MENU

Tudo que aconteceu na tradicional Liège-Bastogne-Liège 2009

Andy Schleck vence no solo

     

Andy Schleck (Saxo Bank) não apenas venceu sua primeira grande corrida de forma monumental após um ataque solitário na Liège-Bastogne-Liège, ele também fez isso com muito estilo e domínio que o coloca como a próxima grande estrela do ciclismo mundial.

Abordo da sua S-Works Tarmac SL2 e as sapatilhas Body Geometry, o mais novo dos irmãos Schleck despejou toda sua força na subida "Roche aux Faucons" (Falcon's Rock), a 20 quilômetros do final, e voou como uma águia a frente do pelotão composto pelos ciclistas pré-favoritos à vitória.

A equipe Saxo Bank tinha três ciclistas no pelotão em perseguição: Frank Schleck, Karsten Kroon e Alexandr Kolobnev, o que contribuiu para deixar a porta aberta para Schleck cravar seu nome na história.

"Me senti bem durante toda corrida. O plano era atacar na subida (Roche aux Faucons), mas eu nunca imaginei que iria seguir sozinho até a meta final", disse Schleck, que ficou em quarto lugar na Liege no ano passado. "Eu consegui abrir uma vantagem de 200 metros e continuei forçando o ritmo. O time fez um trabalho excelente atrás de mim. Sem eles, a vitória não seria possível".

Schleck esperou o momento certo para o ataque, aguardando até o subida Roche aux Faucons, que foi inserida na prova no ano passado, e assim, ele conseguiu escapar do pelotão de elite, neutralizando também o ataque de Philippe Gilbert (capacete, óculos e luvas Specialized).

"Sabíamos que aquele era o lugar certo", disse Bjarne Riis, técnico da equipe Saxo Bank. "Nós fizemos uma corrida forte durante todo o dia. Nosso time fez uma corrida perfeita e toda equipe está de parabéns. Esse foi o final perfeito pelo ótimo trabalho da equipe. Nós estamos muito felizes."

Quando o ciclista, de 23 anos, atingiu a última subida na famosa ladeira Saint-Nicolas, ele estava a um minuto de vantagem faltando apenas 7 quilômetros da chegada, seu irmão mais velho Frank sabia que era a glória para o irmão e abriu uma grande sorriso para as cameras de TV belga.

O grupo de favoritos não conseguiu organizar uma busca efetiva e o restante da corrida foi pelo pódio. O escalador espanhol Joaquin Rodriguez atacou a menos de 1km da chegada e ficou com o segundo lugar, a 1 minuto e 17 segundos atrás do campeão. Davide Rebellin, campeão da Flèche Wallonne, liderou o pelotão de 35 ciclistas para conquistar o terceiro lugar do pódio.

"Me senti bem toda a semana", disse Andy Schleck que foi segundo na Flèche Wallonne, na quarta-feira. "Eu acredito que mereci vencer hoje. Para mim, Liège é a mais bonita das clássicas".

Schleck tornou-se o primeiro luxemburguês a vencer Liege desde 1954, quando teve a vitória de Marcel Ernzer. O irmão mais velho, Frank que recuperou-se da queda na Amstel Gold Race no domingo passado, ficou orgulhoso de ver o irmão vencer.

Com a poeira ainda em pé da 95ª edição da Liège-Bastogne-Liège, os ciclistas já estão de olho nas grandes Voltas da temporada. O Giro da Itália começa no dia 9 de maio em Veneza e o Tour de France será em julho.

O futuro promete ser brilhante para Schleck, que foi o 12º geral e o melhor ciclista jovem no Tour de France, no ano passado, além de ter sido o segundo no Giro 2007. Agora Andy vai ter um curto descanso para reenergizar-se até o Tour.

"Como no ano passado, eu sabia que seria difícil tentar vencer se viesse num grupo com Rebellin ou Valverde incluído, então, decidi arriscar e atacar", disse Schleck satisfeito. " O próximo grande objetivo é o Tour de France. Nós teremos que ver como a corrida se desenrola, mas todos nós estamos motivados para ir bem. Vencer aqui nos fez ficar mais ambiciosos".

O retrospecto das provas clássicas da primavera 2009, demonstra uma bela campanha dos ciclistas da família Specialized. Entre sete clássicas, contando Flèche e Ghent-Wevelgem, tiveram 7 vencedores diferentes.

Quick Step confirmou o legado e dominou as provas clássicas do norte, com vitórias no Tour de Flanders e Paris-Roubaix, com Stijn Devolder e Tom Boonen, respectivamente.

Depois foi o momento da equipe Saxo Bank com pódios na Amstel Gold Race (segundo com Kroon) e na Flèche Wallonne (segundo com Schleck) antes da grande vitória em Liège, no domingo.

Fotos (3)

foto 0 -  Mais Fotos
     


Comentários