home

Scott Addict RC 2020 - Tecnologias e destaques da linha de estrada de alto desempenho da Scott

Confira as principais características das novas bikes de estrada de alta performance da linha Scott RC 2020


30 OUT, 2019     Gustavo Figueiredo    
     


No mundo dos ciclismo de estrada, as montanhas são conhecidas por serem um terreno implacável. Afinal, quando a estrada aponta para cima, o ciclista não pode contar nem com o vácuo e nem com suas habilidades de pilotagem para se defender. Nelas, tudo o que importa é quanta força você têm e quantos quilos precisa carregar.

Foto 73690
   Pedro Cury

Por isso, durante o desenvolvimento da nova linha Addict RC 2020, uma das principais preocupações da Scott foi manter as coisas leves. Porém, como já é esperado das bikes criadas pelo fabricante suíço, os modelos desta gama apresentam uma série de características técnicas que criam um pacote polivalente e de altíssimo rendimento.

Como você conferiu aqui no pedal, a nova linha foi recentemente apresentada no Brasil e mostramos mais detalhes da Scott Addict RC 20 durante a feira Bike Brasil.

Addict ou Addict RC ?

O primeiro ponto que deve ser destacado é que, na linha da Scott, existe uma grande diferença entre a Addict e a Addict RC. Os modelos pertencentes à gama RC possuem foco no alto desempenho, com geometrias que colocam o ciclista em uma posição mais baixa e alongada. Já a linha Addict (não RC) são indicadas para Endurance, sendo um pouco mais alta e curta, proporcionando uma rodagem mais confortável.

Outra grande diferença é que todas as RC são equipadas com freios a disco, sendo que os quadros são construídos com carbono HMX SL ou HMX, que são mais leves que os quadros da linha Addict em que é usado o carbono HMF. Confira mais detalhes das Tecnologias de produção dos quadros de carbono da Scott.

Cockpit Integrado Creston IC SL e Creston IC 1.5

Com a fusão de mesa e guidon dos Syncros RR1.0 Aero SL e o Syncros Fraser IC SL, a Scott vem apostando há algum tempo na fusão entre componentes, já que este tipo de construção permite criar bicicletas mais leves, resistentes, confortáveis e bonitas.

Foto 73693
Formato em V

Porém, com os sistemas Creston IC Combo e Creston IC, o fabricante leva este conceito um passo adiante, criando um conjunto ainda mais forte, leve e aerodinâmico, deixando de quebra o visual da bike muito bonito.

Cockpit Creston IC SL

Construído em uma peça única de fibra de carbono, este cockpit equipa os modelos mais avançados da linha Addict RC 2020. Nele, todos os cabos passam por dentro de guidão, mesa e headtube, criando um visual totalmente limpo para a bike. Uma informação importante é que, por serem cilíndricos, os conduítes são bastante ineficientes para cortar o ar. Portanto, mantê-los escondidos faz total sentido.

Foto 73707
Novo sistema de cabos integrados
Foto 73709
Integração com GPS

O novo modelo ainda promete ser mais leve e 26% mais rígido em sprints, ao mesmo tempo em que a flexibilidade vertical foi aumentada em 27%, criando um conjunto que consegue ser mais rápido e confortável do que a versão anterior. O Creston iC SL tem peso um peso divulgado de apenas 295g, um número impressionantemente baixo.

Foto 73708
Guidão com tubos ovais

Um dos segredos para a evolução do conjunto é, segundo a Scott, a transição em V entre a mesa e o guidão. Além de criar um desenho ergonômico, o formato elimina curvas acentuadas, permitindo um perfeito alinhamento entre as fibras que vão desde o guidão até a mesa. Outro detalhe que chama a atenção é o formato oval dos tubos do guidão, um conceito criado em parceria com a GebioMized - empresa alemã que estuda a biomecânica no ciclismo há mais de 10 anos - que promete melhorar ainda mais a ergonomia.

Guidão Creston IC 1.5 com mesa Syncros RR iC

Nos modelos menos avançados da linha Addcit RC, a Scott apostou na utilização de um cockpit que também mantém o cabeamento totalmente interno e ainda possui a grande vantagem de permitir a troca da mesa sem a necessidade de soltar os cabos ou sangrar os freios - uma opção que certamente facilita na hora da manutenção e do bike fit.

Foto 73697
Creston IC 1.5 com mesa Syncros RR iC

Assim como acontece no Creston IC SL, detalhes como a tampa magnética escondem todos os parafusos da mesa, criando um visual limpo e bem resolvido. Outro detalhe é que ambos os sistemas possuem espaçadores que permitem o ajuste de altura - eles devem ficar sempre abaixo da mesa.

Foto 73699
Trocar mesa sem sangrar freios

Sistema com Design Excêntrico

O "coração" dos novos cockpits integrados está na caixa de direção. O Sistema com Design Excêntrico recentemente patenteado pela Scott move o eixo de rotação do rolamento superior da caixa de direção 3mm para trás em relação ao inferior, fazendo com que o garfo fique levemente inclinado dentro do headtube. Esta medida combinada à uma espiga de 1 1/4 " em um rolamento superior de 1.5” permite a passagem de cabos para sistemas mecânicos, eletrônicos e cabos hidráulicos de forma muito eficiente, sem interferir na condução da bike.

Foto 73700
Sistema com Design Excêntrico

Aerodinâmica do cockpit para trás

Atualmente, mesmo as bikes leves voltadas para as montanhas precisam apresentar boas características aerodinâmicas. Por isso, além de melhorar a penetração no ar da Addict RC com os novos cockpits integrados, a Scott também aplicou nas áreas mais sensíveis do quadro o formato de tubos F01, mais uma patente exclusiva do fabricante.

Com isso, garfo, tubo de caixa, tubo superior, tubo inferior, tubo do selim, canote e seat-stays tiveram seus formatos aprimorados para cortar o ar, contando inclusive com o rebaixamento do stay superior - algo que é tendência de mercado.

Tubos ocos e gancheira "em sanduíche" - Menor peso e maior rigidez

Mesmo sendo feita com tubos, uma bicicleta ainda possui algumas regiões que não são ocas, o que sempre acaba acrescentando um pouco de peso. No caso da nova linha Addcit RC, a Scott criou um desenho totalmente oco, sem nenhuma parte metálica, com tubos que se estendem até a parte final do triângulo traseiro - esta parte da bike ainda conta com um novo sistema de gancheiras integradas "em sanduíche", compatíveis com eixos passantes.

Foto 73703
Quadro totalmente oco

O conceito de redução de peso está presente em todas as peças que formam o quadro. Segundo a Scott, todas as camadas de diferentes fibras de carbono foram revisadas, com alterações inclusive no processo de produção do quadro, que agora resulta em um menor número de emendas e, por consequência, economiza alguns gramas e aumenta a rigidez. Apesar de tudo isso estar "escondido" abaixo da pintura, esta atenção aos detalhes pode ser vista de perto na nova abraçadeira de selim. Com um projeto "carbon friendly", ela pesa míseros 12 gramas e sustenta um canote de apenas 142 gramas.

Foto 73714
Dropout em sanduíche
Foto 73716
Abraçadeira do canote

Outro ponto importante é que, na parte inferior da bike, mais precisamente no tubo inferior, movimento central e chainstay, a Scott apostou no conceito de criar uma coluna de sustentação para a bike. Além disso, a região da caixa de direção foi reforçada para suportar melhor os rigores de um sprint. Com estas alterações, o fabricante afirma ter aumentando a eficiência de transferência de potência, criando um pacote ainda mais rígido do que a versão anterior - a diferença foi imediatamente comentada por Adam Yates, ciclista profissional da Mitchelton-Scott.

Foto 73705
Zona rígida

Sem perder o conforto

Criada para ser a arma escolhida por atletas de alto nível, inclusive em grandes voltas, a nova Addict RC 2020, que já estreou vencendo etapas do Tour de France deste ano, precisava, obviamente, manter uma boa dose de conforto. Para isso, a parte superior do quadro foi criada para ser uma zona de absorção, onde diversas medidas foram tomadas para aumentar o conforto (compliance) do tubo de selim e do canote, reduzindo o desgaste dos atletas em pedaladas longas.

Foto 73706
Zona de conforto

Os seatstays mais baixos, por exemplo, permitem que o seat tube e o canote movam-se mais, algo que ainda é facilitado pela construção especial da região da abraçadeira - e de quebra, o canote ainda ganhou um formato em D que permite mais flexibilidade. Fechando o pacote, a bike passa a ser compatível com pneus 28mm, com a geometria sendo levemente modificada para acomodar esta alteração sem prejudicar a agilidade da bike.

A linha

A linha Addict RC 2020 possui 10 modelos ao todo, com diferentes configurações de quadro e componentes. Com exceção do uso do carbono HMX SL no modelo mais avançado, todas apostam exatamente nas mesmas tecnologias e possuem a mesma geometria. O topo de gama é a Ultimate, bike que vem equipada com grupo SRAM RED eTap AXS, rodas Zipp 202 NSW Disc, tem peso divulgado em 6.9kg e quadro em carbono HMX SL. A linha segue simplificando os componentes até chegar na Scott Addict RC 30, que vem equipada com grupo Shimano Ultegra R8000, rodas Syncros RP2.0 Disc, tendo peso divulgado em 7.9kg.

Vídeo de apresentação



Mais informações no site da Scott.
Confira a linha completa Scott Addict RC 2020.


Comentários



Relacionados