home

Shimano SLX M7000 - Novo grupo para trilhas chega ao mercado


16 ABR, 2016     Gustavo Figueiredo     1    
     


Depois de balançar o mercado com o lançamento do novo XT Di2 nesta semana, a Shimano acaba de apresentar mais uma novidade: o SLX M7000, grupo de média gama que, segundo o fabricante, traz inúmeras tecnologias do XT mecânico, mas com um preço mais acessível.

O grupo, que está imediatamente acima do Deore na hierarquia da Shimano, é voltado ao uso em trilhas e ciclistas recreacionais. Mas, levando em conta o mercado nacional, certamente será amplamente utilizado em competições por amadores. Olhando para os atributos técnicos, certamente ele terá condições de suprir esta necessidade com sobra.

imagem
Novo grupo SLX M7000. Foto: Shimano / Divulgação


Opções de transmissão

imagem
Três opções de pedivela. Foto: Shimano / Divulgação

O grupo terá três opções de combinações de marcha: 1x11, 2x11 ou 3x10. No primeiro caso, a pedivela terá apenas uma coroa com 30, 32 ou 34 dentes desenvolvidos com a tecnologia Dynamic Chain Engagement, que melhoram a retenção da corrente e evita descarrilamentos. Nas relações 1x11, os cassetes disponíveis são de 11-40 ou 11-42 dentes.

imagem
Foto: Shimano / Divulgação
No caso das duas coroas, a pedivela pode ser equipada com três combinações de coroas - 34-24, 36-26 e 38-28 dentes. Com isso, o ciclista terá uma gama bastante ampla de marchas para enfrentar diversos tipos de terreno. Como no caso das 1x11, as 2x11 também podem utilizar cassetes de 11-40 ou 11-42 dentes.

Já no caso das transmissões 3x10, a pedivela contará com a tradicional e eficiente combinação de coroas 40-30-22 e cassetes 11-32, 11-34 ou 11-36. As mudanças são feitas por trocadores Rapidfire Plus SL-M7000-11/10, permitindo que sejam trocadas até três marchas de uma só vez. Também é possível fazer a troca para os pinhões menores com o dedo polegar ou indicador. Esse recurso simples, mas incrivelmente útil, proporciona trocas consistentes e estáveis na dianteira e traseira.

Câmbios

imagem
Os novos câmbios do grupo SLX M7000. Foto: Shimano / Divulgação

O câmbio traseiro de braço médio provê uma capacidade de 41 dentes, enquanto que o câmbio traseiro de braço longo de 10 velocidades possui uma capacidade maior de 43 dentes para compatibilidade com o pedivela triplo. Em ambos os casos, a tecnologia SHADOW RD+ oferece trocas rápidas e estabilidade da corrente, graças a um dispositivo de travamento do câmbio traseiro por embreagem.

Os câmbios dianteiros de 11 e 10 velocidades tiveram sua potencia aumentada para permitir trocas rápidas com uma rota de conduíte eficiente e operação leve. As opções incluem o Side Swing, Top Swing e Down Swing para permitir compatibilidade com chainstays mais curtos, pneus mais largos e rodas de 27.5/29.

Cubos e freios

imagem
Cubos SLX M7000. Foto. Shimano / Divulgação

Os cubos SLX foram redesenhados para suportar todas as condições do tempo e ter um desempenho confiável graças às vedações de alta qualidade e esferas de contato angular. Para proporcionar engate rápido, eles possuem um mecanismo de roda livre de 360 graus, com 36 posições de acoplamento.

imagem
Manetes e trocador SLX M7000. Foto: Shimano / Divulgação


Já os manetes de freios possuem tecnologia Rider Tuned, que possibilita um funcionamento suave, consistente e previsível do sistema de freio hidráulico. Combinado com os rotores de 160, 180 ou 203mm, o sistema permite uma ampla gama de possibilidades para adaptar-se em diferentes condições de pilotagem e ciclistas.

imagem
Pinça e Disco SLX M7000. Foto: Shimano / Divulgação


Ainda sem preço definido, a Shimano informa que o novo grupo SLX M7000 estará disponível no mercado brasileiro à partir de setembro de 2016.


Comentários

  • avatar

    Fabricio   

    Fabricio   

    Estou comprando uma bike com grupo SLX onde a coroa é 2x11, é possível transformar ela em 1x11 apenas removendo a coroa menor e consequentemente cambio e trocador, ou preciso de uma coroa nova?
    4 mes(es) atrás - Denunciar




  • Relacionados