MENU

Produção de bicicletas deve crescer 7,3% em 2020

Em 2019, as fabricantes de Manaus produziram quase 1 milhão de bicicletas com o mesmo nível de qualidade das marcas globais

     

As fabricantes de bicicletas instaladas no Polo Industrial de Manaus (PIM) fecharam 2019 com 919.924 unidades produzidas, de acordo com os dados divulgados pela Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares – Abraciclo. Esse resultado é 18,9% maior do que o volume registrado em 2018, que foi de 773.641 unidades.


Para 2020, a Abraciclo prevê um volume ainda maior. As fabricantes do PIM estimam que serão produzidas 987.000 unidades, representando um crescimento de 7,3% frente ao volume de 2019.

Para Cyro Gazola, vice-presidente do segmento de Bicicletas da Abraciclo, os investimentos em tecnologia e a oferta de produtos de maior valor agregado deverão alavancar ainda mais os negócios com bicicletas. “Os produtos nacionais contam com o mesmo nível de qualidade das marcas globais, porém a preços mais acessíveis, o que vem atraindo cada vez mais os consumidores. Isso se deve ao contínuo investimento que as fabricantes têm feito em tecnologia e modernização”, explica.

O executivo acredita também que o aquecimento da economia, causado pela baixa das taxas de juros e a queda da inadimplência dos consumidores, tem estimulado a compra de bicicletas. “Além disso, vimos nos últimos anos um forte incentivo ao uso da bicicleta como um meio de locomoção e não somente como lazer. Isso se reflete no aquecimento e populariza o uso da bike”, enfatiza Gazola.


PRODUÇÃO EM DEZEMBRO

Segundo dados da Abraciclo, a fabricação de bicicletas em dezembro de 2019 foi de 20.747 unidades, recuo de 5,1% quando comparado ao mesmo mês de 2018 (21.857) e queda de 73,8% na comparação com novembro de 2019 (79.137). O mês de dezembro, no entanto, é utilizado pelas fábricas de Manaus para férias coletivas e serviços de manutenção e instalação de novos equipamentos nas unidades fabris.

Esse resultado não afetou os números totais do setor e o Polo Industrial de Manaus mantém sua posição como o maior centro fabricante de bicicletas entre todos os países do Ocidente, ficando atrás apenas da concentração fabril do Sudeste Asiático.


RESULTADOS POR CATEGORIA

No acumulado de 2019, a categoria de bicicleta mais produzida em 2019 foi a Mountain Bike (MTB) com 436.795 unidades e 47,5% de participação. Na sequência vieram a Urbana/Lazer (337.849 unidades e 36,7%), Infanto-Juvenil (133.220 unidades e 14,5%), Estrada (9.102 unidades e 1%) e Elétrica (2.958 unidades e 0,3%).

Apenas em dezembro, a categoria MTB ficou em primeiro lugar no ranking, com 11.423 unidades, o que representou recuo de 16,7% na comparação com o mesmo mês de 2018 (13.711 unidades) e de 75,3% na comparação com novembro de 2019 (46.291 unidades).

Em segundo lugar ficou a categoria Urbana/Lazer, com 7.614 bicicletas. Esse volume foi 0,5% inferior ao registrado em dezembro de 2018 (7.653 unidades) e 62,4% menor ante as 20.225 unidades fabricadas em novembro de 2019.

Na sequência, apareceu a categoria Infanto-Juvenil com 911 unidades, o que representou um aumento de 5.973,3% na comparação com as 15 unidades que saíram das linhas de montagem do PIM em dezembro de 2018. Na comparação com novembro de 2019 (11.468 unidades), foi registrada queda de 92,1%.

Em seguida, veio a categoria Estrada com 547 unidades produzidas, o que representou aumento de 14,4% na comparação com dezembro (478 unidades) de 2018 e queda de 42,7% em relação às 955 unidades fabricadas em novembro do ano passado.

A produção da categoria Elétrica, que passou a ser incluída no levantamento da Abraciclo em 2019, somou 252 unidades, correspondendo a um aumento de 27,3% em relação a novembro (198 unidades).

     


Comentários