MENU

Por pena mais branda, Froome estaria pronto para admitir abuso de Salbutamol

Segundo uma reportagem publicada pelo jornal italiano Corriere della Sera, Chris Froome estaria pronto para admitir ter tomado uma dose excessiva de Salbutamol antes do exame em que foi flagrado com o dobro da concentração permitida do medicamento em sua urina na Última Vuelta a Espana.

Chris Froome © Unipublic/Photogomez Sport
Chris Froome © Unipublic/Photogomez Sport

Segundo o jornal, o atleta teria entendido que "perdeu a guerra e estava pronto para assinar um armistício honroso". Com isso, sua pena seria entre seis e nove meses contando a partir de 7 de setembro, dia do exame. Isso custaria a Froome o título da Vuelta e a medalha de prata no mundial de contra-relógio 2017, mas abriria espaço para ele largar no Giro ou Tour deste ano.

Caso prossiga com sua defesa, teoricamente baseada em uma falha momentânea em seus rins, o ciclista enfrentaria uma pena muito maior, podendo chegar a até 24 meses - praticamente significando a aposentadoria do atleta.

Ainda segundo o jornal, a defesa de Froome teria poucas chances de dar certo, e que a ideia de admitir a culpa teria vindo da esposa do ciclista. Inclusive, o líder da Sky já teria contratado um negociador particular para intermediar a discussão. Vale lembrar que Diego Ulissi, flagrado em um caso parecido com o de Froome em 2015, negociou uma pena de nove meses.

Todavia, Froome negou a história. "Vi uma reportagem esta manhã no Corriere della Sera e é completamente falso", disse o atleta em sua conta do Twitter. A Sky também teria negado a possibilidade, afirmando que a defesa do atleta será mantida.

Como o Salbutamol não é uma substância proibida, Froome não foi suspenso automaticamente nem pela UCI e nem por sua equipe. Os rumores dizem que o atleta deve correr sua primeira prova da temporada entre os dias 14 e 19 de fevereiro, na espanhola Ruta del Sol.


Relacionados

Comentários

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.