home

Taça Brasil de XCO 2018 - Competição da a largada oficial para a temporada


24 FEV, 2018     Gustavo Figueiredo    



A primeira prova de mountain bike no País valendo pontos para o ranking mundial da UCI (União Ciclística Internacional) neste ano, a Taça Brasil de XCO, acontece neste domingo em Campo Largo, na região metropolitana de Curitiba (PR).

Foto 66683
Ricardo Pscheidt   Divulgação

"A Taça Brasil tornou-se clássica, por ser a abertura do calendário nacional em termos de pontuação UCI. É uma prova em que todos chegam motivados para sentir se a preparação na pré-temporada foi boa e também para medir como será a disputa com os rivais", conta Ricardo Pscheidt. "Particularmente gosto muito da pista, porque tem longas subidas e também singles tracks (trilhas estreitas) e partes técnicas, normalmente, com raízes e pedras úmidas", completo.

Wolfgang Olsen também fala sobre sua expectativa para enfrentar o tradicional circuito paranaense. "Estamos começando o ano com tudo em cima e uma boa carga de treinos, porém os adversários também estão. O circuito pista não é novidade para nós atletas e sabemos das dificuldades que têm nele com as chuvas e suas pausas nesta época do ano. Vou lutar para sair com um top 10 da competição, resultado que acredito ser possível de alcançar e que me deixaria satisfeito", destaca Wolf.

Foto 66684
Wolfgang Olsen do Caloi Avancini Team   Divulgação

Já nas disputas femininas, teremos nomes como Viviane Favery (Cannondale Brasil Racing), ciclista de elite e as ciclistas Karen Olimpio (Team Oggi/Isapa) e Danielle Moares (Caloi Avancini Team), ambas sub-23, Marcela Lima (Groove/Shimano), na júnior, e por fim a caçula, Giulian Morgen (Sense Factory Racing), na sua estreia na categoria juvenil.

"Estou preparada. Consegui fazer um bom trabalho com meus treinadores até aqui, e agora é hora de testar os 'motores'. Já competi duas vezes em Campo Largo, é uma pista divertida e dura, que exige muito da força e também da técnica, uma região que sempre chove e dá barro na pista. Ou seja, o terreno fica mais duro, o que deixa a disputa mais acirrada", conta Karen Olimpio.

Foto 66686
Karen Olimpio   Thiago Lemos

"Nos últimos três anos foram três vencedoras diferentes. Começar com um top 5 nessa prova seria um bom sinal para o restante da temporada e esse é o meu objetivo", finaliza a ciclista.

Estreantes em suas equipes, Marcela Lima e Giulia Morgen também têm boas expectativas. "Estou muito animada para abrir a sequência de provas deste ano e poder sentir o espírito de competição do mountain bike. Espero conseguir alcançar o mesmo desempenho que aplico nos meus treinos", define Marcela.

Foto 66685
Quarteto de MTB da Sense Factory Racing   Pedro Cury

"Nunca corri na Taça Brasil em Campo Largo, mas espero colocar em prática tudo que treinei. Objetivo é fazer uma corrida limpa, sem erros e que assim eu consiga realizar uma ótima prova", conta Giuliana, que ainda contará com a experiência de Rubinho Valeriano, Guilherme Muller e Mario Couto, seus três companheiros da Sense Factory Racing


Comentários



Relacionados