home

SRAM XX1 - Conheça o primeiro grupo de 11 marchas para MTB

Novo sistema terá apenas uma coroa e 11 catracas


3 JUL, 2012     Guiné    
     


Desvendado o mistério da SRAM, após as primeiras notícias e imagens do que seria um novo grupo com 11 velocidades, a empresa americana apresentou oficialmente o mais novo integrante da sua família: o XX1.

Trata-se de um sistema de transmissão para mountain biking com coroa única, projetado para All Mountain, Enduro e Cross Country. O sistema inovador terá 11 marchas no total, com 6 opções de coroa única para melhor ajuste à diferentes situações.

Vídeo - Etapas de desenvolvimento do SRAM XX1




SRAM XX1

Cassete

O novo cassete não apenas tem 11 catracas, uma inovação para o mountain biking, mas também tem uma relação 10-42, ou seja, a menor catraca tem apenas 10 dentes e a maior tem 42 dentes. A relação completa tem a seguinte configuração: 10-12-14-16-18-21-24-28-32-36-42 dentes. O peso para o novo cassete também é bastante atrativo, pois tem a mesma tecnologia de construção "vazada" do cassete XX, chamada nesse de X-Dome e pesando 260g. Para termos de comparação, o cassete 11-36 XX pesa 208g.

imagem

Para acomodar o novo cassete, é preciso usar um cubo especial, chamado XD Driver, que por enquanto estará disponível somente em rodas SRAM e DT Swiss. O encaixe do próprio cassete é diferente e não cabe em cubos normais.

Pedivela

O novo pedivela tem os braços em fibra de carbono, com o encaixe da coroa (spyder) em alumínio. Existem 6 opções de tamanho de coroas - 28-30-32-34-36-38 dentes - para adaptar o sistema ao tamanho de roda, terreno ou habilidade do atleta. Uma grande novidade é que o spyder tem furação única, podendo encaixar qualquer um desses 6 tamanhos no mesmo pedivela e também não é preciso tirar o braço da bike para trocar a coroa.

imagem

As novas coroas possuem tecnologia X-Sync, alternando dentes mais finos e mais grossos para melhor encaixe com a corrente. O pedivela será oferecido com encaixe GXP ou BB30, e terá o peso em torno de 650g.

Câmbio Traseiro

O novo câmbio traseiro XX1 também herda tecnologias dos novos câmbios Type 2 da SRAM. Ele conta com o Cage Lock e o Roller Bearing Clutch, que são os mecanismos de travar para deixar o câmbio mais firme para não bater no quadro e destravar para deixá-lo mais frouxo, facilitando a tirada da roda e troca de corrente.

imagem

A novidade fica no funcionamento do câmbio que agora trabalha com movimento apenas no eixo horizontal, num design que eles chamam de "paralelogramo horizontal". A tecnologia, chamada de X-Horizon, promete uma passagem de marchas mais rápida, com menos força e eliminando falhas na troca. As catracas do câmbio (pulleys) também possuem dentes mais finos e mais grossos de forma intercalada, para casar melhor com a corrente. Peso aproximado: 220g.

Passador

Aqui cabe a opção de usar passador de alavanca (Trigger Shifter) ou o de giro (Grip Shift). Não há muitas novidades, o Trigger herda características do XX, como a construção com fibra de carbono e o Grip Shift, da mesma forma que a versão de 10 velocidades, conta com o sistema interno de rolamentos e construção internal em metal.

Corrente

A corrente para o sistema não poderia deixar de ser específica. É um pouco mais fina para poder se encaixar perfeitamente no sistema e tem um tratamento no metal para aumentar a durabilidade.

imagem

Mais informações

O lançamento está previsto para Outubro deste ano nos EUA e Europa. Ainda não há previsão de lançamento no Brasil.


Fotos (12)

foto 0 -  Mais Fotos

Comentários





COMENTÁRIOS [126]


Relacionados