MENU

Teste - Elite Sterzo Smart

Testamos por meses o Sterzo Smart, acessório da Elite que permite mudar a direção da bike no Zwift

Chuva, falta de tempo, insegurança no trânsito e risco de assaltos. A bem da verdade, existem muitos e muitos motivos para manter uma rotina de treinamento no rolo. Mas, contra todos esses motivos existe um grande contra-argumento - o tédio de passar algumas horas pedalando sem sair do lugar.

Teste - Elite Sterzo Smart
Teste - Elite Sterzo Smart


Por isso, quem treina indoor sempre está atrás de formas para distrair a mente durante a atividade, e isso pode ser feito com música, com algum vídeo ou filme na televisão, ou mesmo com acessórios mais avançados como os rolos de treino interativos e programas como o Zwift, que criam um mundo virtual para manter o entretenimento no treino.

Mas, com o passar do tempo, as estratégias para manter o ânimo vão perdendo seu efeito, e é justamente aí que entra o Elite Sterzo Smart, um acessório que promete melhorar a imersão no mundo virtual do Zwift. Com ele, é possível virar a bicicleta durante o jogo, o que por si só já ajuda a ocupar a mente durante treinos, corridas e pedaladas em grupo.

Por isso, ao longo de alguns meses, avaliamos o produto de forma intensiva, realizando todos os nossos treinamentos no rolo utilizando o equipamento. No texto abaixo, você confere nossa avaliação completa do Sterzo Smart.

Elite Sterzo Smart - Ficha Técnica

Alimentação: Três Pilhas AAA - Até 500 horas de uso
Compatibilidade de pneus: Até 56 mm
Aplicativos compatíveis: Zwift
Protocolos de funcionamento: BLE / ANT+ (não funcional no momento)
Preço sugerido: R$ 1264,90

Impressões Iniciais

As fotos do Elite Sterzo Smart não fazem jus ao verdadeiro acabamento do acessório. Isso porque, na vida real, dá para perceber que trata-se de um produto de qualidade. O plástico utilizado na construção é bastante sólido, não tem rebarbas e nem falhas em seu acabamento com textura levemente aveludada. Além disso, a base é bem sólida, contando com três "pezinhos" emborrachados que evitam que ele escorregue no chão.

Teste - Elite Sterzo Smart
Teste - Elite Sterzo Smart


Para permitir que você mude a direção da bike, o sistema funciona com um suporte para o pneu dianteiro, que pode ter até 56 mm de largura, com um pivô frontal. Para ir de um lado para o outro na pista, basta virar o guidão da bicicleta.

Teste - Elite Sterzo Smart
Teste - Elite Sterzo Smart

Todo o conjunto vem dentro de uma bela caixa, completa com manual de instruções em várias línguas (o Português não é uma delas). De quebra, para alívio do controle remoto da sua televisão, as três pilhas AAA que alimentam o Sterzo Smart são inclusas no pacote.

Teste - Elite Sterzo Smart
Teste - Elite Sterzo Smart

O suporte giratório do pneu é totalmente rolamentado, com os movimentos laterais sendo bem livres e suaves. Além disso, um sistema de molas volta o aparelho para a posição central quando você solta o guidão e, no fim do curso, batentes de borracha protegem o equipamento contra danos.

Teste - Elite Sterzo Smart
Teste - Elite Sterzo Smart

No geral, como citamos acima, dá para perceber que o Sterzo Smart é realmente um produto de alta qualidade.

Instalando e usando o Sterzo Smart

Para colocar o Sterzo Smart para funcionar, foi preciso baixar o aplicativo da Elite e fazer uma atualização no firmware do produto. Feito isso, o processo de pareamento com Zwift foi extremamente simples - basta ligar o jogo, mover o guidão para ligar e, automaticamente, aparece na tela de pareamento uma opção adicional para “steering”.

Teste - Elite Sterzo Smart
Teste - Elite Sterzo Smart


Por via das dúvidas, ele tem um pequeno LED na lateral que indica que ele está ativo e transmitindo - por falar nisso, o Sterzo Smart trabalha em Bluetooth LE - apesar de ter também o protocolo ANT+, atualmente ele não funciona no Zwift.
Teste - Elite Sterzo Smart
Teste - Elite Sterzo Smart


No botão de pareamento, ainda existe a opção de calibrar, e um indicador da angulação em que ele está. O processo de calibrar também é super simples: basta soltar o guidão para que ele vá para o centro e apertar o botão “calibrar”.

Com o pareamento feito, basta entrar no jogo normalmente, escolher um mapa e sair rodando. Durante o jogo, o Sterzo Smart funciona basicamente como um “trocador de faixa”. Imagine que os percursos do Zwift funcionam como um autorama e, neste caso, a única coisa que você pode fazer é escolher qual “trilho” você vai usar.
Teste - Elite Sterzo Smart
Teste - Elite Sterzo Smart


Isso quer dizer que, nas curvas, seu avatar vai mudar de direção automaticamente, mesmo que você não encoste a mão no guidão. Por outro lado, e é aí que mora o pulo do gato, você pode optar pela faixa interna da curva, o que economiza bastante tempo e permite que você ultrapasse outros ciclistas que estão na mesma velocidade que você - nas corridas, isso realmente é uma grande vantagem.

Outra vantagem do Sterzo Smart é que você pode simplesmente mover-se lateralmente, evitando que outros ciclistas que não possuem o equipamento peguem a sua roda. Mas, por outro lado, ele exige que você preste atenção o tempo todo na sua posição, e isso quer dizer que você precisa ajustar constantemente o guidão para manter-se no vácuo de outros ciclistas - o que é extremamente positivo para manter sua cabeça ocupada.
Teste - Elite Sterzo Smart
Teste - Elite Sterzo Smart


No circuito de MTB do Zwift, o Repack Ridge, ele permite controlar seu avatar com total precisão, o que deixa a brincadeira no fora de estrada virtual muito mais divertida - logicamente, o Zwift não é um simulador, e as trilhas em nada lembram as reais, mas com certeza esse não é o objetivo da plataforma.
Teste - Elite Sterzo Smart
Teste - Elite Sterzo Smart


Seja qual for o caso, o Sterzo Smart realmente ajuda a quebrar o tédio do rolo, já que ele permite que você use melhor as estratégias nas corridas, e também te força a ficar ligado o tempo todo, tirando aquela sensação de “campeonato de watts por quilo” tão comum nas corridas virtuais.

Mas, apesar de ser um excelente produto, o Sterzo tem alguns problemas que, a bem da verdade, não é culpa nem dele, e muito menos da Elite.

Zwift limita o potencial do Sterzo Smart

Apresentado em agosto de 2020, o Sterzo Smart é um produto que só funciona no Zwift por conta de um acordo de exclusividade. Até aí, sem grandes problemas, já que o Zwift é a maior plataforma de ciclismo virtual do mundo - ela sempre está cheia de pessoas treinando, com muitos eventos acontecendo a cada hora.

Mas, infelizmente, às vezes parece que o Zwift trata os proprietários do Sterzo e de outros produtos similares com um certo descaso.

Teste - Elite Sterzo Smart
Teste - Elite Sterzo Smart


Primeiramente, das centenas de eventos diários da plataforma (sejam eles pedais em grupo ou corridas), apenas alguns permitem o uso do Sterzo. Nos outros, apesar de ter investido no Sterzo, você não conseguirá usá-lo, sendo apenas mais um ciclista que anda “no trilho” determinado pelo jogo.

Embora a opção de permitir ou não o uso da função de esterço seja uma opção do organizador do evento, o simples fato do aplicativo do Zwift não ter nem um filtro para localizar eventos com “steering” já parece ser um pouco de descaso - inclusive, para achar os poucos eventos disponíveis, é preciso usar o ZwiftHacks, um site controlado por terceiros, sem o envolvimento administrativo do Zwift.

Polêmica - Sterzo traz vantagem ou trapaça ?

Algumas pessoas podem até argumentar que, nas corridas, escolher a faixa de rodagem oferece uma vantagem injusta. Mas, em nossa opinião, isso não faz muito sentido. Afinal, a não ser que você esteja participando de algum campeonato de correr descalço na praia, quem investe no melhor equipamento sempre leva vantagem, seja na vida real ou no videogame.

Em simuladores de carros ou aviões, o uso de volantes e manches não é proibido, mesmo quando a disputa é um campeonato real, valendo dinheiro, prêmios e status muito maiores do que no Zwift, que muitas vezes é vencida por um ciclista com peso e altura manipulados, ou mesmo usando a potência virtual - fatores muito mais relevantes do que escolher por onde você vai fazer uma curva.

Mesmo que tudo esteja configurado corretamente com o avatar, quem tem um rolo de treino ou um medidor de potência com respostas mais rápidas e precisas também leva vantagem, e nem por isso eles têm seu uso limitado. E, embora o argumento da “vantagem” ainda possa ser usado nas corridas, ele não faz o menor sentido em pedais em grupo não competitivos.

Além disso, a própria dinâmica de pelotão do jogo muitas vezes prejudica quem consegue fazer curvas. Isso porque, no bloco virtual, quem usa recursos de “steering” frequentemente é jogado para fora do grupo - para piorar, pelo máximo que você tente, normalmente é impossível voltar para o meio do pelotão, o que inevitavelmente vai deixar você de cara pro vento

Em um dos últimos packs de atualização do Zwift, que apresentou a dinâmica 3.0, a desvantagem fica ainda mais evidente, já que até mesmo ciclistas que chegam por trás de você jogam seu avatar para o lado, mesmo que você esteja no vácuo de alguém na sua frente. O comportamento do jogo gerou diversos comentários no Fórum do Zwift e, em resposta, a plataforma promete melhorar essas questões.

Teste - Elite Sterzo Smart
Teste - Elite Sterzo Smart


Pros

- Aumenta a interatividade e diversão
- Traz vantagens competitivas nas corridas

Contras

- Baixo número de eventos com steering

Conclusão

O Sterzo Smart é um excelente produto, feito com materiais de qualidade, com enorme potencial para aprimorar a imersão e manter a cabeça de quem pedala no rolo ocupada, o que por si só é uma enorme vantagem e o maior ponto positivo do produto.

Porém, a lentidão do Zwift em implementar a função de forma correta e em larga escala, e as limitações de eventos realmente são frustrantes, pois obriga os usuários a se adaptarem aos horários das provas ou passeios em que o recurso é autorizado.

Vale dizer que a função de steering mal saiu da fase beta no Zwift, então podem surgir boas novidades com o tempo. Estamos torcendo para que a equipe do jogo dê a devida atenção à funcionalidade, já que nas corridas que usamos o Sterzo, o fator diversão foi bem maior.

Piloto de testes: Gustavo Figueiredo / Strava - Usuário do Zwift desde o surgimento da plataforma, com uma média de três treinos semanais no rolo por semana, nos últimos 10 anos.


Relacionados

Comentários

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.