home

Teste - Bicicleta Proshock Venta 2012

Empresa brasileira agora com bike completa


18 SET, 2012     Pedro Cury    



A marca nacional Proshock é mais conhecida por suas suspensões que estão no mercado há mais de 10 anos. Ultimamente a empresa também passou a produzir quadros e agora apresenta ao mercado a Venta, uma bike completa para mountain biking cross-country.

imagem

A BIKE


O quadro Venta é feito com alumínio 6061, triple butted (três espessuras diferentes nos
tubos) e com gancheira removível. O tubo de direção é tradicional, para espigas de 1.1/8" e existe um grande reforço nas junções do tubo de selim (foto). Outro detalhe interessante é que existem encaixes de conduítes soldados ao quadro na parte de baixo do tubo superior. Existem também dois pontos para prender garrafinhas: um no tubo de selim e outra no tubo inferior.

A suspensão Proshock Ultra XC conta com 100 mm de curso, funcionamento a ar e tem canelas em magnésio. Conta com trava no guidão, ajuste externo de retorno e suas hastes são de alumínio com anodização preta.


A transmissão mistura o câmbio traseiro Shimano XT com demais componentes Shimano Deore 30 marchas. Conta com passadores rapid fire que indicam a marcha atual, pedivela com relação 42x32x24 e cassete 11x36 dentes.

Os famosos freios Shimano M446 são à disco e hidráulicos e contam com rotores de 160mm nas duas rodas.

No cockpit a bike conta com guidão, avanço e canotes Tranz X, sendo o guidão riser com 640mm de largura e o avanço com 90mm de comprimento e 8 graus de inclinação. O selim é um Velo Plush.

Já as rodas são Shimano MT15, que possuem 28 raios na frente e atrás, aros de largura 19mm e cubos centerlock com o tradicional sistema de rolamentos soltos da Shimano.

Esteticamente a bike é toda branca com detalhes azuis, com o tubo inferior do quadro começando com formato cilíndrico na junção do movimento central e se transforma em um formato retangular ao chegar no tubo de direção, chamando atenção com seu formato diferenciado. Também existe a bike na cor preta, com detalhes amarelos.

O TESTE

Igor Ramon, vice-campeão estadual de XCO sub-30 e também vice-Campeão do Montanha Cup e Lagos Cup na mesma categoria, foi nosso piloto de testes novamente. Testamos em uma trilha de nível técnico médio, com algumas raízes e trechos de retomada de velocidade.


O desempenho da bike nas subidas foi bastante positivo. A trava na suspensão é acionada pelo guidão e dá ainda mais comodidade para o piloto ao encarar terreno mais suave ou sprints. O cassete com maior catraca de 36 dentes também facilita demais as subidas íngremes. A geometria da bike não tem grandes novidades, mas o tubo de corrente é ligeiramente menor que o padrão, o que pode ajudar também na transferência de força. Os pneus, apesar de pouca tradição, mostraram uma boa rolagem, o que ajudou a manter a velocidade.

Descendo a bike fica em uma posição agressiva com seu guidão riser de 640mm, que traz muito mais controle nos trechos mais técnicos. A suspensão Ultra XC traz um ótimo desempenho com seu funcionamento a ar e controle de retorno, que a deixa fácil de personalizar para qualquer tipo de terreno e atleta, além de ser relativamente leve. Tivemos a chance de testar os freios Shimano M446 diversas vezes este ano e mais uma vez eles apresentaram um ótimo desempenho para um freio de entrada, sendo eficiente nas situações enfrentadas. Os pneus possuem um desenho um pouco mais genérico e igual na frente e atrás, prejudicando um pouco o desempenho em curvas e frenagem.

Conclusão

Gostamos de ver uma bike nacional seguindo tendências mundiais como o guidão riser e um avanço um pouco mais curto. Vindo equipada com uma suspensão a ar, da qualidade da Ultra XC, também a coloca como uma das melhores opções para essa faixa de preço, sendo esse também o componente de destaque da bike. O selim Velo também se mostrou bem confortável nas diversas situações. O câmbio traseiro Shimano XT como melhor componente da transmissão também está seguindo como uma tendência muito bem-vinda para um desempenho ainda melhor do sistema Shimano Dyna Sys de 30 marchas. As rodas Shimano rodam bem livres com o seu sistema de rolamentos soltos e costumam ter maior durabilidade que rolamentos selados, porém gostaríamos de ver a Venta equipada com rodas Vzan, que seria mais um componente nacional e ainda seria um conjunto mais leve.

FICHA TÉCNICA


Quadro - Proshock Venta, AL 6061-T6 Triple Butted com gancheira removível
Suspensão - Proshock Ultra XC, 100mm de Curso, Trava no Guidão, Ajuste de Retorno (TSI), Câmara de Ar (Hi Air)
Passadores - Shimano Deore Rapidfire com Indicador
Freios - Shimano Freio a Disco Hidráulico M446 - 160MM
Pedivela - Shimano Deore 42x32x24
Cassete - Shimano Deore 10 Velocidades 11x36
Cambio Dianteiro - Shimano Deore Top Swing - Abraçadeira Baixa
Cambio Traseiro - Shimano Deore XT Shadow SGS
Corrente - Shimano Deore HG54 para 30 Velocidades
Rodas - Shimano MT15
Mesa - Tranz X, 90MM, 8 Graus, Diâmetro 31,8mm
Guidão - Tranz X Rise Bar, 31,8mm x 640mm
Canote do Selim - Tranz X Diâmetro 30,9mm
Selim - Velo Plush
Pneu - CST Copperhead 26x2,00
Manopla - Velo Plush
Caixa de Direção - Integrada 1/18"
Pedal - Alumínio
Peso - 12,07 KG

GEOMETRIA

Confira aqui a geometria de todos os tamanhos.

VESTUÁRIO

Camisa Free Force Champion, bermuda Free Force Contour, capacete BBB Fênix, luvas BBB Racer, óculos Tifosi Slope, sapatilha Sidi Dragon 2 Carbon, frequencímetro Suunto T6 Black Frame.


Fotos (22)

foto 0 - foto 1 - foto 2 - foto 3 - foto 4 - Mais Fotos

Comentários





Relacionados