home

Teste - Sense Rock Evo 2018


22 MAR, 2018     Gustavo Figuereido     23    



A marca nacional Sense entra no seu oitavo ano de mercado, trazendo cada vez mais modelos. Dessa vez testamos uma nova versão da Rock, a Rock Evo. Segundo a marca, ela "possui todas as características de uma bike de alta performance" - uma afirmação ambiciosa para um modelo com preço inferior a 3 mil reais. O quadro, produzido em Manaus, é feito com alumínio 6061 hidroformado e com tratamento térmico T6.

Foto 66981
A Sense Rock Evo 2018   Pedro Cury

Com a afirmação acima em mente, realizamos um teste completo com a bike, levando ela para passear por ruas e trilhas tranquilas, trechos mais técnicos, subidas e descidas bem inclinadas, cheias de buracos e erosões.

Ficha Técnica

Quadro: Alumínio 6061 butted, tratamento térmico T6 - tubos hidro formados.
Suspensão: Suntour XCR-32 RL-Coil 29" 100mm, com trava no guidão.
Aros: Vzan Extreme Disc 29".
Cubos: Shimano TX505.
Pneus: Chaoyang Victory 29x2.10.
Disco: Shimano SM-RT10 160mm, Centerlock.
Alavancas de câmbio: Shimano Altus SL-M2000 27V.
Câmbio dianteiro: Shimano Altus FD-M2000, 3X9V.
Câmbio traseiro: Shimano Altus Shadow RD-M2000-SGS, 9V.
Pedivela: Shimano Altus FC-M2000, 3X9V.
Movimento central: Shimano BB-UM 100.
Cassete: Shimano CS-HG201-9, 11/36D
Corrente: KMC X9, 9V.
Selim: Sense MTB.
Canote: Sense, 31.6mm x 400mm.
Guidão: Sense SL3 Double Butted, 31.8mm x 700mm.
Manoplas: Sense com trava.
Mesa: Sense SL3, 90mm.
Caixa de direção: Neco semi-integrado.
Conjunto de freio: Shimano BL-M315 hidráulico.
Garantia: 5 anos quadro, demais componentes de acordo com cada fabricante.
Tamanhos Disponíveis: S / M / L

Impressões Iniciais

Se a Rock Evo seguisse uma filosofia para sua aparência, ela seria "tão importante quanto ser rápido é parecer rápido". Por isso, apesar de básica nos componentes, a bike possui um visual agressivo, com seus grafismos em cinza claro e verde fazendo um bonito jogo com a cor mais escura e fosca do fundo. O selim também tem detalhes em verde combinando com o resto da bike, assim como o garfo.

Foto 66982
Detalhes do quadro da Rock Evo   Pedro Cury
Foto 66983
Detalhes do quadro da Rock Evo   Pedro Cury

Como outras da categoria, a Rock Evo não possui espiga tapered e nem cabeamento interno. Além disso, o freio traseiro é montado sobre o seat-stay no padrão IS com um adaptador post mount. As soldas são alisadas e o acabamento geral parece bom. Mas, uma inspeção mais minuciosa revelou algumas irregularidades na pintura do top tube.

Componentes

Assim como acontece com os outros modelos, a Sense aposta em um pacote de componentes de marca própria, com canote, selim, mesa, guidão e manoplas levando o logotipo da Sense, sendo o guidão fabricado em Manaus.

Foto 66984
O selim também combina com a pintura   Pedro Cury
Foto 66985
Guidão, mesa, canote e manoplas levam a marca da Sense   Pedro Cury

A suspensão dianteira é uma Suntour XCR-32 RL com 100mm de curso, trava no guidão, espiga reta, eixo de blocagem de 9mm e regulagem apenas da pré-carga da mola - embora exista um mecanismo hidráulico interno, ele não é regulável.

Pesagem

A bicicleta foi totalmente desmontada, pesada e remontada na H.Bike, oficina especializada localizada na Zona Sul de São Paulo.

Foto 67039
A Rock Evo desmontada para pesagem

Totais
Total Divulgado: 14.40Kg
Total Aferido: 14.70Kg

Rodas
Pneus (unidade): 1085g / 1165g
Câmara da ar: 220g
Roda Traseira (com fita): 1235g
Roda Dianteira (com fita): 1005g
Discos: 85g
Blocagem Dianteira: 90g
Blocagem Traseira: 90g
Porca trava do disco: 20g

Componentes
Quadro com pistas da caixa de direção: 1895g
Canote de selim: 360g
Mesa: 170g
Selim: 360g
Guidão: 270g
Suspensão Dianteira com trava: 2625g
Manopla: 45g
Suporte pinça traseira: 30g
Blocagem canote: 45g
Freio Dianteiro: 295g
Freio Traseiro: 305g

Transmissão
Corrente: 270g
Cassete: 435g
Central: 305g
Câmbio Traseiro: 195g
Câmbio Dianteiro: 95g
Pedivela: 990g
Trocadores com cabo: 130g cada

Geometria

Segundo a Sense, o objetivo da geometria da Rock Evo é proporcionar conforto para o iniciante e agressividade para quem deseja pedalar com mais seriedade. Para atingir este objetivo, eles apostaram em uma frente relativamente longa, mas com a caixa de direção alta para manter a postura mais ereta - algo como uma Impact Pro 2017 encurtada e elevada.

Foto 66986
Geometria Sense Rock Evo

No tamanho M, a bicicleta tem exatos 595mm de tubo superior e uma caixa com 110mm de altura e 69,5 graus. Com isso, temos um alcance (reach) de 414,cm e uma altura (Stack) de 608,7cm.

Aqui vale uma observação: embora os números da Rock Evo não sejam revolucionários e algumas marcas "de ponta" possuam geometrias semelhantes mesmo em bikes simples, esta faixa de preço é infestada por bicicletas com projetos antigos, com atrocidades como caixa de direção de 72 graus e tubos superiores com 57cm.

O Teste

A Sense Rock Evo foi testada em situações que foram de simples pedais urbanos a trilhas de elevado nível técnico. Nosso objetivo foi descobrir se ela funcionaria bem para um iniciante e até onde é possível ir com ela.

Foto 66987
Rock Evo em ação   Pedro Cury

No geral, a bicicleta mostrou capacidade para encarar passeios e trilhas mais leves sem dificuldades. Porém, foram nos trechos mais técnicos que descobrimos o que ela tem de bom e de ruim.

Descendo

Nas descidas de asfalto e estradas de terra lisas, a bike não encontra dificuldades. Seus pneus rolam bem e não faltam marchas para atingir (e manter) velocidades elevadas. Apesar de seu conjunto simples, ela tem um bom comportamento.

Em velocidade normal de cruzeiro, a Rock Evo mostrou estabilidade, mas com respostas um pouco lentas nos trechos mais apertados. Ao forçar o ritmo, sentimos que os pneus mostraram algumas limitações - explicaremos abaixo no tópico Rodas e Pneus.

Foto 66988
Descendo de Rock Evo   Pedro Cury

Além disso, a mesa mostrou que poderia ser um pouco mais curta, tornando a bike mais ágil e precisa em trechos lentos e ainda mais estável nos trechos de alta velocidade.

Trechos de dificuldade intermediária mas com muitas pedras soltas e erosões, como a trilha da Taturana na Serra do Japi, provaram que a Rock Evo é capaz de encarar desafios que vão além das necessidades de um amador, mas que podem deixar um ciclista avançado com gostinho de "quero mais" - algo que pode ser conseguido com mudanças simples na bike.

Subindo

Apesar do peso comum de bikes desta categoria, a inclinação da subida não foi problema para a relação de marchas da Rock Evo. O conjunto permitiu encarar trechos de terra e de asfalto extremamente inclinados. Para pedalar em pé, a trava de suspensão mostrou-se eficiente, eliminando totalmente os movimentos do garfo.

Foto 66989
Relação ampla ajuda na subida   Pedro Cury

Com isso, a diversão daquele pedal recreacional que passa por bons desafios altimétricos está garantida, desde que um KOM não esteja envolvido na equação.

Nas subidas técnicas, sentimos alguma dificuldade em encontrar e manter a linha correta, com a frente mostrando-se um pouco imprecisa. Outro detalhe que aparece neste cenário é a tração do pneu traseiro - embora ele tracione bem para um pneu simples, obviamente o Victory tende a patinar quando a trilha fica realmente cabeluda.

Pedais Longos

A geometria da Sense Rock Evo segue a linha de outras boas bikes criadas com o iniciante em mente. Na regulagem mais baixa, sua frente ainda retém uma boa altura e seu tubo superior é "longo, pero no mucho". Com isso, é possível encontrar uma posição mais esportiva ou mas voltada ao conforto sobre a bike.

No trechos mais lisos de estradão e no asfalto a bike vai muito bem, com a suavidade do câmbio e a posição confortável fazendo seu papel para manter o ciclista feliz. O ponto baixo fica pela aspereza dos pneus e a pouco eficaz leitura de terreno da suspensão.

No geral, a bike encarou bem longos dias de pedal, principalmente quando as pernas já cansadas sempre encontravam um refugio na farta relação de marchas - uma vantagem do sistema de três coroas que faz toda a diferença para o iniciante.

Suspensão

A Suntour XCR-32 RL aposta em uma mola de metal e em um sistema hidráulico para controlar seus 100mm de curso. O modelo apresenta espiga reta e hastes de 32mm, com regulagem externa de pré-carga e trava no guidão.

Foto 66990
A XCR-32 RL nos pareceu um pouco áspera   Pedro Cury
Foto 66991
A XCR-32 RL nos pareceu um pouco áspera   Pedro Cury
Foto 66992
Mas a trava funciona bem   Pedro Cury

Assim como outras da categoria, a leitura de terreno não é o forte desta suspensão - muito provavelmente fruto da falta de tratamento especial contra o atrito nas hastes. Mesmo deixada sem nenhuma pré carga, a mola nos pareceu dura.

Vale ressaltar que o piloto de teste pesa apenas 65kg e que ciclistas mais pesados não sentiram a mesma coisa. Assim como já vimos acontecer com outras suspensões da Suntour, a XCR-32 não possui bons selamentos, com o desempenho da unidade caindo ao longo do período de testes.

Apesar de suas limitações, este tipo de suspensão é muito comum nesta faixa de preço, com a maioria dos fabricantes apostando em modelos ainda mais simples.

Freios

Entra teste, sai teste e os freios da Shimano não cansam de nos impressionar. Mesmo sendo o hidráulico mais básico da linha, o BL-M315 funciona incrivelmente bem. Além disso, por experiência, sabemos que esta linha da Shimano apresenta baixíssima manutenção e poucos problemas.

O longo manete pode ser facilmente posicionado para ser apertado com um, dois ou três dedos, embora a força de apenas um dedo seja suficiente para frear a bike em quase todas as situações. Os manetes ainda tem regulagem de alcance.

Com estes freios, a imensa maioria dos ciclistas estará bem servidos e, se você for iniciante, certamente eles serão fortes o suficiente até para pessoas pesadas - trata-se de uma parte da bike que não merece upgrade.

Transmissão

O Altus M2000 é mais um tiro certeiro da Sense com a Rock Evo - uma das poucas nesta faixa de preço a atualizar o grupo.

Foto 66994
Altus M2000, uma grata surpresa   Pedro Cury
Foto 66995
Câmbio traseiro barulhento mas funcional   Pedro Cury
Foto 66996
Trocas dianteiras quase sempre positivas   Pedro Cury

O ponto que mais agradou foi a precisão e a suavidade das trocas de marchas. Embora quase todos os grupos básicos da Shimano possuam trocas macias, as do Altus passam uma sensação diferente de qualidade encontrada apenas em peças de gama um pouco mais elevada como Alivio M4000.

Por falar em Alivio, seu funcionamento lembra muito o do Altus, com o segundo ficando na desvantagem apenas pela ausência da tecnologia 2 way release - permite descer marchas com o dedão ou com o indicador no gatilho dianteiro.

Também ficamos positivamente impressionados com a capacidade de trocas sob pressão, com o câmbio dianteiro refugando apenas em situações extremas. Porém, apesar de eficientes, vale ressaltar que o conjunto não tem uma boa retenção de corrente - com as batidas no quadro começando ao primeiro sinal de buracos.

No quesito amplitude de marchas e buracos entre uma marcha e outra, o conjunto 3 x 9 com cassete 11 / 36 e coroas 22 / 30 / 40 passam de ano com louvor, cobrindo praticamente todas as necessidades do ciclista.

Rodas e Pneus

A Rock Evo vem montada com os excelentes e confiáveis aros Vzan Extreme montados em cubos Shimano TX505. O conjunto mostrou a resistência esperada, sem nenhum sinal de empeno mesmo em condições que certamente extrapolaram o proposito da bike.

Foto 66997
O Victory ficou devendo em pilotagens mais agressivas   Pedro Cury

Pesando mais de 1kg cada, os Chaoyang Victory que equipam a Evo são a versão mais simples de um pneu que tem diversas opções de carcaça. Ao menos nesta configuração, concluímos que eles são bons pneus de passeio, mas não comportam-se bem quando seus limites são explorados.

Se o uso for em estradas de terra, asfalto e trilhas sem grandes desafios, eles se comportam bem. Porém, ao forçar a barra, a tração deles pode ser um pouco imprevisível. Além disso, percebemos que eles deixaram a bike relutante para apontar na direção da tangente durante as curvas.

A carcaça também não foge de seu projeto básico. Trata-se de um modelo bastante duro, com um volume de ar não muito grande e uma certa tendência a dobrar. Com isso, o conforto da rodagem e a capacidade de atacar o terreno da Rock Evo ficam limitadas.

Pros

- Funcionamento impecável do grupo Altus
- Freios Shimano M315 hidráulicos
- Custo / Benefício

Contras

- Pneus
- Mesa poderia ser mais curta
- Suspensão

Conclusão

A Sense Rock Evo possui um excelente custo-benefício, com componentes Shimano Altus M2000 e os freios sendo o ponto alto da bike. Graças a boa geometria e ao peso aceitável do quadro, seu comportamento pode evoluir muito com a substituição de componentes simples como os pneus.

Foto 66998
Com pequenas modificações, a Rock Evo pode levar o iniciante longe   Pedro Cury

Embora seja uma opção pessoal, uma mesa mais curta e talvez um guidão mais largo também nos parecem boas modificações - não é a toa que muitos fabricantes já configuram assim seus modelos. No geral, a Rock Evo nos parece uma bicicleta que pode acompanhar o iniciante por um bom tempo, com possibilidades upgrades não muito caros podendo fazer parte desta evolução.

Para saber mais, acesse a página da Rock Evo no site oficial da Sense Bike.

Piloto: Gustavo Figueiredo - Strava

Vestuário

Capacete ASW Fun 17, Bretelle ASW Active Race 18, luvas ASW Active Fechada, meia ASW Active 17.


Comentários

  • avatar

    Adriano   

    Adriano   

    Moçada..a bike é show...na faixa de preço dela é uma das melhores...tenho uma e estou
    satisfeito

    1 mês atrás - Denunciar


  • avatar

    Anonimo    

    Anonimo    

    Quanto de peso ela aguenta ?
    2 mes(es) atrás - Denunciar


  • avatar

    Acrisio   

    Acrisio   

    Comprei a minha, e estou muito satisfeito, Bike Top, Recomendo.
    3 mes(es) atrás - Denunciar


  • avatar

    Valter   

    Valter   

    Eu já estou na rodagem com a minha case 1 ano e ela ainda tem me surpreendido em todas as questões de satisfação, para mim vai ser a primeira de muitas Sense que rebo ter. Parabéns Sense ??????
    4 mes(es) atrás - Denunciar


  • avatar

    Higor Emanuel    

    Higor Emanuel    

    Comprei a minha estou aguardando ela chegar ! Bike top de mais !!!
    4 mes(es) atrás - Denunciar


  • avatar

    Sasa   

    Sasa   

    Euuu tenho a minha sense evo é ótima estou amando ela pra estrada de chão e morro ela é top no asfalto ela perde um poco pra minha antiga tsw mais ela é perfeita Sense amor pra vida toda .
    4 mes(es) atrás - Denunciar


  • avatar

    Danilo Roberto da Silva    

    Danilo Roberto da Silva    

    Quanto custa essa bicicleta
    4 mes(es) atrás - Denunciar


  • avatar

    Doriel Braga   

    Doriel Braga   

    Tenho a sense rock 2017 e muito boa quero trocar pela pro. São excelentes tô muito feliz com a bike. Ótimo desempenho!
    4 mes(es) atrás - Denunciar


  • avatar

    Rian   

    Rian   

    Ótimo bike.
    Tenho uma, atende minhas necessidades em qualquer terreno.
    Indo ela pra todos meus amigos.

    4 mes(es) atrás - Denunciar


  • avatar

    Anônimo   

    Anônimo   

    Gostei muito deste review! Não foi como os outros que só falam bem da bike e não falam mal dela! Tudo tem seus pontos fracos e fortes!
    4 mes(es) atrás - Denunciar


  • avatar

    saco de paraquedas   

    saco de paraquedas   

    vou comprar uma, altos hypes. Espero não estar over-hyped tb.
    4 mes(es) atrás - Denunciar


  • avatar

    João de Jesus    

    João de Jesus    

    Ótima bike
    4 mes(es) atrás - Denunciar


  • avatar

    Prof.Edvaldo   

    Prof.Edvaldo   

    Já tenho a minha e estou muito feliz com ela.
    4 mes(es) atrás - Denunciar


  • avatar

    Lincoln   

    Lincoln   

    Já tentei trabalhar com a marca aqui na minha cidade...tbm queria uma pra mim....mas não consegui pq diz a distribuidora q existem 3 fornecedores exclusivos na minha cidade.mas em 10 anos de pedal,ainda não vi nenhuma rodando nos grupos que participo.
    4 mes(es) atrás - Denunciar


  • avatar

    Marco   

    Marco   

    Muito boa avaliação e apresentação do laudo técnico apos testes eu tenho uma sense pro impacto 2017 já fiz vários testes com ela e se saiu muito bem dela troquei o selim coloquei um de carbono e o peda lei clip somente ao grupo tive problema com a corrente partou em uma trilha tive que trocar uso na lubrificação da corrente smov
    4 mes(es) atrás - Denunciar


  • avatar

    Fernando mello   

    Fernando mello   

    Empresa lixo...com bike lixo...nao cumpre com a garantia e peças da bike que enferruja com 5 meses de uso...
    Empresa muito lixo....

    4 mes(es) atrás - Denunciar


  • avatar

    Tm   

    Tm   

    Importante ! Não tem à pronta entrega , com espera indeterminada,não inferior a 60 fias
    4 mes(es) atrás - Denunciar


  • avatar

    Geninho   

    Geninho   

    A Sense veio para ficar. É uma ótima bike com preço baixo. Podem comprar sem medo. Assistência e qualidade para quem é exigente
    4 mes(es) atrás - Denunciar


  • avatar

    Joao carlos batista   

    Joao carlos batista   

    Parabens a voces da sense sempre inovando para trazer segurança conforto agilidade para os ciclistas.
    4 mes(es) atrás - Denunciar




  • Relacionados