Paris-Roubaix 2017 - Prova ganha mais quilômetros de paralelepipedos


15 FEV, 2017     Gustavo Figuereido    



A Paris-Roubaix, conhecida como "Inferno do Norte, é a mais dura e importante clássica da temporada. Afinal, com seus trechos de paralelepípedos, ela é conhecida por massacrar o pelotão, criando resultados bastante imprevisíveis.

imagem
Pelotão cruza os paralelos da Paris-Roubaix 2016

Marcada para acontecer no dia 9 de Abril, a edição 114 da prova acaba de receber mais dois trechos de pavés - ao todo, agora serão 55kms contra os 52.8km do ano passado.

Segundo a ASO, organizadora da prova, os novos setores, Briastre e Compiègne, serão posicionado nos quilômetros 112.5 e 116 respecitvamente. No total, a competição terá 257kms - esta é a primeira vez desde 1987 que estes setores figuram prova.

Com cerca de 3km, o primeiro novo setor é, segundo Thierry Gouvenou, projetista da rota, um dos mais agressivos do novo traçado. Já o segundo é bem mais curto, porém é marcado por uma subida. "Não queremos deixar a competição mais dura neste ponto, mas acreditamos que os novos trechos acrescentam diversidade", explicou.

Em 2016, o australiano Mathew Hayman venceu a competição depois de participar de uma fuga que surgiu nos primeiros momentos da prova. Para completar, ele ainda utilizou o Zwift como principal fonte de treino graças a uma fratura poucos meses antes da competição.


Comentários





Relacionados