home

Terremoto no Japão - Shimano e Panaracer não sofrem danos


14 MAR, 2011     Guiné    



Para nós do ciclismo, seria impossível ver a devastação feita pelo terremoto e tsunami no Japão e não pensar nas famosas fábricas de bicicletas e peças que existem por lá. Infelizmente, algumas do setor automobilístico foram criticamente afetadas – vistas pelas imagens que rodaram o mundo nessa sexta-feira.

E o que pensar da mais poderosa do nosso querido ciclismo ? Sim, a primeira coisa que vem na cabeça são as fábricas da Shimano em Osaka, cerca de 387 quilômetros ao sul de Sendai. Lembrando que o terremoto foi centrado 80 milhas ao lado da costa dessa cidade.

O tremor foi um dos maiores já registrados do planeta, seguido de um tesunami com ondas de mais de 10 metros que varreram barcos, navios, carros, casas, indústrias e lavrouras.

Segundo um relatório publicado nesta segunda-feira pela Credit Suisse, as perdas econômicas nas regiões do Japão vão somar cerca de 14 trilhões a 15 trilhões de ienes (171 bilhões a 183 bilhões de dólares). Maior que estes valores, são as vidas perdidas da população.

Fábricas de bicicletas

Muitos fabricantes publicaram notas refente a catástrofe, que mesmo lamentando as perdas dos familiares, também relataram a situação das duas indústrias.

O gerente de relações públicas da Shimano, Devin Walton, relatou:
"É muito assustador ver as imagens. Só agora que acalmou a situação foi que eu recebi informações que não houve qualquer impacto direto sobre escritórios da Shimano e as fábricas. Funcionários dos nossos edifícios definitivamente sentiram o terremoto, mas eu não ouvi falar de qualquer dano ou prejuízo. Eu também não estou ciente se há algum problema afetando na energia, transporte ou fornecimento de materiais”, encerrou Walton.

Outro fabricante de produtos do ciclismo no país é o fornecedor de pneus Panaracer. A fábrica fica localizada em Osaka, e o porta-voz da empresa, Jeff Zell, disse que eles escaparam de grandes danos: “A fábrica tremeu, mas não tivemos muitos problemas como nas localidades vistas pela TV”.

Fábricas em Taiwan

Para quem não sabe, a ilha de Taiwan é o maior berço tecnológico das bicicletas. Nela estão as maiores fábricas do mundo, onde muitos já se reunem para a Taipei International Cycle Show que começa nesta semana. Surgiram alertas de que ondas poderiam atingir a ilha, mas para felicidade de todos os ciclistas, o ministro das Comunicações, Mao Chi-Kuo, informou que as ondas bateram nas margens de Taiwan, mas com pouca intensidade – cerca de 10cm acima do normal.


Comentários



Relacionados