home

Produção de Bicicletas cresce 10% nos primeiros cinco meses do ano

Para a Abraciclo, entidade das fabricantes, este crescimento comprova a tendência de expansão projetada para 2018, que pode ser revista para cima


13 JUN, 2018     Gustavo Figueiredo     1    



As fábricas de bicicletas instaladas no Polo Industrial de Manaus (PIM) produziram de janeiro a maio do presente ano um total de 281.089 unidades, correspondendo a uma expansão de 10% sobre as 255.567 unidades fabricadas no mesmo período de 2017, conforme dados divulgados pela Abraciclo, Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares.

Foto 68225
   Pedro Cury

Para João Ludgero, vice-presidente do Segmento de Bicicletas da entidade, este crescimento comprova a tendência de expansão projetada para o segmento neste ano. A expectativa inicial era de uma alta de 9% na produção total de 2018, atingindo 727 mil unidades, em comparação com o volume fabricado no ano passado, que havia ficado em 667.363 unidades.

“Apesar do cenário econômico e político instáveis, há um sólido crescimento na primeira metade do ano. Acreditamos em crescimento de um ou até dois dígitos para o ano e, portanto, pretendemos avaliar as projeções no início do segundo semestre. A procura por bicicletas de alto valor agregado, que correspondem em grande parte à produção atual de Manaus, está impulsionando positivamente o mercado”, comenta João Ludgero.

Ainda segundo dados da Abraciclo, os volumes de bicicletas produzidas no PIM foram distribuídos para a comercialização, nos primeiros cinco meses do ano, nas seguintes regiões do País: Sudeste, com 50% das unidades; Sul, 24,3%; Nordeste, 13,3%; Centro-Oeste, 7,5%; e Norte, com 4,9%.

Desempenho Mensal e Categorias

Somente em maio foram produzidas 61.020 bicicletas no PIM, o que representa uma alta de 1,4% sobre o mesmo mês do ano passado (60.195 unidades). Já na comparação com abril do presente ano (61.370 unidades) houve praticamente uma estabilidade, considerando-se que ocorreu uma variação negativa de apenas 0,6%.

Os dados divulgados pela entidade mostram também que em maio foram produzidas 34.392 bicicletas da categoria Urbana, correspondendo a uma retração de 2,3% sobre abril (35.199 unidades). Mountain Bike, MTB, contou com 26.170 unidades, aumento de 2,8% na comparação com o mês anterior (25.466 unidades). Por último, a categoria Estrada, totalizou 458 unidades, significando uma queda de 35% sobre abril (705 unidades).

Em participação, a Urbana aparece no topo do ranking, com 56,4%, seguida de MTB, com 42,9%, e Estrada, com 0,8%. Vale destacar que o segmento MTB vem crescendo principalmente porque é um tipo de bicicleta muito utilizada para o uso urbano, apesar da sua aplicação clássica como veículo off-road.


Comentários

  • avatar

    Flavio Martins   

    Flavio Martins   

    Foda pensar que no Peru vc pode entrar com uma bike por ano legalmente sem pagar imposto algum e que as bikes e peças importadas pagam em torno de 15% de imposto. Ver que pagamos 50% de imposto no Brasil e que todo o dinheiro do imposto vai para o bolso do político corrupto ladrão. Pior ainda ver o governo reduzindo imposto da cachaça droga legalizada que afunda o Brasil com seus alcoólatras que passam o dia abraçados na garrafa de cachaça.
    4 mes(es) atrás - Denunciar




  • Relacionados