home

Specialized Turbo Levo SL 2020 - Primeiras impressões

Modelo promete e entrega excelente desempenho e muita diversão para quem quer uma E-MTB com tocada de bike convencional


4 FEV, 2020     Gustavo Figueiredo     2    
     


Em 2016, quando a Specialized apresentou sua primeira Turbo Levo, todos os que andaram ficaram impressionados com diversos detalhes da bike. Logicamente, o motor elétrico e a bateria bem integrados ao quadro eram um grande diferencial na época. Porém, seja na aparência ou na tocada, ficava claro que você estava pilotando algo relativamente maior e mais pesado do que uma bike convencional. Confira nosso teste completo com a Specialized Turbo Levo Carbon Comp 2018.

Foto 74273
   Rômulo Cruz / Specialized

Na segunda versão da bike, com um novo quadro de fibra de carbono, o modelo perdeu bastante peso, mas mesmo assim continuou sendo uma bike relativamente grande e pesada - obviamente, seus enormes pneus faziam parte deste pacote e aumentavam ainda mais essa sensação.

A ideia da Turbo Levo SL

A Turbo Levo SL nasceu para encurtar a distância entre as bikes “acústicas” e as elétricas. Isso porque, segundo os dados captados pela Specialized ao longo dos anos, a grande maioria dos usuários da Turbo Levo raramente usavam a assistência elétrica na posição turbo. Com isso, acabou ficando claro que era possível construir uma bike com motor e bateria menores e com mais autonomia, mesmo que a potência final fosse reduzida.

Foto 74279

De fato, uma Turbo Levo convencional, que segue em produção, produz uma potência máxima de 565 watts, enquanto a nova SL estaciona na casa dos 240 watts. Porém, na hora da diversão, e isso dito por uma pessoa que já andou com as duas bikes, a Turbo Levo SL acaba sendo até mais legal. Isso porque, diferente de sua irmã maior, a novidade comporta-se quase como uma bike convencional.

Foto 74288

O modelo foi totalmente desenvolvido no centro de desenvolvimento de bikes elétricas da Specialized na Suíça e utiliza o mesmo sistema de propulsão de sua prima de estrada, a Turbo Creo. Isso quer dizer que o motor e a bateria pesam míseros 3.7kg, criando uma EMTB de Trail com apenas 17.35kg - uma marca EXTREMAMENTE boa para bike elétricas.

Mais uma vez, a marca norte-americana apostou na integração dos componentes e no desenvolvimento “in-house” para criar um pacote extremamente bem acertado. Isso porque, diferente do que acontece com muitas elétricas, todos os sistemas da Turbo Levo SL nasceram e foram desenvolvidos para funcionarem em conjunto - além disso, ainda é possível customizar toda a parte elétrica da bike pelo aplicativo Mission Control da Specialized, um recurso não obrigatório mas que certamente acrescenta muito para quem gosta de “ajustar” bike.

Detalhes técnicos

No papel e no nome, a Turbo Levo SL é uma versão leve da Turbo Levo, por isso suas geometrias são bem semelhantes, sendo elas também bem próximas aos números da Stumpjumper. A bike tem 150mm de curso de suspensão tanto na frente quanto atrás e, graças ao uso de um motor menor, a traseira pode ser encurtada de 455mm para 437mm. No geral, o modelo tem uma geometria relativamente moderna, com a caixa ficando em 66 graus e o alcance no tamanho M testado na marca dos 435mm.

Foto 74284
Foto 74281
Foto 74282

O motor da bike pesa praticamente a metade do da Levo normal, com a bateria de 350Wh sendo integrada ao tubo inferior. Ainda é possível utilizar uma bateria extra no formato de uma garrafinha de água se seu objetivo for pedais mais longos do que as três horas de carga prometidas pela marca no modo Eco - obviamente, a duração da carga depende de fatores como peso do ciclista, altimetria e potência utilizada.

Ficha Técnica

Motor: Specialized SL 1.1 35Nm
Bateria: Specialized SL1 320 320Wh
Display: Specialized TCU
Garfo: FOX 34 Performance FIT4 150 mm
Shock: FOX FLOAT DPS Performance 150 mm
Canote: X-Fusion Manic 150 mm (L)
Freios: SRAM G2 RSC Vierkolben 200/180 mm
Transmissão: SRAM GX Eagle 1x12
Mesa: Specialized Trail 40 mm
Guidão: Specialized Trail Alloy 780 mm
Rodas: Roval Traverse Carbon 29"
Pneus: Specialized Butcher / Eliminator 2.3”
Tamanhos: S M L XL
Peso: 17,70 kg

Pedalando a Turbo Levo SL no evento de lançamento

A nova bike foi apresentada para um seleto grupo de membros da mídia especializada do mundo da bike do qual nós tivemos o prazer de fazer parte. O evento começou na sede da Specialized em São Paulo e, depois de uma pequena viagem, todos os participantes foram levados para os incríveis single-tracks do Parque Ecológico Municipal Bosque Das Araucárias, em Bragança Paulista. Lá, tivemos a oportunidade de pedalar por cerca de duas horas em uma trilha composta por muitas subidas, descidas, saltos e curvas em um terreno molhado, com uma camada de lama compacta por cima de uma base dura - a receita ideal para você se divertir que nem criança.

Foto 74274
   Rômulo Cruz / Specialized

O modelo disponibilizado para o teste foi a Turbo Levo SL Expert, bike equipada com componentes de gama intermediária / alta, mas com desempenho de sobra. Quando falamos no sistema de propulsão, basta dizer que toda a suavidade pela qual a Turbo Levo já era conhecida nos pareceu ainda melhor no novo modelo. Isso somado ao desenho super limpo e minimalista dos controles de acionamento fazem você praticamente esquecer que você está em uma ebike. A bem da verdade, o maior lembrete de que existe um motor ali, além da velocidade elevada, é o constante barulho agudo criado pelo motor.

Foto 74280
Foto 74278

Essa característica de entrega de potência ficou muito evidente nas subidas enlameadas e escorregadias do nosso local de testes. Apesar dos pneus da bike oferecerem uma excelente tração, foi possível modular a potência com tranquilidade para evitar patinadas. Porém, se a situação fosse ainda mais escorregadia, teria sido possível configurar toda a curva de entrega de torque e de potência do motor pelo aplicativo Mission Control da Specialized.

Momento UHUUUUUU

O grito de UHUUU na idade adulta tem um significado bem grande. Ele indica, basicamente, o máximo de diversão que alguém pode ter. Durante o teste, este momento aconteceu para nosso piloto depois de um trecho de descida em alta velocidade em um single, seguido de um mergulho bem inclinado, uma curva com parede bem fechada e uma subida SUPER inclinada logo na sequência. Trata-se daquela situação que, com uma bike convencional, você precisa fazer tudo exatamente certo para conseguir zerar - uma marcha errada na hora que a descida vira curva e subida e pronto, você está com o pé no chão.

Foto 74276
   Rômulo Cruz / Specialized

Com a Turbo Levo SL, este e todos os outros trechos do pedal foram marcados por uma sensação de incrível entrosamento com a bike e com a trilha. A combinação entre uma rolê fluído com uma bike elétrica bem acertada é bem curiosa. Isso porque, tanto na subida quanto na descida, a velocidade é relativamente - ou efetivamente - alta, o que acaba criando uma sensação de “flow” infinito, com setores bem longos encaixando-se uns nos outro.

Foto 74286
Foto 74289

Outro destaque super positivo foram os pneus Specialized Butcher e Eliminator de 2.3'' de largura, mas com uma banda de rodagem com cravos bem agressivos. Mesmo com o piso escorregadio e total desconhecimento da pista, foi possível ser realmente agressivo com a bike, atacando curvas, subidas e descidas em grande sintonia. Os freios SRAM G2 RSC Vierkolben apresentaram uma excelente modulação, com o ângulo das derrapagens podendo ser bem controlado para facilitar alguns contornos. Ao mesmo tempo, os cravos laterias enormes do Butcher permitiram realmente jogar o peso na frente da bike para encontrar tração em situações onde isso parecia impossível - eles foram calibrados com 19 libras na frente e 21 atrás.

A parte mais legal de todas com certeza é pedalar nas subidas, descidas e curvas com o auxílio elétrico. Isso porque, diferente de uma bike convencional, a elétrica ganha velocidade muito rapidamente, significando que você passa muito mais tempo pilotando a bike em curvas e frenagens - um prato cheio para quem curte pilotar.

Conclusão

O maior indicativo do sucesso de uma bike elétrica não é representado pela potência de sue motor ou suas baterias, e sim pela capacidade que ela tem de colocar um sorriso no rosto de quem está pilotando. Neste quesito, e em muitos outros, a Turbo Levo SL é realmente uma máquina incrível. A integração entre motor, bateria e o restante da bike é o ponto alto, criando uma tocada rápida, prazerosa e absurdamente divertida - as horas passam e você nem percebe.

Foto 74275
   Rômulo Cruz / Specialized

A bike estará disponível em seis configurações, começando por uma versão em alumínio equipada com componentes SRAM NX Eagle e suspensão dianteira FOX 34 Performance FIT4 com shock FOX FLOAT DPS Performance. Depois dela, existe uma versão com os componentes bem semelhantes, mas quadro de carbono chamada Levo SL Carbon Comp. A marca ainda oferece a versão Expert, a bike que andamos, e a S-Works Levo SL, modelo que aposta em componentes SRAM XX1 Eagle e suspensões FOX FLOAT DPS Factory e FOX 34 Factory FIT4. Além delas, existe ainda uma série limitada chamada Founders Edition, equipada com componentes SRAM Eagle AXS - a bike foi feita em homenagem à Mike Sinyard, fundador da Specialized.

Mais informações no site oficial da Specialized Brasil.


Comentários

  • avatar

    Marcelo   

    Marcelo   

    Lixo. Cobram 100 mil mas o custo é menos de 30. Sucata pra aleijado milionário que tem pouca perna.
    22 dias atrás - Denunciar


  • avatar

    Toni Alves   

    Toni Alves   

    Essa bike tem um poder de sedução incrível, eu pude testar a de 2017 e nunca mais fui o mesmo ciclista. Imagino agora com essa dieta como deve estar o handling dessa emtb. Eu só gostaria de receber em dólar para poder ter coragem de investir numa! Boa matéria editor, parabéns!
    24 dias atrás - Denunciar




  • Relacionados