home

Trek-Segafredo deve utilizar bikes com discos nas principais provas da temporada


2 JAN, 2018     Gustavo Figueiredo    
     


Para a temporada 2018 do ciclismo profissional, a presença de bicicletas equipadas com freios a disco aparentemente vai crescer no pelotão, com algumas equipes apostando que o equipamento vai tornar-se cada vez mais dominante.

Foto 66229

Uma desas equipes é a Trek-Segafredo, que promete equipar seus atletas com bicicletas com freio a disco nas principais provas da temporada, inclusive no Tour de France e no Giro da Itália, além de provas clássicas como a Paris-Roubaix.

Nas clássicas

Segundo uma matéria do site Cyclingnews, toda a equipe correrá a Paris-Roubaix utilizando bicicletas com discos - tudo para simplificar a logística de trocar de rodas nas caóticas provas de um dia.

Para estas competições, ciclistas como John Degenkolb e Jasper Stuyven terão a sua disposição a Domane Disc ou a aerodinâmica Madone. Segundo Matt Shriver, diretor técnico da equipe, o maior desafio é a troca da roda traseira.

"A troca dianteira é mais rápida com discos, mas a traseira ainda é um pouco mais lenta. Estamos trabalhando para que não haja penalização para um ciclista utilizando os discos", explicou.

Baixo peso para escaladores

Segundo Shriver, todos os ciclistas que utilizaram a Emonda com freios no aro em 2017 utilizarão a versão com discos em 2018 - incluindo todos os escaladores da equipe. Isso seria possível graças ao baixo peso do modelo, que fica exatamente no limite de 6.8kg para uma Emonda Disc 58cm.

Todavia, Shriver afirmou que a mudança não decorre de pressão da equipe e sim da vontade dos próprios atletas. "Nunca forçaríamos isso para os ciclistas. Eles tiveram uma chance de andar com a bicicleta e perceber os benefícios. Agora estamos em um ponto que eles dizem 'É, elas são excelente', então chegou a hora de abraçar a nova tecnologia".



Comentários



Relacionados