home

UCI não permite que organizadores de provas reduzam tamanho de equipes

Mudança anunciada para grandes voltas e provas de um dia vai contra o regulamento da UCI


26 NOV, 2016     Gustavo Figueiredo    
     


Na sexta feira, dia 25, as empresas que organizam provas como o Tour, Giro, Vuelta e as principais clássicas de um dia anunciaram uma mudança importante em seus regulamentos para a próxima temporada: a redução do número de atletas que larga em cada equipe.

imagem
Foto: Team Sky/Facebook/Reprodução

Segundo os organizadores, equipes menores deixam a prova mais emocionante e imprevisível. Além disso, a segurança também aumentaria graças ao menor tamanho do pelotão.

Porém, um comunicado emitido hoje pela UCI afirma que os organizadores de provas não tem o direito de modificar as regras do esporte de forma unilateral. Segundo a entidade, qualquer alteração de regra deve passar pelo Concelho de Ciclismo Profissional (CCP), organização que conta com representantes de diferentes categorias envolvidas no cicismo - inclusive atletas, equipes e organizadores.

No artigo 2.2.003 do regulamento da UCI, está especificado que equipes de grandes voltas podem ter oito ou nove atletas, mas que qualquer mudança deve ser previamente aprovada pelo CCP, sendo apresentada até o dia 1° de Janeiro do ano do evento.

Além disso, a nota afirma que a redução dos tamanhos das equipes já está em discussão, mas que ficou acordado que nenhuma mudança aconteceria em 2017. Jonathan Vaughters, diretor da Cannondale-Drapac considerou a decisão unilateral. Para ele, o maior problema é que os quadros de atletas já estavam montados.


Comentários



Relacionados