home

Pedal das Capivaras 2018 - Evento conscientiza jovens sobre impactos da poluição em rios e mares

Sétima edição do evento foi realizada neste domingo (9) no Clube da Comunidade (CDC) Arena Radical, em São Paulo


11 DEZ, 2018     Gustavo Figueiredo    
     


O Pedal das Capivaras, movimento organizado pela Shimano para chamar atenção para a despoluição do Rio Pinheiros, chegou a sua sétima edição em 2018, ano em que teve uma abordagem diferente em relação às outras temporadas. Na manhã deste domingo (9), crianças e adolescentes da comunidade do Coliseu, no bairro da Vila Olímpia, em São Paulo (SP), foram convidadas para visitar o Clube da Comunidade (CDC) Arena Radical, onde foi passado a eles a mensagem de que o lixo que é jogado nas ruas acaba poluindo rios e mares, e também sobre como até a bicicleta pode ajudar na despoluição do planeta.

Foto 70466
   Divulgação

Com a participação dos profissionais das entidades ambientais Seu Lixo Meu, o Legado das Águas e alunos de biologia e oceanografia da USP, além de projetos parceiros dessas entidades, como o Mundo Sem Bituca, as crianças reunidas no Clube da Comunidade Arena Radical, que também fica no bairro da Vila Olímpia, puderam absorver informações de como o plástico descartado nas ruas vai parar nos rios e é levado aos mares, acabando ora dentro do sistema digestivo, ora sufocando animais marinhos como tartarugas, golfinhos, entre vários outros.

Foto 70468
   Divulgação

"Essa interação foi muito importante. Para conseguirmos despoluir o Rio Pinheiros, é necessário uma efetiva mudança nos hábitos da população e, as crianças, são o caminho para essa conscientização a médio prazo", disse João Magalhães, organizador do evento e coordenador de comunicação da Shimano Latin America. "A cada ano que realizamos o Pedal das Capivaras, buscamos formas criativas e eficazes de passar a nossa mensagem, sobre o quão vantajoso seria ter um rio como o Pinheiros despoluído, por exemplo. Ao término das atividades, ficou a sensação de que mais uma vez conseguimos cumprir nosso objetivo, plantando uma sementinha em cada um desses jovens que estiveram conosco", finalizou João Magalhães.

Foto 70469
   Divulgação

O projeto Seu Lixo Meu, em prol de um planeta com menos lixo, foi responsável por conversar mais ativamente com as crianças a respeito do impacto que o descarte incorreto do lixo pode afetar a vida marinha. "Essas crianças são inspiradoras, porque é por meio delas que vamos conseguir fazer alguma diferença no futuro. Um dia eles serão biólogos, engenheiros, e é incrível que essa geração que está vindo, mesmo vivendo em São Paulo e, em teoria, afastados das natureza, têm essa percepção. Até os mais novos, de 4 a 5 anos, sabem desse problema do Rio Pinheiros, com o lixo que vai para lá ou então acaba chegando nos mares. Eles são a nossa energia para continuar o trabalho", enalteceu Marianna Menato, co-fundadora do Projeto Socioambiental Seu Lixo Meu.

Foto 70471
   Divulgação

Representante do Legado das Águas, maior reserva privada de Mata Atlântica do Brasil, localizada na região do Vale do Ribeira, no sul do Estado de São Paulo e com extensão aproximada à cidade de Curitiba (PR), um dos ativos ambientais da Votorantim, Aline Taminato também falou em palestra com as crianças e adolescentes no Pedal das Capivaras. "Acho que tem tudo a ver com Legado das Águas, por tentar trazer para as crianças e público em geral essa sensibilização do quanto importante são as florestas e a Mata Atlântica", afirmou Aline, analista de relacionamento do Legado das Águas.

"Esse papo com a criançada vai de encontro com tudo o que a gente faz, que é trabalhar pela conservação e tentar resgatar isso nas pessoas. Apresentar para elas o que é a Mata Atlântica e o porquê dela ser importante em nossas vidas", acrescentou Aline Taminato. "Trouxemos 50 mudas de árvores para doação e para gente é legal ver as pessoas se interessando pela questão. Perguntei para as crianças quais animais elas conhecem e poucas responderam com aqueles que são típicos da Mata Atlântica. Poder apresentar para elas foi importante e faz parte do nosso trabalho de educação ambiental", conclui Aline.

Foto 70474
   Divulgação

Semana de Despoluição do Rio Pinheiros


O Pedal das Capivaras lança também, a partir desta segunda-feira (10), a “Semana de Despoluição do Rio Pinheiros”, campanha na qual todos os ciclistas são convidados a aderir à causa, postando uma foto de sua pedalada nas mídias sociais com a hashtag #pedaldascapivaras. A empresa Bikxi, serviço de transporte compartilhado que utiliza bicicletas tandem (para 2 pessoas pedalarem), também apoia a iniciativa. "É fundamental essa conscientização da despoluição e limpeza do Rio Pinheiros. Bike, saúde e sustentabilidade tem tudo a ver e por isso nos unimos ao Pedal das Capivaras. Estamos nas ciclovias da Faria Lima e Berrini, locais onde há grande concentração das bicicletas, ou seja, uma ótima alternativa de transporte", disse Danilo Lamy, fundador do Bikxi.

Evento em paralelo


Em paralelo ao Pedal das Capivaras, o Clube da Comunidade Arena Radical sediou o Festival 110 Anos Radicais, em homenagem ao aniversário da imigração japonesa no Brasil. O espaço contou com food park, provas de BMX, além de palestras e apresentações musicais.


Comentários



Relacionados