home

Primeiras Impressões - Trek Madone SLR Disc 2019


6 JUL, 2018     Pedro Cury    
     


A convite da Trek, tivemos a chance de ir aos Estados Unidos conhecer como aconteceu o processo de desenvolvimento da nova Madone 2019. Ficamos bem impressionados em conhecer como funciona a sede da Trek em Waterloo e você vai conhecer nossa experiência por lá em breve.

Foto 68660
   Jeff Kennel

Ficha Técnica

Quadro: Trek Madone 2019 - IsoSpeed - H1.5 - OCLV 700
Rodas: Aeolus XXX 6 TLR
Freios: Dura Ace 9100 hidráulicos - Rotores IceTech 160mm
Transmissão: Dura Ace 9170 Di2
Canote: Trek
Guidão: Integrado Trek
Mesa: Integrada Trek

Desenvolvimento

Ficou claro para nós que a marca leva a sério o refinamento e desenvolvimento dos seus produtos, uma vez que possuem em solo americano muito maquinário que outras marcas têm apenas na Ásia.

Assim como jornalistas de outros países, fomos muito bem recebidos por toda equipe e tivemos a chance de conversar com os projetistas, designers e engenheiros envolvidos em diferentes partes do projeto. Até as bikes que pedalamos tinham nosso nome e nosso fit!

Um dos processos muito interessantes que vimos foi a discussão de ideias para refinamentos da Madone anterior, onde os diversos envolvidos colaram papéis com suas sugestões / reclamações. Ao longo do tempo, a bike estava coberta com os papéis.

Foto 68670


Primeiras Impressões - Pedalando a Madone SLR Disc

Para realizar este teste, pedalamos por cerca de 70 km a versão com freios a disco da Madone SLR, equipada com grupo Shimano Dura Ace Di2.

O percurso foi predominantemente plano, mas com algumas subidas curtas, acumulando perto de mil metros. O asfalto predominantemente bom, mas com alguns trechos com rachaduras no asfalto e um ou outro trecho com um pouco de areia.

O IsoSpeed realmente funciona!

Nossa maior curiosidade era se o ajuste de conforto do IsoSpeed era realmente perceptível ou apenas um dado comprovável em computador. Para nossa alegria, o sistema excedeu às expectativas. Usando na posição mais flexível é notável a sensação de conforto e em nenhum momento tivemos uma sensação ruim de muito movimento, balanço indesejado ou algo do tipo.

Foto 68668

Já ajustando para o outro extremo, mais rígido, realmente sentimos mais impactos do solo. Na verdade, como a Trek diz que não existe qualquer perda na transferência de força para a transmissão, não sabemos porque alguém usaria em outra posição se não a mais confortável. Segundo eles, alguns profissionais preferem a bicicleta mais dura.

Comprovando a simplicidade de uso, o ajuste foi feito durante o rolé, em um momento de descanso, usando somente um canivete allen e em menos de 2 minutos! Veja o vídeo.

Vídeo - Ajustando o novo IsoSpeed da Trek Madone SLR 2019



Freios a disco, a nossa preferência

Tendo acompanhado a evolução de freios de aro para disco no mountain biking, não conseguimos entender tanta resistência com essa última tecnologia. Por isso, embora a Madone possua a versão com freios convencionais, nós andamos na versão com discos.

Foto 68669

Como esperado, os freios Dura Ace da Madone possuem modulação, isto é, você consegue regular perfeitamente o quanto quer frear sem precisar travar as rodas. Não houve problema de feedback das manetes, mesmo com descidas bem rápidas que terminavam em cruzamentos e exigiam frenagens mais enérgicas.Com uma velocidade máxima atingida de 77.4km/h e alguns trechos com pista suja de areia, os freios a disco caíram muito bem no nosso rolé.

Fit e sensação geral

Antes de sair, todos os jornalistas tiveram a chance de fazer um micro ajuste na bike, com ajuda de um profissional de bike fit da própria Trek e análises em tempo real de posicionamento.

Claro que é preciso andar por muito mais quilômetros e dias seguidos para ter uma conclusão definitiva, mas a primeira impressão de encaixe foi ótima, sem qualquer incômodo, com uma sensação de estar aproveitando bem a força dos pedais e sem qualquer incômodo no dia seguinte.

Conclusão

A Madone é uma bike aero diferente das outras, principalmente por conta do IsoSpeed. O equipamento permite a criação de um pacote que carrega todas as vantagens de um desenho aerodinâmico sem uma das maiores desvantagens deste tipo de bike - o desconforto.

Foto 68663
   Jeff Kennel
Foto 68662
   Jeff Kennel

Embora não seja super leve, assim como outras bikes aero, a Trek fez um bom trabalho de redução de peso, com a rigidez e a geometria da SLR entregando um bom comportamento durante o teste - ponto positivo para os freios a disco, capazes de parar a bike com muita precisão.

As novas Trek Madone SLR 6 Disc estarão disponíveis no Brasil a partir de julho e as SLR 9 Disc a partir de Setembro.

Para mais informações, acesse o site oficial da Trek.


Comentários



Relacionados