MENU

Raiza Goulão vence prova no Chile e soma mais pontos para os Jogos Olímpicos

Em busca de uma vaga na Rio 2016, Raiza Goulão (Specialized Racing BR) triunfou na Copa Chile Internacional, em Curico, e somou mais 30 pontos nos rankings olímpico e mundial. A goiana repetiu na Copa Chile Internacional o mesmo duelo de uma semana atrás, na Copa Lippi, em Santiago, contra a norte-americana Mary McConneloug. Outra vez, vitória da ciclista brasileira, completando a prova em 1h48min31, pouco mais de dois minutos à frente da rival.

imagem
Raiza Goulão no Chile. Foto: Divulgação


"Mais uma meta atingida neste domingo (20), em Curico. Estou sem palavras para descrever a felicidade que estou sentindo. Em cinco provas na temporada, conquistei a vitória em quatro delas", comemorou Raiza. O circuito da competição chilena contava com quatro quilômetros por volta, contendo trechos com curvas desniveladas, subidas curtas, porém intensas, e terreno com muito pó e terra solta.

"Foram seis voltas para as mulheres. Apesar da largada às 12h30, o clima era bem ameno, o que nos ajudou. Ciente de que seria uma prova longa, decidi me poupar e manter um ritmo para chegar inteira no final. Nas três primeiras voltas estava junto com a Mary McConneloug, dos Estados Unidos, porém, consegui abri uma boa diferença nas voltas seguintes", relatou a ciclista de Pirenópolis.

Isabella Lacerda busca pontos em Portugal

Principal concorrente de Raiza Goulão na busca pela vaga olímpica, a mineira Isabella Lacerda competiu em Marrazes a segunda etapa da Taça Portugal. Em disputa com dobradinha polonesa, vencida por Monika Zur e com Aleksandra Dawidowicz em segundo lugar, a brasileira completou na sétima colocação, em 1h41min36.

imagem
Isabella Lacerda em Portugal. Foto: Divulgação


"O nível estava muito alto como em qualquer prova aqui na Europa. Conseguir fazer uma corrida sem nenhum imprevisto, que mesmo em situações tão extremas, é fundamental para um bom resultado", contou Isabella. "Meu grupo Shimano XTR Di2 funcionou da melhor forma possível, mesmo com tanta lama na pista, e mostrou porque é o melhor equipamento do mundo", concluiu a ciclista, que somou 16 pontos nos rankings UCI (União Ciclística Internacional).


Relacionados

Comentários



Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.