home

Taça Brasil de Cross Country 2015 # 1 - Raiza Goulão e Luiz Cocuzzi são campeões


15 FEV, 2016     Gustavo Figueiredo    
     


Campo Largo, na região metropolitana de Curitiba, recebeu neste fim de semana a abertura do calendário nacional de MTB ofertando pontos para os rankings internacionais, a Taça Brasil de XC. E, nas duas principais categorias, teve dobradinha de atletas Shimano, com Raiza Goulão (Specialized Racing BR) e Luiz Cocuzzi (Lar/Scott/Shimano) vencendo as elites e somando 30 pontos nos rankings olímpico e mundial. Ainda no Paraná, destacaram-se entre os demais patrocinados pela marca os ciclistas Mario Couto (LM/Sense), campeão na júnior, e Frederico Mariano (Caloi Elite Team) e Érick Bruske (Specilized Racing BR) ambos com o vice, na elite e na sub-23, respectivamente.

imagem
Pódio super elite masculina. Foto: Divulgação


Enquanto na elite feminina o domínio foi de Raiza do começo ao fim, entre os homens não faltou emoção em Campo Largo. Luiz Cocuzzi contou com a sorte e, após uma queda do então líder Henrique Avancini, o paulistano assumiu a liderança e venceu a prova em 1h34min43, 11 segundos à frente de Avancini. Além de Cocuzzi e Frederico Mariano, ambos atletas Shimano, também estiveram no pódio representando a marca os ciclistas Ricardo Pscheidt (Trek/Shimano) na quarta colocação, Sherman Trezza (Caloi Elite Team) e Guilherme Muller (LM/Sense) na sexta e sétima posições, e Érick Bruske em décimo. Wolfgang Olsen (Caloi Elite Team) foi o 13º colocado.

imagem
Três primeiras na super elite feminina. Foto: Divulgação


Além da vitória e dos pontos somados na busca por uma vaga na Rio 2016, a goiana Raiza Goulão prestou uma justa homenagem a Claudio Clarindo, ultraciclista atropelado no último dia 25 de janeiro, exibindo uma placa com os dizeres "I Ride 4 Clarindo" e ao oferecer o triunfo ao herói do ciclismo nacional. "Dedico essa vitória ao nosso maior exemplo no mundo da bike, que deixou muita saudade e um legado indescritível, o Claudio Clarindo. No próximo dia 25 de fevereiro fará um mês que ele está entre as estrelas em paz e nos guiando", disse Raiza, que completou a Taça Brasil em 1h25min14, exatos 11 minutos a frente da vice-campeã, a austríaca Lisa Mitterbauer. A brasileira Tania Clair Pickler também subiu no pódio, em terceiro lugar.

imagem
Raiza faz homenagem a Claudio Clarindo Foto: Divulgação / Esporte na Foto


Quem também saiu da Taça Brasil de XC satisfeito foi o catarinense Érick Bruske, em corrida que marcou sua estreia na super elite. "Tive uma grande estreia na nova categoria, conquistando meus primeiros pontos nos rankings internacionais, com a décima colocação geral e o vice na sub-23. Gostaria de agradecer minha equipe pela estrutura na prova e a todos que estavam torcendo por mim. O próximo desafio agora será o Abierto de Noa, na Argentina, no último domingo deste mês", destacou Bruske, que viu seu companheiro de equipe, Lucas Sírio, completar na sétima colocação na júnior após ter problemas estomacais.


Comentários



Relacionados