home

Prefeitura de Belém convoca ciclistas para participar de encontro


21 JAN, 2014     Péricles    



A prefeitura de Belém convida os ciclistas da região metropolitana para discutir os projetos que visam valorizar e estimular o ciclismo na capital paraense. Na reunião, marcada para a próxima terça-feira (21), às 17h, serão debatidas ainda as mudanças no trânsito, que criaram novas rotas de acesso e saída da cidade.

O encontro será na sede da Superintendência de Mobilidade Urbana. A partir das próximas semanas, com a conclusão do Complexo Viário do Entroncamento, Belém vai ganhar três novos quilômetros de ciclofaixas, que deixará a cidade com 68 quilômetros de faixas exclusivas para circulação de bicicletas.

imagem
(Foto: Paula Sampaio/ O Liberal)

"É uma atividade segura, não poluente e saudável. Há espaço para todos, e um precisa respeitar os limites do outro, principalmente quando o que se está em jogo é a segurança. Trabalhamos para que haja uma conscientização de todos, no sentido de incentivarmos a prática do ciclismo", destaca o prefeito Zenaldo Coutinho.

Segundo a prefeitura de Belém, os três quilômetros de ciclofaixa do entorno do Entroncamento são mais um passo rumo ao projeto de interligação cicloviária da capital, iniciado em janeiro do ano passado, com a criação do projeto Pedala Belém. As ações da iniciativa reúne dezenas de ciclistas em passeios pela cidade.

"Em Belém, o que se fazia antes eram pedaços de ciclofaixas sem comunicação entre si. O projeto da Mundurucus é de interligá-la com a ciclofaixa da João Paulo II, o que será uma nova rota de saída de Belém rumo à BR-316 ou, no caso de quem dobrar na José Bonifácio, interligá-la com a Duque de Caxias, que receberá ciclofaixas que poderão, por sua vez, ser interligadas à da Almirante Barroso ou à da Júlio César, ou seja, mais opções de entrada e saída da cidade", detalha Maisa Tobias, superintendente da Semob.

Ainda de acordo com Maisa, o trabalho desenvolvido na Mundurucus, e tomado como exemplar pelos movimentos ciclísticos, servirá de modelo para outras ciclofaixas, tanto no quesito sinalização, quanto no trabalho de conscientização quanto à importância do respeito à área destinada à ciclovia.

Segundo a Semob, com o BRT, a intenção é integrar as duas modalidades de transporte, individual e coletivo. "Nos terminais haverá bicicletários e a intenção é que o cidadão use sua bicicleta para acessar o sistema BRT para longas distâncias, chegando mais rápido e de forma confortável até seu destino", antecipa Maisa Tobias.

Novas rotas

Com a abertura dos elevados do Entroncamento, os ciclistas que pretendem entrar e sair de Belém ganharam novas rotas de ciclofaixa pela Tavares Bastos e Pedro Álvares Cabral até a entrada da Augusto Montenegro, que somam 1,8 quilômetros, e mais 1,2 quilômetros pela Almirante Barroso até a BR-316 também a partir da Tavares Bastos.

Fonte: G1


Comentários



Relacionados