home

''Podíamos ter passado sem essa'', afirma Bardet sobre caso Froome


18 DEZ, 2017     Gustavo Figueiredo     1    
     


O caso de Chris Froome, flagrado na semana passada com o dobro da quantidade permitida de Salbutamol em seu organismo, não para de repercutir. Agora foi a vez de Romain Bardet (Ag2r-La Mondiale), terceiro colocado no último Tour de France, afirmar que o caso do britânico prejudica a imagem de todo o esporte.

Foto 66158
   ASO / Divulgação

"Não são boas notícias para o ciclismo. Todos acabam prejudicados por coisa assim, e a credibilidade do ciclismo em primeiro lugar. Nós realmente podíamos ter passado sem essa e não é algo que ninguém vai comemorar. Vamos torcer para que uma investigação clarifique os fatos para não restar dúvidas do que aconteceu", explicou o atleta.

Depois do flagra, Froome e a Sky devem fornecer para a UCI uma explicação para os níveis elevados de Salbutamol na urina do atleta. Vale lembrar que trata-se de um medicamento de uso permitido e que não precisa de receita ou liberação médica para ser consumido. Porém, a WADA estabelece um limite para a quantidade que pode ser utilizada.

No fim da última Vuelta, quando foi realizado o exame que flagrou Froome, o ciclista afirmou ter sentido uma piora no seu quadro de asma, por isso teria aumentado a dosagem dentro do limite, seguindo ordens médicas.


Comentários

  • avatar

    Evandro Medeiros   

    Evandro Medeiros   

    Ja desconfiava a muito tempo.
    Eu tive a oportunidade de ver esse momento unico que nunca tinha visto antes. Ele no meio do pelotão escondido e inalando sua bomba. Por que não comunicou para a organização sobre o uso do medicamento.
    Se a imagem não mostrasse, passaria batido. A mentira tem rabo curto.

    2 ano(s) atrás - Denunciar




  • Relacionados