MENU

Teste - Oggi Agile Pro GX 2021, uma XC que gosta de subir paredes

Com baixo peso, geometria para cross-country e relação reduzida, bike gosta de subir, mas isso cobra um preço

Diferente do que acontece em boa parte do mundo, o brasileiro tem um gosto especial pelas bikes de XC. Afinal, graças ao peso reduzido e ao projeto que privilegia as subidas, elas são capazes de encarar percursos em que, muitas vezes, até subir a pé é difícil.

Oggi Agile Pro GX 2021
Oggi Agile Pro GX 2021    Paulo Prezzoto

Se você se enquadra no perfil de ciclista que deseja encarar desafios de cross-country, como provas e treinos de XCO e XCO, com foco nas subidas, a Oggi Agile Pro GX 2021 é uma ótima pedida. Montada ao redor de um quadro de fibra de carbono com peso divulgado próximo de 1 kg, a bike aposta em um pacote de componentes de gama intermediária para marcar apenas 10,4 kg na balança - isso sem os pedais.

No texto abaixo, confira nossa avaliação completa sobre a Oggi Agile Pro GX 2021, bike que faz parte da linha 2021 de MTB da Oggi Bikes, que ainda conta com modelos feitos em alumínio, bikes com suspensão integral e ainda mais outras versões da Agile, com componentes mais ou menos avançados.

Para quem é a bike

Ciclistas que procuram uma mountain bike de cross-country tradicional. Trata-se de uma bike bastante focada nas subidas, com o baixo peso e a geometria favorecendo trechos montanha acima, seja no estradão ou no single. Uma ótima opção para treinos e provas de XCM.

Ficha Técnica

Quadro: Super Light Carbon Fiber, Press Fit 92mm, 12 X 148 MM (Boost) , Cabeamento Interno E Head Tube Tapered
Suspensão: Fox Performance SC Black Coat Stanchions 32 29" 100mm de curso, Kabolt Axle 110 X 15mm - Boost Lock-out Remote no Guidão
Trocador: SRAM GX Eagle
Número de marchas: 12 Velocidades
Câmbio Traseiro: SRAM GX Eagle
Cassette: SRAM X-glide Eagle 10 - 52
Central: SRAM DUB Press-Fit
Pedivela: SRAM GX Eagle Dub 32 Dentes Com 175 Mm Com Eixo Integrado - Boost
Corrente: Sram GX Eagle Power Lock
Guidão: ITM NH1 Flat 31.8 Mm Over C/700 Mm Em Alumínio Preto
Mesa: Aheadset NH1 Em Alumínio 31.8 Mm Over - 90mm
Caixa De Direção: FSA Tapered Selado Orbit ( 46/56) - Acb
Manopla: Prologó Light
Freios: SRAM Level Tl Hídraulico / Rotores 160mm
Pedal: Clip - Wellgo
Selim: MTB Velo ( 244 X 148 )
Canote: ITM NH1 Em Alumínio 31.6 X 400 Mm
Cubo Dianteiro: SRAM Hu 900 110 X 15 Mm Thru Axle Type 28 Furos
Cubo Traseiro: Sram Modelo Hu 900 148 X 12 Mm Thru Axle Type C/eixo De 12 Mm E 28 Furos
Aros: Alexrims EXR25
Raios: Aço Inoxidável
Pneu: Kenda Booster Pro 29x2.4''
Tamanho: 15,5" / 17" / 19" / 21"
Peso divulgado: Aproximadamente 10,4 Kg
Garantia: 2 Anos Para O Quadro E 3 Meses Para Componentes E 6 Meses Para Pintura.
Preço sugerido: R$ 21.190,00

Impressões Iniciais

A Oggi Agile Pro GX 2021 que testamos é vermelha e azul, cores bem fortes e chamativas que deixam a bike bem bonita. Mas se você está acostumado ou tem preferência por bicicletas mais discretas, a marca também oferece uma versão com a pintura mais sóbria em tons de cinza, preto e dourado.


O acabamento geral é muito bom, com a tinta fosca cobrindo a bike de forma bastante uniforme, sem manchas ou defeitos. O quadro, como é de costume em muitas bikes da Oggi, aposta em tubos com formatos mais recortados, com chanfros e quinas. As proporções são robustas, com o triangulo traseiro apostando em tubos largos, que promover uma ótima rigidez ao conjunto.


A caixa do movimento central também é avantajada, e felizmente o espaço para os pneus é grande. Nossa bike veio montada com um pneu 2.2 na traseira, mas as versões de produção utilizarão em 2.4''. Seja como for, o espaço na traseira é bom, o que reduz as chances da bike ficar "entupida" com lama.

Curvas e chanfros
Curvas e chanfros

O cabeamento é totalmente interno, a caixa é cônica e o espaçamento boost. Além disso, o chain-stay direito e a parte inferior do down-tube possuem proteções de borracha. No mesmo tubo, existe uma pequena "portinha" com um tampa que prende os cabos, reduzindo ruídos indesejados.

Componentes

Para manter o peso competitivo, a Oggi montou a Agile Pro GX 2021 com um pacote de componentes relativamente leves, mas com durabilidade e qualidade comprovadas. O guidão ITM NH1 tem apenas 700mm de largura, sendo casado com uma longa mesa de 90mm da mesma linha da marca italiana. O canote ITM NH1 tem 400mm, suportando um selim Velo bem curto, com a espuma mais para o lado do macio.

Selim com espuma macia
Selim com espuma macia

Para a transmissão, a bike aposta num pacote completo SRAM GX Eagle com cassete 10-52 e coroa de 32 dentes. A suspensão dianteira é uma excelente Fox 32 Performance Stepcast com 100mm de curso, trava no guidão e eixo 110X15 Kabolt. Os freios são os SRAM Level TL com discos de 160mm.

Relação reduzida
Relação reduzida

A rodagem fica a cargo de rodas montadas com aros Alexrims EXR25 com 25mm de largura interna e cubos SRAM HU 900 no padrão Boost. Os pneus Kenda Booster Pro Tubeless Ready com 2.4'' de largura

Cockpit ITM
Cockpit ITM

De fato, trata-se de uma configuração 100% XC tradicional, com foco no baixo peso e na agilidade em trilhas apertadas - tudo isso fica ainda mais reforçado pela geometria da bike.

Pesos


Agile Pro GX 2021 Peso
Agile Pro GX 2021 Peso

Totais
Total aferido c/ pedal: 10.694Kg
Total aferido s/ pedal: 10.331Kg
Total divulgado: 10.1Kg

Rodas

Dianteira com fita de aro: 925g
Traseira com fita de aro: 1049g
Eixo dianteiro: 43g
Eixo traseiro: 43g
Discos: 110g
Parafusos do disco (8): 26g
Pneu dianteiro: 638g
Pneu traseiro: 636g
Câmara de ar: 191g

Componentes
Abraçadeira canote: 26g
Caixa de direção completa: 113g
Guidão: 275g
Suspensão dianteira: 1483g
Trava do garfo com cabo: 61g
Selim: 262g
Manoplas: 89g
Mesa: 153g
Canote: 328g
Freio dianteiro: 246g
Pedais: 363g

Transmissão
Câmbio traseiro: 299g
Corrente: 253g
Cassete: 476g

Geometria

No papel e nas trilhas, a Oggi Agile Pro GX 2021 é uma bike de XC tradicional. A caixa de direção, por exemplo, tem 70.6 graus de inclinação, com o alcance no tamanho M ficando em curtos 418cm. A rabeira tem 434mm, o que é curto, mas não super curto.

Geometria Agile Pro GX 2021
Geometria Agile Pro GX 2021

Com números assim, trata-se de uma bike que desloca o peso do piloto bem sobre o eixo dianteiro, com a caixa "em pé" aumentando a agilidade em baixas velocidades e facilitando o equilíbrio na mesma situação. Trata-se de um projeto que prima pelo tradicionalismo e pela eficiência nas subidas, mesmo que isso prejudique o comportamento nas descidas.

O teste

A Oggi Agile Pro GX 2021 foi avaliada em uma ampla gama de situações. No geral, a bike rodou por trechos de estradão de terra batida, singles mais fluídos com características de XCM, trechos de XCO com nível técnico variado e, por fim, trilhas mais agressivas, indicadas para bikes de trail e enduro.

Subindo

Montanha acima é onde a Agile brilha, criando um pacote para quem realmente sente falta de uma bike extremamente capaz nas subidas. O guidão estreito e a caixa em pé, por exemplo, facilitam demais o equilíbrio em velocidades reduzidas, facilitando a navegação em trechos técnicos.

Oggi Agile Pro GX 2021
Oggi Agile Pro GX 2021    Paulo Prezzoto

Além disso, a combinação de uma mesa de 90mm com um alcance curto colocam o peso de piloto bem apoiado sobre a roda dianteira - combine isso com uma rabeira "curta mas não muito" e pronto: você tem uma bike que não empina nem com reza brava, capaz de encarar inclinações absurdas.

Kenda Booster Pro agradou
Kenda Booster Pro agradou

Porém, a brincadeira não acaba por ai. Isso porque, além de ter um peso que pode ser considerado baixo, a Agile Pro GX 2021 ainda tem mais duas cartas na manga: a excelente tração dos pneus Kenda Booster Pro e a relação de marcha super reduzida, formada pelo pinhão de 52 dentes com uma coroa de 32 dentes - efetivamente um pacote "para subir paredes".

Oggi Agile Pro GX 2021
Oggi Agile Pro GX 2021    Paulo Prezzoto

Nas subidas de estradão com a suspensão travada, a sensação de eficiência e boa transmissão de potência sempre estiveram presentes, com o modelo realmente agradando na hora de fazer força. Além disso, o conjunto apresentou uma excelente rigidez na hora de esprintar pra superar tops inclinados.

Durante o teste, chegamos a mudar nosso percurso mais natural só para encarar algumas subidas inclinadas e técnicas em single e, a bem da verdade, para quem gosta de encarar aquele trecho mais cabeludo de escalada, a Agile Pro GX é uma das melhores bikes que já testamos.

Oggi Agile Pro GX 2021
Oggi Agile Pro GX 2021    Paulo Prezzoto

Descendo

Nas descidas, gostamos muito do comportamento da suspensão dianteira (leia mais detalhes abaixo) e dos excelentes pneus. Em trilhas menos inclinadas e velocidades maiores, ela tem um bom rendimento.

Nos diferentes tipos de curvas em estradão, a Agile apresenta um comportamento preciso e confiável, com os pneus Kenda Booster Pro mordendo o piso com disposição.

Oggi Agile Pro GX 2021
Oggi Agile Pro GX 2021    Paulo Prezzoto

Porém, com um desenho bastante "em pé", um guidão estreito, uma mesa longa e um canote menos flexível, a Agile exige que o piloto assuma uma posição mais defensiva, recuando o peso em situações mais "cabeludas" onde a inclinação for grande demais.

Também notamos que deitar a bike não é a melhor estratégia para as curvas, já que ela responde melhor aos comandos pelo guidão.

Oggi Agile Pro GX 2021
Oggi Agile Pro GX 2021    Paulo Prezzoto

Em descidas mais técnicas realmente longas e com inclinações maiores, o desgaste do corpo e da mente do ciclista são mais elevados, como esperado para geometrias mais tradicionais. Isso porque ela prioriza uma posição mais adequada para subir.

Outro detalhe que, apesar de funcionarem muito bem e terém excelente modulação, os freios ficam devendo um pouco na potência. Isso não faz diferença em descidas mais curtas, mas em trechos longos acaba cansando os dedos. Apesar de não testarmos, apostamos que um rotor de 180mm na frente ajude a mitigar essa situação.

Oggi Agile Pro GX 2021
Oggi Agile Pro GX 2021    Paulo Prezzoto

Para melhorar o desempenho nas descidas, trocamos a mesa da bike por uma de 70mm, o que ajudou bastante, sem mudar quase nada nas subidas - se fosse nossa bike, a mudança seria permanente, juntamente com um guidão um pouco mais largo. Para quem prefere descer, sem dúvida é uma ótima mudança.

Pedais longos

A Oggi Agile Pro GX 2021 tem a personalidade de uma bike de corrida. Por conta disso, o conforto não parece ser uma prioridade de projeto. A bike, para uma hardtail, não chega a ser super dura, porém já andamos outras rígidas de carbono mais confortáveis.

Agile Pro GX, uma legítima XC Race
Agile Pro GX, uma legítima XC Race

Provavelmente, isso tem a ver com a construção robusta do triângulo traseiro, e também pelo uso de um canote 31.6 em alumínio, que pouco flexiona com o peso do ciclista.

Por outro lado, o selim mostrou-se bastante confortável, com um formato que apoia bem o peso do piloto. As manoplas direcionais também agradaram, assim como o suporte duplo para garrafinhas.

Além disso, complementando a personalidade "de corrida", a mesa deixa o piloto em uma posição mais alongada, mas a presença dos espaçadores e a própria geometria do quadro permitem deixar o guidão não muito baixo, caso essa seja sua preferência. Por outro lado, se o objetivo for ter uma frente baixa, isso também é plenamente possível.

No fim, parece que a estratégia da Agile para lidar com pedais mais longos é usar seu baixo peso e excelente velocidade para fazer com que eles terminam o mais rápido possível, que é justamente o que se espera numa competição, e isso ela faz muito bem.

Suspensão

A suspensão dianteira Fox 32 Stepcast Performance é um dos pontos de maior destaque da Oggi Agile Pro GX 2021. Pesando míseros 1.483g, o modelo tem um excelente controle e passa a sensação de grudar o pneu no chão. No primeiro pedal com a bike, saímos com a pressão média recomendada pelo fabricante e, depois de ajustar o retorno, sentimos que o garfo ficou realmente confortável, com uma leitura espetacular de terreno.

Oggi Agile Pro GX 2021
Oggi Agile Pro GX 2021    Paulo Prezzoto

No estradão, o funcionamento mostrou-se excelente e, mesmo nas descidas técnicas, não sentimos batidas de fim de curso e nem torções exageradas. Se a bike fosse utilizada mais no estradão e em singles não muito cabeludos, ela ficaria ajustada exatamente desta forma.

Fox 32 SC
Fox 32 SC

Porém, nas trilhas mais técnicas, ficamos com a sensação de que ela estava mergulhando demais, complicando ainda mais o controle da bike com seus quase 71 graus de head angle.

Por isso, em um segundo pedal, aumentamos a pressão para o máximo indicado para nosso piloto de testes e, apesar de uma leve redução no conforto, o comportamento geral do garfo melhorou consideravelmente - ele continuou ajustado assim até o fim da avaliação.

Trava da suspensão
Trava da suspensão

Seja qual for o ajuste da pressão, o sistema hidráulico Grip e a mola pneumática Float Evol formam uma combinação extremamente consistente, com os movimentos da roda sendo controlados de forma muito eficiente, em diferentes velocidades de compressão e retorno.


Apesar do excelente suporte, mesmo em impactos fortes repetitivos não sentimos "picos" na compressão, com o damper sempre conseguindo mover-se com velocidade o suficiente para absolver o impacto.

Todavia, gostaríamos de ter testado o modelo com mais um redutor de volume instalado, em uma tentativa de rodar com um pouco menos de pressão, sem que isso acarretasse em um afundamento excessivo - nossa bike veio com apenas um espaçador de volume.

Freios

A Agile Pro GX 2021 vem equipada com freios SRAM Level TL, modelo indicado para bikes de XC. Ele aposta em muitas das tecnologias presentes nas gamas mais elevadas como o Guide, para proporcionar uma sensação excelente no manete.

Freios SRAM mostraram eficiência
Freios SRAM mostraram eficiência

O acionamento é super suave e, assim que a pastilha toca no disco, o engate é sólido e imediato, bem diferente dos freios da Shimano com Servo Wave, que são mais "esponjosos". A modulação é realmente ótima, um ponto muito positivo quando estamos de hardtail, já que elas tendem a bloquear a roda traseira com facilidade.

Disco dianteiro poderia ser maior
Disco dianteiro poderia ser maior

Todavia, em situações mais extremas e descidas super longas, inclinadas e técnicas, sentimos uma certa falta de potência no sistema. Apesar de não ser fraco e segurar a bike com tranquilidade em situações "normais", a geometria tradicional obriga velocidades menores neste tipo de descida, o que acaba exigindo mais do que o freios podem oferecer - talvez, um disco de 180mm na frente fosse uma opção melhor.

No mais, a textura e o "feel" do manente agradou demais, com o alcance podendo ser ajustado por meio de um parafuso allen do lado de dentro da alavanca. Aqui, uma observação: para acessar esse parafuso, uma chave com a ponta arredondada, indicada para ângulos, funciona muito melhor.

Transmissão

A nova geração dos grupos Eagle da SRAM, que já contam com a polia revisada e capacidade para suportar cassetes de até 52 dentes, realmente funciona muito bem. A bike testada, como diz o nome, vem equipada com um pacote completo de componentes SRAM GX Eagle 1x12, já com o novo cassete 10-52 com 520% de amplitude - trata-se de um grupo maduro e que muito provavelmente já resolveu os principais problemas das gerações anteriores.

Pedivela SRAM
Pedivela SRAM

Este cassete, combinado com uma coroa de 32 dentes, cria uma relação bastante reduzida, o que casa perfeitamente com a personalidade escaladora da Agile Pro GX. Além disso, o cassete ainda permite, em teoria, utilizar coroas maiores sem prejudicara demais a capacidade de subidas.

Trocas de marcha precisas
Trocas de marcha precisas

As trocas de marcha, como era de se esperar, são precisas e agradáveis, com a regulagem do câmbio sendo rápida e simples com o uso das ferramentas adequadas. O trocador GX consegue subir até 5 marchas de uma vez, e suas alavancas de plástico são rígidas e tem uma boa textura, com os cliques sendo audíveis e sólidos - realmente, eles são bem melhores do que os SX.

SRAM GX mostra maturidade
SRAM GX mostra maturidade

Porém, nem tudo é perfeito neste pacote. Isso porque, o buraco entre o penúltimo pinhão de 42 dentes e o último de 52 é grande, e isso pode ser sentido na pedalada.

Quando o percurso fica mais inclinado e você precisa de uma marcha mais leve, o "buraco" felizmente mal pode ser sentido. Porém, quando o percurso perde inclinação, muitas vezes sentimos a cadência cair demais ao buscar uma marcha mais pesada.

Rodas e Pneus

As rodas montadas com cubos Alex Rims EXR 25, cubos SRAM HU 900 e 28 raios de inox ficou com a marca de 1.974Kg o par, o que é comum para rodas deste perfil. Os aros mantiveram o alinhamento sem problemas durante o teste.

Aros Alex Rims de 25mm
Aros Alex Rims de 25mm

Porém, o destaque neste setor, e provavelmente um dos pontos mais positivos da bike, são os pneus Kenda Booster Pro, que realmente agradaram pela tração positiva e pela previsibilidade. Nas subidas, apesar dos cravos curtos, eles permitiram realmente explorar os limites - combinados com a relação reduzida, foi possível subir paredes inclinadas e escorregadias, mesmo com velocidades incrivelmente baixas.

Booster Pro agradou
Booster Pro agradou

Nas curvas o conjunto realmente agradou, com o dianteiro de 2.4'' agarrando no terreno com previsibilidade e altas doses de confiança. Durante os trechos de estradão, sentimos que a bike desenvolve muito bem, indicando uma baixa resistência contra o rolamento criada pelos cravos baixos e bem agrupados do pneu.

Conclusão

Pros

- Suspensão dianteira
- Excelentes pneus
- Baixo peso
- Alta capacidade nas subidas

Contras

- Geometria muito tradicional
- Baixa capacidade nas descidas

Em Resumo

A Oggi Agile Pro GX 2021 é uma bike de XC de competição e não esconde isso. Apesar de não contar com componentes topo de gama, ela é leve para sua faixa de preço e extremamente veloz no estradão e em trechos de subida das mais variadas personalidades.

Oggi Agile Pro GX 2021
Oggi Agile Pro GX 2021    Paulo Prezzoto

Por outro lado, ela não é rápida ou precisa em descidas técnicas, e seu conforto também não é um destaque. Para nós, a bike é para quem tem um objetivo bem claro em mente: competir no XC buscando desempenho. Nisso ela atende muito bem e conta com um ótimo custo-benefício.

Piloto: Gustavo Figueiredo - Strava
Altura: 1.75m
Peso: 66kg
Vestuário: Uniforme e luvas - ASW Racing / Capacete Giro Foray / Sapatilha Giro Cylinder.

Mais informações no site da Oggi.


Relacionados

Comentários

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.