MENU

Tour de Flanders 2024 - Van der Poel domina, Elisa Longo vence no sprint

O clima foi um fator decisivo na prova, desbancando favoritos

Nesse domingo de Páscoa a celebração não foi apenas nos encontros familiares, olhos olhos do mundo ciclístico estava de olho na Antuérpia, região da Bélgica onde acontecia uma as provas mais clássicas do ciclismo mundial, o Tour de Flanders, ou na língua local (o flamenco ou flamish) “Ronde van Vlaanderen”.

A prova desse ano era uma das mais esperadas da temporada das clássicas que são provas longas de um dia, sem tanta altimetria, mas que sempre apresentam subidas técnica, paralelepípedos e, em alguns casos, até gravel como na italiana Strada Bianche.

Dessa vez, o principal desafio eram algumas subidas curtas, mas cheias de paralelepípedos e inclinações de até 22%. Porém, ao contrário do que se viu durante a semana e até no sábado antes da prova, dessa vez a chuva apimentou ainda mais a disputa, pois chegou já na metade final da prova, onde algumas fugas e disputas já vinham se definindo, tanto na prova feminina quanto na masculina.

A prova das Mulheres

A prova das mulheres foi uma prova mais estratégica, o pelotão se manteve razoavelmente calmo até 45 kms para a chegada. Como a chuva já havia chego a essa altura, o desafio principal se tornava a subida do monte Koppenberg, essa é uma das subidas mais lendárias da prova e apresenta um trecho de paralelepípedos estreito e com uma inclinação importante, esse trecho também é bastante conhecido por ser liso quando molhado.

Tour de Flanders 2024
Tour de Flanders 2024    Ronde van Vlaanderen


A soma de uma subida que demandam força e piso liso acabou por fazer algumas vítimas, vários tombos foram vistos na transmissão da prova, mas o fato mais importante foi que a grande favorita e atual campeã mundial Lotte Koppecky acabou sendo forçada a descer da bike e correr devido a certo engarrafamento. Nesse momento o grupo mais bem posicionado a frente atacou instigado por Mariana Vos, a ciclista holandesa já muita experiente soube se colocar em uma posição segura a frente do grupo na entrada da subida e atacou na hora decisiva levando consigo um grupo de fortes candidatas ao podium.

A equipe de Kopecky, SD Works - Protime tentou ajudar a sua capitã a retornar ao grupo líder da prova, destacando Demi Vollering para essa árdua tarefa, mas o trabalho foi em vão e Demi acabou desgarrando da campeã mundial para buscar seu lugar ao Sol, digo no pelotão no meio do clima chuvoso da primavera belga.

O grupo líder deu uma chance a Demi Vollering e a aguardou reduzindo o passo pouco antes da subida do Kwaremont. Porém, ao aguardarem a chegada de Demi, o grupo acabou tendo uma surpresa com a chegada da holandesa Shirin Van Anrooij. A jovem holandesa não só se juntou ao pelotão, como passou a todas e saiu em fuga. Ataque esse que abriu 21 segundos de vantagem ao grupo, como reação Pack Pieterse (nossa conhecida das Copas do Mundo de XC) conseguiu reagir e na próxima subida, o Paterberg outras atletas também conseguiram buscar as líderes, com Longo Borghini e Niewiadoma. Pieterse, ficou pelo caminho.

Decisão no sprint femino do Tour de Flanders 2024
Decisão no sprint femino do Tour de Flanders 2024    Ronde van Vlaanderen


Para o momento final, essa nova fuga, agora com 3 atletas seguiu para decidir a prova no sprint, porém com um grupo perseguidor vindo a poucos segundos, agora sendo puxado pela campeã mundial Kopecky e por sua companheira de equipe Demi Vollering.

O sprint puxado por Van Anrooj foi um pouco tardio, o que quase fes a fuga ser pega pelo pelotão. Elisa Longo teve mais sucesso conseguindo sua segunda vitória na clássica corrida belga, seguida por Katarzyna Niewiadoma em segundo e Shirin Van Anrooj em terceiro. Fato interessante que as top 5 mulheres andavam em bikes equipadas com SRAM, Fata bem distinto dos resultado masculino.

Resultados Tour de Flanders/ La Ronde Feminino

1. Elisa Longo Borghini - Lidl - Trek +04:16:04
2. Katarzyna Niewiadoma - Canyon/SRAM Racing +0:00
3. Shirin Van Anrooij - Lidl - Trek +0:00
4. Marianne Vos - Team Visma | Lease a Bike +0:09
5. Lotte Kopecky - Team SD Worx-Protime +0:09
6. Puck Pieterse - Fenix-Deceuninck +0:09

A prova dos Homens

Mesmo sem alguns grande favoritos como Wout van Aert, afastado por um acidente a uma semana que resultou em várias fraturas e Mads Pederson que não se recuperou bem das intensas provas da última semana e mostrou isso durante a prova, o Tour de Flanders masculino não economizou na emoção.

A chuva também teve um papel pivotal na prova, talvez ainda mais que na prova feminina, visto que a prova masculina foi mais longa possibilitando ainda mais trechos de paralelos lisos e molhados.

Mathieu Van der Poel no Koppenberg Tour de Flanders 2024
Mathieu Van der Poel no Koppenberg Tour de Flanders 2024    Ronde van Vlaanderen


Basicamente no mesmo ponto que apimentou a prova feminina, a subida do monte Koppenberg e seus 22% de inclinação, Mathieu Van der Poel, atual campeão mundial de estrada e Cyclocross, grande nome nas provas de MTB também, mostrou que está no ápice da sua forma atacando no ponto mais crítico da prova, e seguindo em fuga solo até chegar com uma esmagadora vantagem de 1 minuto e 2 segundos, mesmo freando para posar para as fotos na chegada com sua bicicleta da Canyon nos braços e seu uniforma de campeão mundial muito sujo de lama e sujeira das estradas belgas.

Justamente por ser campeão mundial de Cyclocross, MVdP como é chamado, está muito acostumado com a chuva e temperaturas baixas e mais acostumado ainda com a baixa aderência, visto que no Cyclocross se corre com pneus de míseros 33 mm de largura em condições que nos fariam pensar se caminharíamos com uma bota sete léguas no mesmo trecho. Essa vantagem foi vital para lhe dar a confiança de atacar solo e seguir até a chegada. É notável que a forma do holandês é invejável, tendo liderado esmagadoramente as provas de Cyclocross que correu nessa temporada, assim como já tendo conseguidos vitórias expressivas no início da temporada das provas de estrada.

Tour de Flanders 2024
Tour de Flanders 2024    Ronde van Vlaanderen


Na outra corrida do dia, a do segundo lugar em diante, o grupo se desgastou muito tentando montar uma estratégia anti-MVdP. Alguns ataques antecipados minaram personagens que poderiam ser importantes como Mads Pederson que gastou as poucas fichas que tinha prematuramente uma vez que apresenta certa fadiga de várias provas longas e duras em um curtíssimo intervalo de tempo.

Jorgenson da Visma-Lease a Bike que tinha o peso de assumir a capitania do grande time com a ausência de Wout van Aert, acabou também gastando suas fichas prematuramente em ataques muito cedo no dia o que lhe minou para reagir ao ataque de Van der Poel no Koppenberg, vale ressaltar que técnica e força ele teve, esboçando uma reação forte inicialmente, mas não o suficiente para se manter na roda do holandês voador.

Diferente da prova feminina, a Shimano dominou os primeiros 6 lugares do ranking final da prova.

Resultados Tour de Flanders/ La Ronde Masculino

1. Mathieu Van Der Poel - Alpecin-Deceuninck - +06:05:17
2. Luca Mozzato - Arkéa-B&B Hotels - +1:02
3. Nils Politt - UAE Team Emirates +1:02
4. Mikkel Bjerg - UAE Team Emirates +1:02
5. António Morgado - UAE Team Emirates +1:02
6. Magnus Sheffield - INEOS Grenadiers +1:02

Autor

Felipe Pimpao

Comissário

Felipe Pimpão é comissário da UCI e da CBC, com ampla experiência em ciclismo


Comentários

Outras notícias

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.