MENU

Trek Émonda ALR 2019 - Estradeiras leves de alumino ganham renovação completa

Nova linha de bikes da alumínio chega com quadro renovado e opções de freio a disco ou ferradura

Durante nossa visita à fábrica da Trek em Waterloo, tivemos a oportunidade de conhecer alguns lançamentos na linha de estrada do fabricante norte-americano. Além de pedalar a Madone SLR Disc 2019, também vimos de perto a nova Émonda ALR - linha de estradeiras de baixo peso com quadro de alumínio da marca.


O modelo já tinha a fama de ter uma rodagem bastante suave e, apesar de seu quadro feito de metal, a qualidade da pedalada se assemelhava bastante com uma bike de carbono. Com a nova geração, a Trek promete melhorar ainda mais seus modelos de linha intermediária.

Detalhes

Apesar de continuar sendo feito com o alumínio 300 Series Alpha hidroformado, a nova Émonda ganhou um visual renovado, com o cabeamento totalmente interno e o tubo superior com um vinco lateral pronunciado, terminando com uma ponta no head-tube. Ela estará disponível com freios ferradura ou a disco, com o tamanho 56 pesando 1112g e 1131g respectivamente. Já os garfos ficam na casa de 313g para as ferraduras e 350g para os discos.


A marca afirma que a qualidade da pedalada é tão boa quando a de um quadro de carbono muito mais caro graças ao processo avançado de hidroformação, que permite a criação de formas complexas para ajustar a flexibilidade dos tubos e reduzir o peso. O processo ainda permite a redução do volume da solda, criando uniões praticamente invisíveis.


Para aumentar ainda mais o conforto e a eficiência da bike, todas as Émondas ALR serão equipadas com pneus 25 e garfo de fibra de carbono. Além disso, os novos modelos seguem sendo compatíveis com a tecnologia DuoTrap S, que integra sensores de cadência e velocidade diretamente no quadro.


Os modelos femininos e masculinos utilizam exatamente o mesmo quadro com geometria H2 - projeto intermediário entre esportividade e conforto. A diferença fica por conta da mesa mais curta com guidão mais estreito e selim anatomicamente correto para mulheres. Ao todo, a linha contará com 5 modelos e dois quadros.

Mais informações no site oficial da Trek Brasil.


Relacionados

Comentários

Serio que voces estao discutindo por causa de 100 gramas de peso?? Isso é menos que um copinho de agua!

Meu agora vou ter que empurar morro acima, muito pesado.

Edson, pq chato? Você não espera que algo novo seja melhor? Porque com certeza mais cara ela vai ser...
Tudo bem que esse aumento de peso é imperceptível, mas não deixa de ser considerado um downgrade.
Espero que, pelo menos, essas mudanças tragam melhorias em quesitos como conforto e rigidez (mesmo eu já achando a Émonda ALR bem confortável)...
Não estou sendo chato, estou apenas comparando a geração atual com a anterior.

Verdade, Helder! Também achei estranho esse downgrade no peso do modelo! Caad 12 pelo jeito vai continuar reinando absoluta...

Hélder, chato!

A geração anterior da Emonda ALR pesava 1050g no tamanho 56. Ela ficou mais pesada então? Já que a atual pesa 1112g.
Como única vantagem, vejo os freios de montagem direta, já que esse roteamento interno de cabos é apenas parcial.
A mudança no Top Tube e no Head Tube é apenas estética ou aumenta a rigidez do quadro?
Pelo jeito irei continuar com minha Emonda ALR 6 2016 por mais um tempo ainda.



Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.