home

Teste - Suspensão X-Fusion Velvet RL 2011


2 JUN, 2011     Pedro Cury    



A X-Fusion é uma marca de Taiwan, que produz suspensões para bikes há mais de 10 anos. Porém, muitos ainda não a conhecem porque apenas nos últimos 4 anos que a empresa começou a vender e divulgar com mais intensidade a marca para os consumidores. Antes desse período, a marca equipava apenas bikes que eram vendidas já montadas para o consumidor, o chamado OEM.

Apesar de não ter a mesma fama que os gigantes do mercado, a marca últimamente têm mostrado força, patrocinando atletas como Aaron Chase, Mike Vine, Andrew Taylor, Tyler MacCaul, Sandra Tomlinson entre outros.

No ano passado, estivemos no Eurobike onde apresentamos a Velvet, como pode ser visto no vídeo abaixo.

Obs: No vídeo é dito que a suspensão pesa 1.450g, porém o peso foi baseado no protótipo da época e o peso final do modelo mais leve gira em torno de 1.600g.

A Velvet oferece as três opções de espiga: 1/1-8", 1.5" ou cônico (1.5" ambaixo e 1/1-8" em cima). Também possui duas versões opções de cursos diferentes: 80mm a 100mm OU 120mm a 130mm. O curso é alterado apenas internamente, precisando abrir o garfo. Além disso, é oferecida com eixo de 9mm (quick-release) ou 15mm através do sistema X-15 criado pela Syntace exclusivamente para a marca. Além disso, existe a versão com trava na própria suspensão e outra com trava remota pelo guidon. Com todas as opções, são oferecidos 24 garfos diferentes, portanto fique atendo às especificações.

CARACTERÍSTICAS

Curso: uma versão de 80mm ou 100mm e outra de 120mm ou 130mm
Funcionamento: câmara de ar em um lado e cartucho hidráulico em outro
Opções de espiga: 1/1-8", 1.5" ou cônico.
Ajustes externos: calibragem de ar, trava e retorno
Diâmetro das canelas: 32mm
Material: Alumínio nas canelas e magnésio nas hastes
Opções de eixo: 9mm ou 15mm
Opções de rodas: 26" mas com opção de conversão interna para rodas 650b (27.5").
Adaptador de freio: Post-Mount
Regulagem de retorno: botão com 33 cliques
Cores: Preta ou Branca
Peso: 1.600g versão com eixo de 9mm, 80mm/100mm de curso e steerer de 1.1/8"

imagem

TECNOLOGIAS

Syntace X-15

A Syntace é uma empresa alemã de componentes de bike que criou também o sistema de eixo X-15, especialmente para X-Fusion. Esse sistema permite que o eixo de 15mm seja retirado de forma tão fácil quanto de um eixo 9mm quick-release, sem precisar de nenhuma ferramenta.

Ajuste externo de retorno

Abaixo da suspensão existe um botão vermelho para controlar a velocidade de retorno da suspensão. O botão é indexado, possuindo 33 cliques.

Trava

A Velvet permite travar seu funcionamento para melhor aproveitamento da pedalada em trechos menos técnicos. Existem duas versões diferentes: uma com trava na própria suspensão, tendo o botão com fácil acesso acima de uma das hastes da suspensão e existe também a versão Remote, com acionamento através de uma pequena alavanca no guidão.

Ajuste interno de curso

É possível alterar o curso entre 80mm e 100mm, através de mudanças internas na suspensão. É preciso abrí-la e apenas fazer algumas alterações. Outra versão da Velvet permite a mudança de 120mm para 130mm. São duas versões com cursos diferentes.

Conversão para 650b

Através de mudanças internas é possível alterar a Velvet para que aceite rodas 650b (27.5").

Entrada de disco Post-Mount

Esse tipo de entrada para encaixar o freio, permite que sejam usados freios de 160mm sem a necessidade de adaptador, evitando assim o peso extra.

IMPRESSÕES INICIAIS

A Velvet segue uma linha bem limpa visualmente: corpo inteiramente na mesma cor, com adesivos discretos com nome do modelo e logotipo da marca. Sentimos falta de adesivos indicando a pressão a ser usada para cada peso e também indicando para que lado girar o botão de retorno para deixá-lo mais lento ou mais rápido. Ao invés disso, existe uma adesivo amarelo alertando para o uso não competitivo do garfo. Questionando o importador, foi esclarecido que o adesivo é colocado por uma exigência legal da marca, porém, a garantia será dada para garfos comprados no Brasil para o uso competitivo em provas de XCO e Maratona.

Quanto ao acabamento, a suspensão ganha pontos positivos. Os botões de trava, retorno e tampa da válvula de ar são todos usinados em alumínio e anodizados. O arco possui reforços diagonais para trazer maior rigidez. Também possui aparafusado uma guia de plástico para o conduíte. A única coisa que não gostamos é que no botão para travar o acionamento remoto, é preciso usar uma chave allen muito pequena, que não costuma estar presente nos canivetes de ferramentas. A alavanca da trava presa no guidão, também parece frágil, precisando ter cuidado.

Na regulagem de retorno notamos que possui "muitos cliques", no total de 33. Há quem prefira assim para ter um maior controle e há quem ache confuso. É preferência pessoal.

Outra característica é que mesmo com a suspensão travada existe um pouco de funcionamento. Novamente, é uma característica que pode agradar uns e outros não.

imagem

O TESTE


Convidamos Edgar Freire, competidor de downhill e cross-country, que possuí grande experiência com diversos produtos. É também mecânico e sócio da IBS Bikes no Rio de Janeiro. A suspensão foi testada com regulagem de 100mm em uma bike de cross-country de também 100mm de curso traseiro.

O que se nota na Velvet é que seu funcionamento é muito suave logo no primeiro rolé, diferente de algumas outras suspensões em que é preciso de alguns quilômetros para "amaciar". Já oferecendo uma comodidade.

Por possuir cartucho hidráulico, a suspensão conta com uma progressividade muito desejável. Apesar de não ser possível regular a quantidade de progressividade, ela é suficiente para que o garfo não vá ao final do curso em qualquer tipo de impacto e nem fique excessivamente suave em um sprint. Isso também foi notado em subidas mais técnicas e ingrimes onde é preciso fazer mais força e mover mais o corpo pra frente.

Em termos de rigidez, mesmo entrando em trechos técnicos e chegando perto de final de curso, não foi sentindo nada negativo que comprometesse a pilotagem, o que é esperado por não ser tão leve quanto outras suspensões. Também se nota que a dianteira não vibra em frenagem bruscas como fazem as suspensões mais leves. Nas descidas rápidas o funcionamento é bem previsível e constante. A regulagem da velocidade de retorno realmente funciona.

Opinião de Edgar Freire: "A Velvet se mostrou muito eficiente no funcionamento, sendo bem rígida e não ficando "boba" em sprints e subidas. A regulagem de retorno funciona como desejado. Apenas achei o botão de trava frágil e pouco funcional, podendo ter uma mola para melhor retorno da alavanca".

imagem

PREÇO E GARANTIA


A suspensão é distribuida no Brasil pela Scitex e o site oficial da marca é http://www.xfusionshox.com.

O preço fica em torno de R$ 1.600 e possui 1 ano de garantia.

CONCLUSÃO

A Velvet se mostrou uma opção interessante para quem quer uma suspensão com funcionamento das melhores do mercado, mas com um preço muito abaixo. Não tem o peso das mais leves, mas com menos de 1.600g continua competitiva, oferecendo como vantagem uma maior rigidez.

VESTUÁRIO

Edgar usou Luvas DaMatta MTB, Bermuda DaMatta Flames, Camisa DaMatta, sapatilha Sidi Dragon e capacete Cratoni.


Fotos (15)

foto 0 -  foto 1 -  foto 2 -  Mais Fotos

Comentários



Relacionados