MENU

Sem renovação com Ineos, Froome fecha contrato com a Israel Start-Up Nation

Anúncios foram feitos de forma quase simultânea pela equipe e pelo atleta.

     

Em anúncios quase simultâneos, a Ineos, atual equipe de Chris Froome, afirmou que não renovará o contrato do atleta em 2021. Apenas algumas horas depois, o britânico divulgou que havia fechado contrato com a Israel Start-Up Nation.

UAE Tour / Divulgação
UAE Tour / Divulgação

Na Ineos, que antes era a Sky, Froome conquistou quatro títulos do Tour de France, sempre com o suporte integral de seus companheiros. Porém, depois de vencer o Giro em 2018, Froome foi derrotado por seu companheiro Geraint Thomas no Tour.

No ano seguinte, ele sofreu um sério acidente no Criterium du Dauphine, e teve que assistir de casa seu companheiro Egan Bernal subir no lugar mais alto do pódio na grande volta francesa. Com isso, novas lideranças surgiram na Ineos - uma dificuldade a mais para um atleta de 35 anos em busca de seu quinto título no Tour.

Com seu contrato terminando no fim deste ano, surgiram diversos rumores, agora confirmados, de que ele não pedalaria pelo time de Dave Brailsford a partir de 2021.

"O contrato do Chris termina em dezembro e tomamos a decisão de não renovar. Estamos fazendo este anúncio antes do que de costume para terminar com as especulações e para que a equipe possa focar-se na temporada adiante", afirmou Brailsford.

Com isso, depois de 11 temporadas de dominância e sete títulos em grandes voltas, Froome trocará de casa. Apesar dos termos do novo contrato não terem sido divulgados, a Israel Start-Up Nation afirma que terá Froome "até o fim de sua carreira".

A Israel Start-Up Nation é uma nova equipe no pelotão profissional, tendo entrado no patamar mais alto to ciclismo apenas em em 2020. O time foi formado a partir dos remanescentes da Katusha-Alpecin e conta com atletas como Dan Martin, André Greipel e Alex Dowsett.


Conteúdo Relacionado

Comentários