home

Shimano XT Di2 - Peso, preço e detalhes do novo grupo eletrônico


15 ABR, 2016     Gustavo Figueiredo    



Como publicado ontem, a Shimano acaba de apresentar o grupo XT Di2 M8050 com a tecnologia de trocas eletrônicas. Porém, o que o novo grupo traz? Quanto custa? Quanto pesa em comparação ao XTR? Separamos para você, de forma resumida, alguns diferenciais da novidade. Confira.

imagem


Relações, pesos e preço

Os novos trocadores e câmbios de 11 velocidades serão compatíveis com cassetes Shimano 11-42d e 11-46d. A primeira combinação deve ser usada com sistemas de duas coroas, enquanto a segunda trabalha bem com apenas uma.

Tabela de peso

imagem


Preço no mercado americano

Grupo 1X11 com freios: $1,368

Preço dos componentes no mercado norte americano

Câmbio dianteiro: $189
Câmbio traseiro: $293
Display digital MT800: $150
Um trocador (for 1×11): $110
Dois trocadores: $220
Cabos E-Tube: $70
Bateria: $150
Junction box (for 2x): $29
Cassete: $90
Pedivela com coroas (1×11): $122
Pedivela com coroas (2×11): $181
Coroas: $52
Freio Dianteiro: $115
Freio traseiro: $120
Corrente: $29
160mm rotor: $34

Vídeo de apresentação



Tecnologia Synchro Shift

Uma das maiores vantagens do XT Di2 é esta tecnologia de trocas. Com o sistema, é possível utiliza duas coroas com somente um trocador - o que abre espaço no guidão para o uso de travas de suspensão, regulagens de canote e, de quebra, simplifica a vida do ciclista.

Além disso, o sistema escolhe automaticamente qual coroa é mais eficiente naquele momento. Um detalhe interessante é que, no momento da troca dianteira, ele emite um sinal sonoro de alerta. Sempre que o cambio dianteiro troca em uma direção, o traseiro vai para o lado oposto. Com isso, a cadência sofre o mínimo de variação. Esta é a filosofia Rhythm Step da Shimano, que prega a suavidade nas mudanças de rotação para pupar o ciclista.

Como no XTR, os botões, momentos e velocidade das trocas são completamente ajustáveis através do aplicativo E-Tube. Porém, no XT, a conexão será sem fio, via Bluetooth com computadores, tablets ou Smartphones.

Trocadores e câmbios


Os trocadores são no estilo Firebolt, que possuem um sistema de rotação que possibilita a regulagem bastante anatômica de sua posição. Com isso, a Shimano acredita que pode reduzir o desgaste do atleta, algo extremamente positivo em provas de longa duração - ainda mais se levarmos em conta a redução natural do esforço ao apertar somente um botão e não uma alavanca ao trocar de marcha.

Para garantir mudanças em qualquer situação, a Shimano afirma que os motores do XT são duas vezes mais fortes do que os dos grupos de estrada. Com isso, as passagens são uniformes mesmo sob cargas e pressão em subidas íngremes, ou quando os cassetes estão cheios de lama. Como de costume, o câmbio traseiro será Shadow RD+, o que reduz a exposição do componente a objetos na trilha ao mesmo tempo que diminui o balanço da corrente por meio de uma embreagem.

O grupo ainda terá o display do sistema de informações SC-MT800, que apresenta marchas, níveis de bateria, controla ajuste fino, função de reinicialização e velocidade das mudanças múltiplas de marcha, além da operação do Synchro Shift. Outro detalhe é que os novos câmbios traseiros serão compatíveis com o padrão Direct Mount.

Resistência e usabilidade

Com uma bateria idêntica ao do XTR, o novo XT pode rodar centenas de quilômetros antes de precisar ser carregado. Caso isso seja necessário, obter a carga máxima demora apenas 90 minutos. Além disso, um sistema selado e à prova d’água garante resistência à lama, água e poeira.

Como de costume, a Shimano aposta no sistema cubos Cup e Cone em seu novo grupo. Como são componentes de alta gama, os selamentos costumam ser extremamente eficientes o que, somado a facilidade de manutenção, vai proporcionar bastante durabilidade para esta parte da bike

Para completar, as informações de funcionamento do grupo também poderão ser mostradas em celulares ou computadores de bordo compatíveis com o sistema, algo bastante desejável para quem já tem um equipamento deste tipo para monitorar outras funções como potência, batimentos cardíacos e cadência.


Fotos (13)

foto 0 -  foto 1 -  foto 2 -  Mais Fotos

Comentários



Relacionados