home

Scott 2015 - Solace e Solace Disc em detalhes


4 AGO, 2014     Pedro Cury    
     


A Solace é uma bike que a Scott projetou para ser confortável, mas sem perder muita performance. Não é uma bike para ganhar corridas, mas sim uma bike equilibrada, para oferecer conforto em pedais longos e não comprometer a transferência de energia da pedalada. Para isso, o quadro foi projetado com duas zonas de construção.

imagem

Zona de Conforto

A Scott mapeou a área do quadro que é responsável pela sensação de conforto, que é a interseção dos tubos de selim, tubo superior e seatstays. Foram analisadas então diversas opções de formatos dos tubos, orientação e densidade das fibras e como seria a junção dos seatstays. A solução foi fazer então a junção desses tubos diretamente com o tubo superior, melhorando assim o conforto e sem comprometer a rigidez rotacional do headtube. Além disso, foi deixado de fora propositalmente o arco que une os seatstays onde se montava os freios anteriormente, para não comprometer a flexão dos tubos.

No tamanho 54, a Solace é 42% mais confortável que a o modelo CR1



Zona de Força

Focar o desenvolvimento apenas no conforto comprometeria demais a transferencia de energia do piloto pra bike. Então, simultaneamente ao conforto também foi analisada e mapeada uma área de transferência de força que inclui a junção do tubos que chegam ao movimento central e também o head tube (que é cônico com maior diâmetro 1.1/8" e menor 1.1/4"). O tubo inferior é mais largo, a área do movimento central é bem maior (e usa o padrão BB86 press fit) e tanto os seatstays quanto os chainstays são assimétricos.

No tamanho 54, a Solace tem a área do movimento central 17% mais rígida que a o modelo CR1



Size Especific Construction

Toda a tecnologia de construção de tubos com diferentes camadas e orientações de carbono para melhor conforto e rigidez, não faria sentido se não fosse levado em consideração os diferentes tamanhos. Um quadro que vai ser usado por um ciclista menor e mais leve deve ter uma construção diferente do que um quadro grande. Sendo assim, a Solace terá 7 tamanhos diferentes e a Solace Contessa (modelo feminino) terá 5 opções. Cada um dos tamanhos tem uma construção diferente dos tubos, tanto na dimensão quanto na organização das fibras.

Confort Geometry

Além da construção do quadro em termos de materiais e formatos, a geometria também tem uma parcela importante no conforto final da bike. A Solace tem a frente (headtube) 2.5cm mais alto que a da Addict, deixando o piloto numa posição menos inclinada, evitando dores na lombar e pescoço em pedaladas de muitas horas.

Nos modelos femininos, a geometria também é diferente para compensar as diferenças corporais da mulher. O tubo superior é 10mm mais curto e o headtube 10mm mais alto.

Espaçamento dos eixos

O eixo traseiro terá espaçamento 142mm x 12mm e o dianteiro 100mm x 15mm, ambos com eixo passante (thru-axle) ao invés do quick release. Esses padrões já foram testados e são usados há alguns anos no mountain biking.

É possível então adaptar uma roda 29" de mountain biking na bike ? Sim, porém, será preciso usar um eixo de estrada, pois a rosca do eixo é diferente. Não existe muitos motivos para esse tipo de adaptação, já que rodas de estrada são mais leves, mas a informação pode ser útil em alguma situação emergencial.

O quadro disc, na versão HMF, pesa apenas 40g a mais que o quadro com freios tradicionais



Internal Cable Routing

O quadro terá cabeamento interno compatível com sistemas de marcha mecânico ou eletrônico e também para freio a disco.

Freios a Disco

Assim como aconteceu com o mountain biking, ainda estamos em uma fase de transição entre o freios de aro e os freios a disco nas bikes de estrada. Muita gente ainda fica desconfiada e acha que é "besteira" ou que o sistema traz um peso desnecessário. O sistema é mais pesado que o tradicional ? Sim, mas muito pouco: a bike completa com disco pesa apenas 250g a mais. A vantagem da frenagem com disco é indiscutível, mais precisa, mais macia e mais segura, especialmente na chuva.

Os freios usam um dos padrões mais recentes de mountain biking: post mount. Freios de MTB podem ser usados, apenas o rotor que precisa ser 140mm ou 160mm.

Thru-Axle de 15mm no garfo

Porque usar um eixo passante (thru-axle) de 15mm no garfo ao invés de manter o padrão atual de eixo quick-release de 9mm ?

imagem
O garfo da Solace Disc usa eixo passante de 15mm igual das mountain bikes

Não, essa não foi uma decisão comercial para vender novos garfos e rodas. Na verdade esse padrão já existe e é muito bem sucedido há alguns anos em mountain bikes.

Os freios de caliper (ferradura) são montados na parte de cima do garfo, que é uma área naturalmente mais reforçada e além disso, as forças resultantes da frenagem são simétricas. Os freios a disco são montados na parte de baixo do garfo e as força resultante da frenagem acontece apenas de um lado. Essa área de baixo é crítica para absorver as vibrações do terreno, então reforçar essa parte para poder equilibrar a força de frenagem do disco, comprometeria o conforto. Usando o novo eixo, foi possível manter o mesmo conforto do sistema tradicional e ainda assim um peso menor do que a opção de reforçar o garfo com o sistema tradicional. O novo garfo, na versão HMF, pesa apenas 10g a mais que o anterior.

Além disso, o eixo passante, tanto no garfo quanto no quadro, é mais seguro, mais resistente, mais rígido, evita problemas de alinhamento das rodas e dos rotores e também evita que se aperte o eixo menos ou mais que o necessário, como acontece com o eixo quick releases.

Para completar, o garfo usa a tecnologia SDS da própria Scott, que serve para minimizar as vibrações da estrada.

imagem


Fotos (11)

foto 0 -  Mais Fotos

Comentários



Relacionados