home

Projeto Viva Rio Pinheiros tem passeio neste domingo


5 DEZ, 2014     Péricles    



Passeio de bike na ciclovia do rio Pinheiros realizado desde 2011 com o objetivo de alertar para a importância da despoluição do rio, o Pedal das Capivaras, em sua 4ª edição neste ano, ganhou o apoio de ações que reforçam a importância de conscientizar população e governantes para a recuperação do afluente paulista. Entre diversos projetos com mesmo intuito está o Viva Rio Pinheiros, do Coletivo CafenaRua, com a ocupação permanente das margens da ciclovia, com grafite e passeios mensais.

imagem

Neste domingo (7) será realizado o lançamento do Viva Rio Pinheiros, com um passeio de bicicleta para visitar o rio e a exposição, com a primeira intervenção nos muros da Estação Pinheiros da CPTM e na entrada da ciclovia pela ponte Cidade Universitária. O início do passeio será às 10h, na Praça Panamericana, e no fim um piquenique encerrará a atividade no Parque do Povo, no Itaim Bibi.

"O projeto surgiu com a ideia de resgatar nosso rio e transformá-lo de novo em um lugar para pessoas. Em parceria com a revista Superinteressante, vamos começar instalando na ciclovia uma grande linha do tempo que conta a história do rio Pinheiros e por meio do passado sonhar com um futuro melhor para ele e para nós. Assim, pouco a pouco, nos aproximamos do rio e começamos a modificar seu (e nosso) destino", destaca Carolina Ferrés, uma das organizadoras do projeto. "Convidamos todos a participarem. Não se esqueçam de trazer sua canga e seu almoço, para o piquenique no fim", completa.

A etapa é só o começo de um processo de ocupação contínua das margens do rio Pinheiros, que terá continuidade em 2015. A ciclovia inaugurada em 2010 abriu uma possibilidade de interação com o rio, que havia sido isolado desde o processo de retificação e posterior inauguração das avenidas marginais. "Agora queremos transformar as margens com arte, informação, cultura e verde. Voltar a reverenciar aqueles que foram os responsáveis pelo nascimento das cidades e fonte de vida para todos nós. E começar a sonhar com um rio limpo de novo", deseja Carol.

imagem

"Nós mapeamos oito pontos de intervenções na ciclovia da Marginal Pinheiros, desde a ponte do Jaguaré até a Vila Olímpia, e vamos fazer intervenções gráficas, trazendo arte e conteúdo, começando por uma grande linha do tempo. Vamos transformar a ciclovia numa galeria a céu aberto", explica a organizadora.

Crowdfunding viabiliza o projeto - Surgido em 2006, o crowdfunding, ou financiamento coletivo, consiste em obter capital para iniciativas coletivas por meio da agregação de múltiplas fontes de financiamento, com recursos, geralmente, de pessoas físicas interessadas na iniciativa. Com meta de arrecadar 13 mil reais para sua realização por meio do crowdfunding, o Viva Rio Pinheiros superou o valor em quase 30% do que era esperado até o momento.

Os interessados em participar têm tipos de recompensas em caso de doação, com o valor mínimo de R$ 25,00. A partir deste valor, quem participa tem o nome nos agradecimentos no lambe-lambe, pôsteres artísticos de tamanhos variados, que será colado no muro da Estação Pinheiros. Para valores superiores a 40 reais, além do nome nos agradecimentos da Estação, o participante ganha um lambe-lambe a ser retirado na nova sede da Choque Cultural no centro de SP. Os valores vão subindo, entre 60, 120 e a partir de 240, com Kit passeio (camiseta + almoço no parque + roda de conversa) para todos e outros brindes de acordo com o valor.

O projeto conta com o apoio da revista Superinteressante, das empresas Salus Serviços de Inteligência, Urban Arts e Liv e foi parcialmente financiado por um processo de crowdfunding (financiamento coletivo) por meio da plataforma Partio.

Mais informações sobre o Viva Rio Pinheiros: Viva Rio Pinheiros
Contato: cafe@cafenarua.org


Comentários



Relacionados