home

Trek Supercaliber 2020 - XCzeira chega com sistema de suspensão revolucionário

Novidade aposta em traseira flexivel e shock estrutural para unir o melhor das full suspension com o melhor das hardtails


5 SET, 2019     Gustavo Figueiredo     2    
     


Há algum tempo, a Trek transformou a Top Fuel, sua bike voltada para cross-country competitivo, em um projeto um pouco mais abrangente. No papel, ela ganhou mais curso e uma geometria bem mais relaxada, indicada para uso misto - uma legítima XC/Trail. O movimento, porém, acabou abrindo uma lacuna na linha do fabricante norte-americano, que ficou sem uma full-suspension 100% XC. Agora, com a chegada da Supercaliber, modelo que já vem sendo testado pelos atletas da equipe oficial em provas de Copa do Mundo há algum tempo, a marca promete uma bike puramente de cross-country, com um projeto de suspensão que foge do lugar comum, o IsoStrut.

Foto 73244

O conceito foi apresentado para a imprensa nacional em um evento realizado no interior de São Paulo. Lá, pudemos conhecer de perto a novidade. Confira mais detalhes no texto abaixo.

Sistema IsoStrut

O IsoStrut, a principio, não parece uma ideia super nova. O conceito de bikes soft tail, que apostam em algum sistema de amortecimento e na flexibilidade do quadro para criar curso de suspensão já existe há bastante tempo. A Trek, porém, levou o conceito um (ou vários) passos adiante. Com o conceito, o fabricante tentou capturar o que existe de melhor nas bikes full e nas hardtail.

Foto 73249
Foto 73251

O modelo conta apenas com o pivô inferior no triângulo traseiro e, ao todo, oferece 60mm de curso com uma arma secreta: a alta capacidade de flexão dos tubos de fibra de carbono do seat-stay, que são capazes de flexionar em até 20mm. Outro detalhe interessante, e talvez o mais importante, é que o shock ganha função estrutural, e é neste ponto que o IsoStrut realmente difere de outros sistemas semelhantes.

Foto 73252

Isso acontece porque, via de regra, um amortecedor é feito para mover-se para dentro e para fora. Com isso, torções e rotações acabam danificando pistões, buchas e válvulas. Para contornar o problema, a solução mais simples é utilizar um link entre a suspensão e o shock, com um pivô isolando o shock de qualquer movimento indesejado. Isso, porém, acrescenta peso e complexidade ao projeto, justamente o que a Trek tentou evitar.

Foto 73253

O conjunto todo funciona graças a uma "caixa" de carbono ao redor de um shock especialmente projetado para a bike. O conjunto formado pela caixa e pelo shock é o IsoStrut, que conta com um sistema de buchas e selos para servir como um grande guia estrutural para o amortecedor, que fica seguramente estabilizado dentro do conjunto.

Foto 73255

Com este conceito, a Trek afirma ter conseguido a melhor união entre uma full suspension e uma hard tail - o santo graal do mundo do XC. O modelo possui, obviamente, uma trava para a suspensão traseira e a curva de progressão pode ser ajustada com o uso de espaçadores de volume de ar.

Mais detalhes

Por ser uma bike exclusivamente para cross-country de alto desempenho, a geometria da Supercaliber é relativamente arisca. Para se ter ideia, no tamanho M, a bike tem apenas 425mm de alcance, longe dos 440mm encontrados na Top Fuel, por exemplo. Além disso, a caixa de direção fica em 69 graus, o que certamente aumenta a agilidade do modelo em circuitos mais apertados.

Foto 73254

A bike ainda conta com algo muito bem-vindo para quem compete: a capacidade de receber duas garrafinhas de água. Além disso, ela vem equipada com o sistema Knot Block, que evita que o garfo gire demais em tombos, evitando danos ao quadro. Outros detalhes como o sistema de cabeamento interno Control Freak também estão presentes.

Foto 73247

A Supercaliber estará disponível em quatro modelos completos. Cada uma é equipada com um quadro de carbono OCLV, uma transmissão SRAM 1x12 (incluindo uma SRAM AXS) e rodas de carbono Kovee Bontrager com sistema de cubo Rapid Drive.

Foto 73248

Todos os modelos da Supercaliber também apresentam um curso dianteiro de 100mm e rodas 29 em todos os tamanhos. A marca ainda afirma que o quadro é capaz de receber suspensões de até 120mm de curso, mas ao que parece essa mudança não faria muito sentido pelo própria proposta da bike. A Supercaliber chegará aos revendedores autorizados Trek até novembro, dependendo do mercado, e também estará disponível para personalização através do Project One.

Modelos Supercaliber disponíveis

Conjunto de quadros Supercaliber
Supercaliber 9.7
Supercaliber 9.8
Supercaliber 9.9 XX1
Supercaliber 9.9 XX1 AXS

Mais informações no site da Trek.


Comentários

  • avatar

    Fabio    São Paulo - SP

    Fabio    São Paulo - SP

    Outra bike XC moderna feita para máxima eficiência nas subidas. E onde está o ângulo do tubo do selim igual ou superior a 78º que dizem ser melhor para subidas?
    2 mes(es) atrás - Denunciar


  • avatar

    EduardoRR    Jundiaí - SP

    EduardoRR    Jundiaí - SP

    Bonita a bike. isso é uma novidade, vamos ver se pega.
    2 mes(es) atrás - Denunciar




  • Relacionados