe.

Confiram regulamento:http://www.uci.ch/Modules/BUILTIN/getObject.asp?MenuId=MTYxNw&ObjTypeCode=FILE&type=FILE&id=NjkyNzc&LangId=1

A proibição do uso de injeções é o resultado de grandes discussões no Comitê Médico da UCI , que iniciou em novembro de 2010 e é fruto da colaboração com a Federação Internacional das Associações de Remo (FISA).

A UCI apresentou o conceito da No Needle Policy para profissionais médicos da equipe em 4 de março, um dia antes do início da Paris-Nice. A UCI pretende introduzir a proibição do uso de injeções antes do Giro d'Italia, que começa em 7 de maio.


Comentários



Relacionados