MENU

UCI inicia investigação sobre aros sem ganchos nos flancos

Acidente no Tour dos Emirados Árabes foi premissa para entidade máxima do ciclismo iniciar verificações

A UCI, federação máxima do ciclismo mundial, emitiu um comunicado no dia 1º de março afirmando que está investigando “incidentes recentes” envolvendo aros sem ganchos nos flancos para pneus tubeless “com urgência, no interesse da segurança dos pilotos”.

UCI inicia investigação sobre aros sem ganchos nos flancos - Imagem: Eurosport
UCI inicia investigação sobre aros sem ganchos nos flancos - Imagem: Eurosport


A declaração acontece depois do acidente de Thomas De Gendt no Tour dos Emirados Árabes (UAE Tour). O atleta viu seu pneu de estrada Vittoria Corsa Pro TLR de 28 mm de largura sair de uma roda Zipp 353 NSW, que usa aros sem ganchos. As consequências do incidente fizeram com que Adam Hansen, chefe do CPA, A Associação dos Ciclistas profissionais, publicasse no Twitter/X que "A associação não está feliz com os atletas correndo com rodas Hookless no pelotão":



Embora a causa do acidente não fosse inicialmente clara, a Vittoria posteriormente emitiu um comunicado dizendo que a falha ocorreu devido ao impacto da roda dianteira de De Gendt em uma pedra, o que causou a quebra do aro.

Publicidade


Assista o momento do acidente:



Os aros sem ganchos nos flancos se tornaram populares entre os fabricantes de aros de carbono nos últimos anos. As marcas afirmam que eles proporcionam benefícios de desempenho, incluindo peso reduzido, aerodinâmica melhorada e fabricação mais eficiente, resultando em preços mais baixos para os consumidores.

Em comparação com um aro com ganchos, as rodas sem esses "dentes" estão sujeitas a pressões rigorosas e limites de largura.

Confira o comunicado oficial da UCI, em inglês, na página da Confederação


Relacionados

Comentários

Outras notícias

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.