home

Sense Exalt 2019 - All-Mountain nacional chega com quadro totalmente em carbono

Sense Bike apresenta duas bikes de all-mountain com quadro 100% em fibra de carbono e projeto nacional


16 AGO, 2018     Gustavo Figueiredo     7    



Lançada durante o evento de apresentação da linha Sense 2019, a Exalt e a Exalt Gold Edition, duas legitimas bikes de all-mountain, chegam com uma proposta um tanto quanto diferente da normalmente encontrada no catalogo de fabricantes nacionais. Os modelos utilizam um novo quadro criado em parceria com a Swift Carbon e é o primeiro fruto da compra da marca Sul-Africana pela Sense.

Foto 69139
   Pedro Cury
Foto 69142
   Pedro Cury

Com 140mm na suspensão dianteira e 135mm na traseira, a bike possui geometria moderna e aposta nos eficientes pacotes de componentes e na construção bastante cuidadosa para atingir uma excelente relação entre desempenho, peso e preço - detalhes que chamaram bastante nossa atenção.

Equipada com GX Eagle de 12 velocidades, a Exalt utiliza uma suspensão Fox Float 34 e em shock Fox Float DPS para amortecer os impactos. O sistema pode ser controlado remotamente com uma alavanca no guidão, com o banco podendo ser baixado com um canote dropper feito pela Sentec - marca de componentes de própria Sense.

Foto 69140
   Pedro Cury

Com um pacote ainda mais avançado, a Exalt Gold Edition chega com grupo SRAM XX1 Eagle, suspensão Fox 34 Float com tratamento Kashima, shock Fox Float DPS Kashima e canote dropper Fox Factory com 150mm de curso. Ambas utilizam discos de 180mm dianteiro/traseiro, com freios SRAM Guide R na Exalt e Guide RS na Gold Edition.

Foto 69143
   Pedro Cury

Segundo o pessoal da Sense, a bicicleta é voltada para o público que quer uma bike capaz nas subidas e boa nas descidas, ideal para o ciclista que quer se divertir sem perder a possibilidade de ter um bom desempenho - o excelente peso de 11,5kg para a Gold Edition deixa isso mais claro.

Outro segredo da proposta é a cinamética da suspensão traseira que conta com valores de anti-squat maiores na área do SAG para evitar movimentos indesejados durante a pedalada e menor perto do fim do curso para suprimir o pedal kickback. Quando falamos em anti-rise, a Sense afirma ter utilizado números elevados, baixando a traseira da bike durante frenagens fortes para estabilizar a geometria durante descidas inclinadas.

Foto 69144
   Pedro Cury

Além disso, o projeto conta com uma curva de compressão bastante progressiva, criando um pacote com uma boa leitura de terreno e bastante resistência ao fim de curso. A equipe de desenvolvimento nos explicou que, graças a curva de progressão acentuada da suspensão traseira, o modelo pode receber garfos de 150mm e até 160mm em casos extremos - podendo ser uma boa opção para provas de enduro.

Feito com fibras Mitsubishi, as novidades obviamente já utilizam o padrão boost de espaçamento de eixos, com rodas Sentec Evo e pneus Schwalbe Racing Ralph 2.25 na Exalt e as incríveis DT Swiss XCM 1200 na Gold Edition com pneus Schwalbe Nobby Nic na Gold Edition - um pacote realmente impressionante.

Ficha Técnica - Exalt Gold Edition

Quadro: Sense All Mountain Full Carbon 
Suspensão: Fox 34k Float 15 X 110 140mm
Amortecedor Traseiro: Fox Float Dps 
Caixa De Direção: FSA Integrada
Guidão: Ritchey Trail WCS 740mm
Avanço: Ritchey WCS 4 Axis 70mm
Manopla: Sense
Canote: Fox Factory Dropper Post 31.6 X 150mm
Selim: Fizik Gobi M5
Trocador Direito: SRAM Xx1 Eagle 12v
Freio Dianteiro: SRAM Guide Rs
Freio Traseiro: SRAM Guide Rs
Disco Dianteiro: SRAM Clx 180mm
Disco Traseiro: SRAM Clx 160mm
Câmbio Traseiro: SRAM Xx1 Eagle 1 X 12
Movimento Central: SRAM Pf30
Pedivela: SRAM Xx1 Eagle 32t
Corrente: SRAM Xx1 12v
Cassete: SRAM Xg 1299 10 X 50
Roda Dianteira: DT Swiss Xcm 1200
Roda Traseira: DT Swiss Xcm 1200
Pneu: Schwalbe Nobby Nic 29 X 2.35
Peso divulgado: 11,5kg
Preço: R$ 38.990,00

Ficha Técnica - Exalt

Quadro: Sense All Mountain Full Carbon 
Suspensão: Fox Float 29 140mm 15 X 110
Amortecedor Traseiro: Fox Float Dps
Caixa De Direção: Fsa Integrada
Guidão: Ritchey Trail Wcs 740mm
Avanço: Ritchey Wcs 4 Axis 70mm
Manopla: Sense
Canote: Sentec Dropper 31.6 150mm
Selim: Fizik Gobi
Trocador Direito: SRAM Gx Eagle 12v
Freio Dianteiro: SRAM Guide R
Freio Traseiro: SRAM Guide R
Disco Dianteiro: SRAM Centerline 180mm
Disco Traseiro: SRAM Centerline 160mm
Câmbio Traseiro: SRAM Gx Eagle 1 X 12
Movimento Central: SRAM Pf30
Pedivela: SRAM Stylo Eagle 32t
Corrente: SRAM Gx Eagle 12v
Cassete: SRAM X-glide 1275 10 X 50
Roda Dianteira: DT Swiss M1700
Roda Traseira: DT Swiss M1700
Pneu: Schwalbe Nobby Nic 29 X 2.35
Câmara: Chaoyang
Peso divulgado: 12.7 kg
Preço: R$ 25.990,00

Mais informações no site oficial da Sense Bike.

Errata: Prezados, corrigimos alguns erros nas especificações da Exalt. O guidão é um Ritchey Trail WCS com 740mm, sendo as rodas DT Swiss M1700 e os pneus Schwalbe Nobby Nic 29 X 2.35. Obrigado e desculpem a falha.


Comentários

  • avatar

    EduardoRR    Jundiaí - SP

    EduardoRR    Jundiaí - SP

    Parabéns para estas marcas nacionais, com produtos incríveis. Vamos ver como serão as vendas, pois neste nível de valor tem muitas opções, certo ?
    4 mes(es) atrás - Denunciar


  • avatar

    utR    Brasília - DF

    utR    Brasília - DF

    Flavio falei pneus mediocres não por causa da marca do pneu, mas sim pelo modelo. Em bikes com esse preço se espera pneus melhores, como por ex. o Minion. E querendo ou não você tem que levar em consideração a marca do quadro sim, ainda mais quando se pretende investir uma boa quantia de dinheiro. Só dando um exemplo: garantia. Enquanto uma Santa Cruz dá garantia vitalicia em seus quadros de carbono, a nacional Sense dá no máx. 2 anos.
    4 mes(es) atrás - Denunciar


  • avatar

    Cebo    São Paulo - SP

    Cebo    São Paulo - SP

    Amigos, algumas pequenas correções que mudam muita coisa. Os pneus são Nobby Nic 29 X 2.35, rodas DT M1700 e guidão Ritchey Trail WCS com 740mm.

    Desculpem o erro.

    4 mes(es) atrás - Denunciar


  • avatar

    Tiago   

    Tiago   

    Baita bike! Empresas nacionais se virando para vencer os entraves tributários e competir com as importadas. Vejo evolução nas marcas nacionais, parabéns!
    4 mes(es) atrás - Denunciar


  • avatar

    Flavio Martins   

    Flavio Martins   

    Concordo que guidom 720mm é muito curto até para pessoas baixas mas vc dizer que pneu Schwalbe é medíocre acho estranho, parece papo de quem é fã incondicoonal de Maxxis. Ou será que Pneu bom é Levorin?
    Agora sobre preço e vc dizer que melhor pegar marcas conhecidas é mais uma prova de que vc tem preconceito por marcas, não gosta de Sense nem de Schwalbe. Respeito plenamente as preferências de cada um mas vc querer matar a bike só pq é Sense e pq tem Schwalbe acho preconceito. Várias bikes da Sense vindo com canote com 160mm de curso e freios XT de 4 pistões mostra que as Sense estão sendo muito bem montadas e tem um custo benefício real. Vejo muita bike de marca famosa ainda com canote de 100mm e peças fracas e pior ainda lojas das marcas famosas com vendedores que te empurram tamanho de quadro errado só pra vender ou lojas que colocam vendedores de padaria pra vender produtos especializados, ou seja procurar uma loja especializada no RJ não adianta nada. Creio que a galera da Sense tá de parabéns pelas bikes modernas e bem montadas, grafismo podia melhorar mas é questão de gosto, que o preço podia ser melhor podia mas mesmo assim gosto das bikes da Sense.

    4 mes(es) atrás - Denunciar


  • avatar

    Guilherme   

    Guilherme   

    As marcas nacionais sempre cometem os mesmos erros... preços de bikes importadas e sempre tem alguma peça que não condiz com o resto da bike, como o utR falou do guidão e pneus...
    4 mes(es) atrás - Denunciar


  • avatar

    utR    Brasília - DF

    utR    Brasília - DF

    Acho que não vai vingar viu. Com essa grana, de qualquer das duas, daria pra pegar bike melhor de marcas mais conhecidas, como specialized, Trek, Santa Cruz que já são bem conhecidas no All Mountain.

    Fora o guidao de apenas 720mm, mesa de 70mm e pneus medíocres.


    4 mes(es) atrás - Denunciar




  • Relacionados