MENU

Suspensão na bicicleta vale a pena ?

Suspensões nem sempre podem resolver problemas de desconforto em bikes urbanas

Assim como em qualquer outro veículo, a suspensão da bicicleta permite que os pneus acompanhem com mais eficiência os contornos do terreno, melhorando em primeiro lugar o controle da bike - já que ela mantém os pneus no chão por mais tempo - mas também melhorando o conforto.

Porém, se você está começando no mundo dos pedais, os diferentes tipos, preços e configurações de suspensão podem deixar muitas dúvidas.

Uma suspensão dianteira de bicicleta
Uma suspensão dianteira de bicicleta

No texto abaixo, respondemos os questionamentos mais comuns daqueles que querem pedalar com mais conforto e segurança, mas não sabem ao certo como investir em uma suspensão para a bike.

Índice - Suspensão na bicicleta - Vantagens e desvantagenss


O que é a suspensão da bicicleta ?

A suspensão da bicicleta é o mecanismo que torna possível absorver os impactos do terreno. O tipo mais comum é a suspensão dianteira, também chamado de garfo de suspensão, que permite que a roda dianteira se desloque para absorver os impactos.

As bicicletas também podem ter suspensões traseiras, uma estrutura que integra um amortecedor à articulações no quadro. Bicicletas com suspensões dianteiras e traseiras são chamadas de full-suspension.

Também existem sistemas alternativos de amortecedimento, no avanço, canote de selim e com a própria flexibilidade dos materiais, que falaremos mais a frente.

Por que usar suspensão na bicicleta ?

A suspensão na bicicleta permite que os pneus acompanhem melhor as irregularidades do terreno, mantendo a tração, o que traz maior controle e segurança.

Trilhas exigem suspensão
Trilhas exigem suspensão

Além disso, ela absorve parte dos impactos que atingiriam o ciclista, melhorando a estabilidade e o conforto. Por absorver os impactos, seu corpo cansa menos, permitindo pedalar por distâncias maiores. Em bicicletas urbanas, a suspensão está mais associada a melhora do conforto e menor fadiga, como falaremos mais abaixo.

Para o mountain biking é um item essencial e quanto mais extrema a modalidade, melhor precisa ser o sistema de suspensão. Além dos efeitos acima, o aumento da tração também melhora o rendimento da bicicleta em alguns terrenos, já que quanto mais a roda tiver em contato com o solo durante a pedalada, melhor o aproveitamento das pedaladas. Você pode conhecer os tipos de mountain bikes aqui.

Como funciona a suspensão da bicicleta ?

Para facilitar o entendimento, vamos começar com alguns conceitos básicos e aprofundamos mais a frente.

Mola e sua função
Diferente daquela pecinha enrolada de metal, na física, mola é qualquer objeto elástico flexível usado para armazenar energia mecânica. Quando comprimida, ela armazena energia que é liberada quando ela retorna para sua forma original. Ela pode ser feita de metal, borracha, ar ou qualquer outro material que possua elasticidade.

A suspensão dianteira da bicicleta tem um elemento que faz o papel de mola e um elemento amortecedor, que trabalham de forma telescópica, permitindo que a roda movimente-se para cima e para baixo em relação ao quadro da bike.

A mola serve para sustentar o peso apoiado sobre a suspensão, absorver os impactos e voltar para a posição original.

Amortecedor e sua função
A função do amortecedor é controlar a velocidade que a suspensão trabalha, para que seus movimentos mantenham os pneus em contato com o solo sem desestabilizar a bicicleta.

Sem o elemento amortecedor for somente a mola, a suspensão trabalharia de forma descontrolada, pois depois de comprimir para absorver um buraco, ela retornaria para a posição inicial de forma bastante abrupta, jogando o ciclista para cima. Seria o mesmo que uma bola de basquete descendo uma escada - nada estável, certo?

Vale a pena suspensão dianteira barata ou bike com suspensão muito simples ?

Infelizmente, a resposta para esta pergunta costuma ser não. Isso porque, com raras exceções, suspensão muito simples serve mais para acrescentar peso e problemas mecânicos do que para aumentar o conforto e a estabilidade.

Cuidado com suspensões muito simples
Cuidado com suspensões muito simples

O primeiro problema é que muitas delas possuem só o elemento mola. Isso quer dizer que, sem um amortecedor, elas terão todos os comportamentos negativos que citamos acima.

Além disso, muitas delas tem uma mola de metal, sem qualquer ajuste, que só funcionará para uma determinada faixa de peso, digamos pra quem tem entre 60 e 80kg. Sendo assim, além do problema da falta de amortecedor, nem mesmo a mola poderá funcionar corretamente.

Para manter o preço baixo, elas são feitas com materiais pesados como o aço, dispensando tratamentos de qualidade que reduzem o atrito. Isso, combinado com vedações pouco eficientes significa que, além de serem pouco funcionais quando novas, rapidamente elas ficam contaminadas por impurezas e perdem sua capacidade de trabalhar.

No fim, você termina com um garfo rígido que pesa o triplo de um garfo sem suspensão.

Minha bike precisa de suspensão ?

Dependendo do tipo da sua bicicleta, a suspensão pode ou não ser um item recomendado. Nas bikes de estrada ela é dispensável e quando presente, não está no garfo. Nas mountain bikes é um item essencial. Já nas urbanas, a recomendação de uso depende de algumas condições.

Urbanas nem sempre precisam de suspensão
Urbanas nem sempre precisam de suspensão

Suspensão dianteira em bicicletas urbanas
Se você faz deslocamentos curtos por ruas relativamente bem pavimentadas, ciclovias e parques, muitas vezes uma bike com um bom par de pneus de grande volume e um posicionamento correto na bike são mais do que suficientes, falamos mais disso abaixo.

Porém, se sua bike está perfeitamente ajustada e você ainda sente desconfortos ou em algum trecho do seu deslocamento você vai passar por trechos com o pavimento muito deteriorado a ponto de causar insegurança, a suspensão pode ser uma boa pedida.

É importante dizer que muitos fabricantes de bikes colocam suspensões extremamente simples em seus modelos urbanos e raramente elas são um diferencial positivo. Isso quer dizer que, em boa parte dos casos, vale a pena economizar a diferença entre um modelo com e sem suspensão, ou comprar uma bike com peças melhores, mas sem sistema de amortecimento.

Ao mesmo tempo, vale lembrar que uma boa suspensão é um item bastante caro e precisa ser compatível ao tipo de quadro. Falaremos mais abaixo.

Suspensões no mountain biking
Já nas trilhas, a suspensão é um item fundamental para o bom desempenho e a segurança da pedalada. Até por conta disso, muitas mountain bikes possuem suspensão na frente e atrás, com muitas tendo capacidade de absorver grandes impactos como aterrizagens de saltos e pedras grandes.

De uma forma ou de outra, hoje em dia praticamente inexistem mountain bikes sem ao menos a suspensão dianteira. As bikes totalmente rígidas, apesar de serem mais leves, acabaram tornando-se apenas um nicho muito restrito, formado por admiradores da simplicidade extrema.

Posso colocar suspensão em bike sem suspensão ?

Raramente é possível adaptar corretamente um garfo de suspensão em uma bike projetada para garfos simples. Isso quer dizer que, apesar de funcionar, a bike ficará com sua geometria fora das especificações do fabricante, já que o garfo com suspensão é mais alto do que o sem.

Essa mudança pode afetar negativamente a estabilidade da bike, além de submeter o quadro a forças que não faziam parte do projeto original, o que pode ocasionar quebras. Por isso, se sua bike não tem suspensão, provavelmente o melhor investimento é comprar uma que já venha equipada com o componente.

Suspensão traseira de bicicletas

A suspensão traseira faz parte do quadro da bicicleta e desempenha o mesmo papel da dianteira. Ela não pode ser adaptada em bikes com a traseira rígida - as hardtails. Normalmente elas estão presentes em mountain bikes, e permitem que o piloto encare as trilhas com mais controle.

Suspensão traseira de bicicleta
Suspensão traseira de bicicleta

Suspensões traseiras em bicicletas urbanas
Assim como as suspensões dianteiras, raramente as suspensões traseiras de bicicletas urbanas são boas. Na verdade, podem ser até piores, pois o sistema precisa envolver a construção do quadro, deixando tudo mais pesado. Fuja de bicicletas baratas com sistema de amortecimento traseiro.

Suspensão traseira no mountain biking
Em provas de longa duração, a bike full-suspension - o nome das bikes com amortecimento integral - permitem que o corpo do ciclista sofre menos com o percurso, além de aumentarem a tração e o controle em subidas em descidas.

Nas bikes de modalidades mais extremas como o Enduro e o Downhill, onde o que conta é o tempo na descida, as suspensões possuem grande capacidade de movimentação, permitindo que o piloto ultrapasse obstáculos impressionantes.

Suspensão traseira em bikes de estrada
Apesar de existirem bikes de estrada e bikes urbanas com suspensão integral, elas são bem raras ou tem uso bem específico, com tecnologias de amortecimento que fogem um pouco do padrão mais comum. Falaremos sobre eles mais abaixo.

Sistemas alternativos de amortecimento

Algumas marcas como a Trek possuem bicicletas de estrada que apostam na flexão dos tubos do quadro para prover algum nível de amortecimento. A ideia está longe de ser nova, com bikes apostando na flexibilidade controlada há décadas para absorver impactos sem aumentar o peso em demasia - são as bikes softail.

Tipos alternativos de suspensão
Tipos alternativos de suspensão

Conceitos diferenciados também podem ser encontrados em algumas bikes de estrada da Specialized, que possuem um sistema de amortecimento dentro da caixa de direção, que permite a movimentação da mesa da bike.

Além deles, existem ainda muitos sistemas de canotes com amortecedor e mesas com amortecimento (alguns ruins, outros piores), garfos com sistemas complexos de paralelogramos e uma infinidade de tipos de suspensão traseira - cada um com um objetivo, vantagens e desvantagens.

No quesito sistemas alternativos, o limite costuma ser a imaginação humana.

Como melhorar o conforto da bike sem precisar de suspensão

Para a grande maioria das pessoas que usam a bicicleta na cidade, existem maneira mais baratas e muitas vezes efetivas de melhorar o conforto da bike sem precisar de suspensões.

Pressão correta do pneu da bicicleta aumenta o conforto
Um dos pontos mais negligenciados por ciclistas é calibrar corretamente o pneu da bicicleta. Um pneu muito cheio transmite os impactos de forma muito mais intensa pro corpo do ciclista. A solução não é usar o pneu vazio, que traz outros problemas, mas sim encher o pneu da bike da forma correta como falamos neste artigo.

Pneus mais largos aumentam o conforto
Assim como a calibragem, usar um pneu mais largo ajuda a absorver mais os impactos e traz mais segurança em troca apenas de um pouco de rendimento. Além disso, pneus mais largos permitem uso de pressões menores como citamos acima.

Selim correto e ajustado
A suspensão não vai resolver dor na bunda e outros desconfortos ao pedalar. Tanto para melhor desempenho, quanto para evitar lesões é preciso estar com o banco da bicicleta (selim) ajustado corretamente como falamos aqui.

Além do ajuste correto, caso você ainda tenha muitos desconfortos ao pedalar vale a pena escolher um selim mais adequado para você, que mostramos aqui.

Tamanho correto da bicicleta
Uma bicicleta do tamanho errado pode trazer diversos problemas não só de desempenho, mas também de desconforto e até lesões.

Se a sua bicicleta não é do tamanho correto pra você, talvez alguns ajustes ou trocas de componentes possam resolver. Vale a pena ir numa boa loja ou fazer um bikefit para ajustar a bicicleta corretamente para o seu corpo.

Entendendo suspensões mais a fundo

Fiquem atentos aqui no Pedal que em breve vamos falar mais sobre suspensões, de uma maneira mais aprofundada. Se tiver dúvidas, escreve nos nossos comentários!


Relacionados

Comentários



Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.