MENU

Tour de France 2020 - Para Bernal, liderança da Ineos será decidida nas montanhas

Jovem colombiano acredita que entende posição de companheiros, mas que liderança será decidida com as pernas

     

O colombiano Egan Bernal, mais jovem vencedor do Tour de France nos últimos 100 anos em 2019, acredita que a liderança de sua equipe no Tour de France, a badalada Ineos, será decidida apenas nas etapas de montanha. Ao lado de Bernal, a equipe conta com Chris Froome, que já venceu a prova quatro vezes, e Geraint Thomas, que levou a prova em 2018.

Foto 75077
Divulgação    Tour da Suíça

"Veremos nas etapas iniciais quem é o mais forte", afirmou Bernal em uma recente entrevista. Segundo ele, existe uma grande expectativa para voltar a correr no dia 1 de agosto, quando em teoria acontece a Strade Bianche, mas que seu foco será o Tour de France. O atleta ainda promete não correr a Vuelta para tentar a dobradinha Tour-Giro em 2021.

Para vencer o Tour, ele terá que encarar o experiente Chris Froome, que está retornando a boa forma depois de seu acidente no Critérium du Dauphiné, com muita vontade de conquistar seu quinto título - marca atingida por poucos nomes na história do esporte.

"Claramente entendo as intensões do Froome em tentar vencer seu quinto Tour. Se ele vencer, entrará para a história do ciclismo ainda mais do que agora. O Thomas chegou em primeiro e em segundo das duas últimas edições, então com certeza ele também tem boas chances. Mas claro, sou o vencedor do último Tour, sou jovem e quero vencer meu segundo Tour, e é para isso que estou trabalhando. O time sabe disso e os dois também", afirmou o atleta.

"Não acho que teremos problemas, já que a estrada vai decidir. O Tour de France será duro desde o início, então veremos logo nas primeiras etapas que é o mais forte, ai os outros terão que trabalhar para quem for o melhor", explicou Bernal.

Recentemente, depois que as autoridades da cidade colombiana de Zipaquirá deram uma permissão de circulação especial para atletas profissionais, Bernal voltou a treinar fora de casa. Além disso, Iván Duque, presidente do país, também liberou a circulação de ciclistas profissionais no país.

     


Comentários