home

Specialized Trail Launch - Conheça a nova Camber 2013

Nova bike foi totalmente reformulada e será oferecida apenas em 29


10 JUL, 2012     Pedro Cury    



No Specialized Trail Launch que rolou no final de Abril, em Oregon (EUA), tivemos a chance de ver e testar alguns modelos da nova Camber. Confira todos os detalhes.

imagem

Vídeo - Conheça todos os detalhes da bike



O lema da Camber é "Tudo que você precisa e nada do que não precisa". Realmente a bike segue essa filosofia, sendo ainda mais completa nessa nova versão 2013. A linha completa conta com diferentes modelos de configurações bem diferentes, podendo ter desde uma configuração mais básica até uma configuração super especial.

Quem acha que o modelo de entrada será muito simples e com baixo desempenho, vai se enganar. Todos os modelos da bike virão com tecnologias que antes eram vistas apenas nos modelos superiores, como caixa de direção cônica (tapered), eixo de 142 x 12 mm, conduítes internos para canotes ajustáveis e também para câmbio traseiro.

imagem

A bike foi toda redesenhada para 2013. Os amantes das 29" vão ficar eufóricos ao saber que a nova Camber terá apenas opções de rodas grandes. A geometria também foi alterada e por incrível que pareça os novos quadros 29" são mais baixo que o quadro da Camber 26" modelo 2012! Isso ajuda a acabar com o mito de que as bikes 29" são mais altas e só beneficiam os atletas maiores.

Outra mudança importante no quadro foi o novo link da suspensão traseira. O amortecedor agora tem uma extensão na parte de trás para conectar ao quadro, permitindo uma mudança na posição dos pivôs e também permitindo que os seat stays sejam mais leves. Tudo isso traz uma maior sensibilidade e agilidade na parte de trás da bike. Todos os amortecedores virão também com a tecnologia Auto-Sag, desenvolvido pela Specialized em conjunto com a Fox, em que é possível configurar o sag (quantidade recomendada de ar) do amortecedor apenas enchendo-o mais que o normal e acionando uma válvula.

imagem

Falando também de construção, a versão de alumínio tem novos tubos hidroformados, o que a deixa mais leve e rígida. A marca diz a bike está 26.3% mais rígida em torção, 60.6% mais rígida no triângulo dianteiro e 14.8% no triângulo traseiro. Todos os modelos de alumínio são feitos agora com o alumínio M5, que é a liga criada pela Specialized e que tráz os melhores benefícios de construção. Uma outra novidade, é que o quadro de tamanho pequeno tem um batente na parte de baixo do tubo inferior para que a suspensão não bata no quadro em uma queda. Isso é preciso devido ao tamanho realmente reduzido para bikes 29".

Na parte de configuração, apenas o modelo mais simples virá com pedivela com rosca, todos os outros modelos serão padrão PressFit BB30. Nos modelos mais altos, o canote ajustável Command Post também virá como item de série. As rodas serão diferentes em cada modelo, sempre sendo aros Specialized, mas podendo ser também rodas completas do modelo Roval.

Primeiras Impressões

Tivemos 3 dias para testar as bikes em diferentes trilhas. Testamos a versão Comp de alumínio e também a versão de carbono.

imagem

Em termos de configuração, realmente não temos o que reclamar. Todos os modelos já vem com as últimas tecnologias, tanto na construção do quadro, quanto na escolha dos componentes, mesmo nos modelos mais básicos.

O desempenho da bike também agradou muito. A maioria das trilhas que encaramos tinha descidas bem rápidas. Uma das trilhas tinha elementos de 4X e pumptrack, como curvas em relevês, pequenos saltos em mesa e rollers, o que chama para um estilo de pilotagem que é mais indicado para bikes 26" polegadas. Isso não foi um problema em nenhum momento e a bike se mostrou com uma geometria bem ágil. As curvas mais planas e apertadas, mesmo em terreno mais solto, na verdade tiveram até o benefício das rodas 29" que tem um maior contato com o solo. Foi preciso apenas de alguns minutos para aprender a "pumpear" com as rodas maiores e já ficamos a vontade. Não tivemos a chance de encarar tantos trechos mais técnicos de pedras e faremos um teste mais completo em breve.

Para quem é a Specialized Camber

imagem

Como dito no vídeo, a bike será oferecida em diferentes configurações para agradar dos mais econômicos aos mais exigentes. Não é uma bike pura de competição e sim uma bike divertida e muito completa, indicada para todo tipo de all mountain. No Brasil ainda existe um pouco de preconceito com o all mountain, ao nosso ver por falta de informação. Quem não é competidor em busca de resultados realmente siginificativos, ou seja, a maioria dos praticantes de mountain biking, tem como melhor opção uma bike desse tipo. Bikes assim são boas para subir, mas não tão eficiêntes como bikes de competição, pois preferem trazer um maior conforto como selins mais macios, guidões mais largos, canotes ajustáveis, geometria mais relaxada e mais curso de suspensão. Em compensação, na hora de descer e em trechos técnicos mesmo planos, são muito mais ágeis e eficiêntes. A questão que deve ser colocada é: quantas vezes você pedala por diversão e quantas vezes você compete ?

Fotos: Sterling Lorence


Fotos (11)

foto 0 -  foto 1 -  foto 2 -  Mais Fotos

Comentários



Relacionados