home

Taça Brasil de XCO 2014 #3 - Cobertura completa de Rio das Ostras

Rubinho e Isabella dão show de pilotagem


10 JUL, 2014     Péricles    



A terceira etapa da Taça Brasil 2014 aconteceu no último final de semana em Rio das Ostras (RJ) com a presença de 237 pilotos competindo num final de semana de sol e calor.

História

Essa etapa é muito especial, pois vem sendo refinada desde a sua primeira edição que aconteceu na capital do RJ em 2011, sempre pela mesma equipe de organizadores responsáveis e apaixonados pelo MTB, como o diretor do evento Eduardo Almeida. O evento sempre foi muito importante desde sua primeira edição, por contar pontos para rankings nacionais e internacionais. Nessa edição, o evento novamente fez parte da classe C2 do ranking UCI e também valeu pontos no ranking nacional.

Projeto

imagem

A prova não se destaca apenas como uma oportunidade para que atletas pontuem, mas sim por ser um projeto mais amplo que ajuda a integrar a comunidade local. Grande parte da pista está em uma área de preservação ambiental, o Tayra Ecopark, que impôe uma série de normas que são rigidamente seguidas pela organização. A pista fica aberta apenas alguns meses do ano e foi devidamente planejada.

imagem
Placas com identificação botânica

A bióloga Patrícia Abreu, voluntária junto aos proprietários do Tayra, explica: "O parque pertence à área urbana do loteamento do Mar do Norte e é limítrofe de uma Unidade de Conservação. O Sr. Cláudio, proprietário do parque, fez um trabalho espetacular e único na região. Sem obrigação legal, reflorestou com espécies nativas da Restinga e da Mata Atlântica cerca de 44.000 m2 de uma área total de 80.000 m2. O Tayra é uma das ou a primeira trilha de MTB XCO do país, com identificação Botânica. Conquistamos com isso, um caminho para a sustentabilidade, despertando o interesse pela conscientização de preservar um ecossistema tão ameaçado como a Restinga e a Mata Atlântica. Uma constante luta para preservar a diversidade biológica e seus recursos genéticos".

Além do aspecto ambiental, foram feitas para a comunidade local palestras sobre ciclomobilidade nas escolas e durante o evento desse ano, tiveram shows e também uma Festa Junina. Para estimular a criançada local, no final da competição foi organizada uma corrida entre as crianças com suas bicicletas e com capacetes emprestados pelos atletas!

Para os atletas, além do ranking, a prova também conta com o anti-doping. Essa medida não é obrigatória por ser uma prova UCI, mas a orgnaização apoia para evitar qualquer desonestidade. Para completar, foi criada esse ano as categorias junior feminino e master feminino.

Outro destaque é para a organização, que ajuda tanto os atletas, quanto o público. Existe tenda de hidratação e frutas, mapa da pista e muitas placas de sinalização o tempo todo.

A Pista

Não houve mudanças na pista em relação ao ano passado. E precisava ? Essa é uma das pistas mais elogiadas pelos pilotos no circuito nacional.

imagem

É uma pista que alterna partes largas abertas com single-tracks em mata fechada, contando com subidas e descidas íngremes. Existem também obstáculos artificiais: dois trechos de pedras (rock gardens) eram o que mais assustavam, especialmente um deles que era antecedido por uma descida bem inclinada. Uma mudança em relação ao ano passado é que foi incluído mais um salto na mesma descida que já existia um em estilo drop-off de aproximadamente 1 metro de altura. O novo salto de terra contava com uma recepção também de terra, porém não era uma mesa, ou seja, era preciso ter velocidade para ultrapassar ou vir mais devagar para apenas "rolar por cima".

Como no ano passado, um dos trechos que mais juntou o público foi a sequência de três wallrides - curvas de madeira em relevê. Esse obstáculo na verdade é um grande auxílio para que os pilotos façam curva em altas velocidades.

Além das características técnicas da pista, sua localiação também é privilegiada, pois fica ha menos de 10km do centro da cidade e bem perto da praia.

"A pista de Rio das Ostras é uma pista completa, com partes técnicas subidas duras, saltos, pedras e com pontos de ultrapassagem. Na minha opinião sem duvida é uma das pistas mais completas do país" - Guilherme Müller, campeão da sub-23.



Rio 2016

Estava presente no evento a portuguesa Isabel Fernandes, que é comissária internacional da UCI e responsável pela organização do ciclismo olímpico da Rio 2106. Na ocasião, foi divulgada a necessidade do comitê olimpico em captar voluntários, que podem chegar a 70 mil para todo o evento e 500 especificamente para o ciclismo. Isabel deixou o convite para que os interessados procurem os detalhes no site http://www.rio2016.com.br/comite-organizador/voluntarios. Também já está em andamento o projeto para treinamento de comissários que atuarão no evento. Interessados podem procurar suas federações para maiores esclarecimentos. Maiores informações em breve aqui no Pedal.

A competição

Estavam presentes 237 atletas em 20 categorias. Foram então organizadas 3 largadas em horários diferentes.

imagem

Na elite masculina, o duelo que sempre incendiou o evento: Rubinho versus Henrique Avancini. Os dois atletas abriram uma boa vantagem para o terceiro colocado já logo na primeira volta e seguiram lutando de perto até a 5a volta, quando Rubinho conseguiu abrir vantagem e segurar a primeira posição até a vitória. Logo depois veio o Henrique, seguido de Frederico Mariano, Sherman Trezza de Paiva e Ricardo Pscheidt.

Já na elite feminina, Isabella Lacerda dominou a prova de ponta a ponta, com um bom intervalo para a segunda colocada Raiza Goulão. Na terceira posição ficou Erika Gramiscelli, seguida de Roberta Stopa e Joselene Ferreira dos Santos.

Os resultados completos podem ser vistos aqui.

Futuro

A organização está se esforçando para que a pista seja usada como zona de aclimatação e treino para os atletas nos Jogos Olímpicos de 2016, já que conta com qualidade técnica e excelente estrutura.

A Taça Brasil de MTB XCO 2014 - Etapa Rio de Janeiro foi realizada pela BikeRO, Tayra Ecopark e Prefeitura de Rio das Ostras, sob a supervisão da UCI, CBC e Fecierj. O patrocínio Master foi da Caixa Econômica Federal, Amazonas Bike e Governo do Estado do Rio de Janeiro. O apoio veio da Ashima, Fusion, Mob, Probike, Associação Mar do Norte, Stihl, Empório Mineiro, ponto Tropical, PRM Transporte, Systema R.O., Praia Bike e O´Born.

Confira abaixo nossa cobertura geral, com 59 fotos e 6 vídeos, incluindo trechos da pista e depoimento dos pilotos! Mais fotos em breve.


Fotos (59)

foto 0 -  foto 1 -  foto 2 -  Mais Fotos

Comentários



Relacionados