home

Pan-Americano de MTB 2014 - Ciclistas Shimano buscam medalhas para o Brasil


29 MAR, 2014     Péricles    



O Parque de Exposições de Barbacena (MG) receberá neste fim de semana a 18ª edição do Pan-Americano de Mountain Bike, que reunirá mais de 500 atletas de 16 países. Entre os representantes de seleção brasileira, oito são ciclistas Shimano de Downhill (DHI) e Cross Country Olímpico (XCO). No DHI, Eduardo Oliveira "Monstro", Tiago Farinelle, os dois da Giosbr, mais o piloto Bernardo Cruz da GT Bikes, são os representantes da marca. No XCO, atletas de três equipes pedalarão na cidade mineira: Raiza Goulão (Soul Riders), Ricardo Pischeidt (Trek) e o trio da LM/Shimano, formado por Isabella Lacerda, Marcelo Cândido e Guilherme Muller.

imagem

O Downhill será composto por dez categorias. Eduardo, Tiago e Bernardo competem na Elite. Nesta quinta-feira (27) os pilotos tiveram a oportunidade de fazer o reconhecimento de pista. "Pelo o que vimos, a pista exige 80% de resistência e preparo físico e apenas 20% de técnica. Assim, vai prevalecer quem estiver mais bem preparado e não necessariamente o melhor piloto", avalia Fernando Cheles, piloto e manager da Giosbr. "Será um teste de ferro para os atletas. Veremos quais estão com os treinos de pedal em dia. Tecnicamente a cobrança será média, porque temos nesta pista alguns saltos, pequenos trechos de pedras e algumas curvas. Algo básico para pilotos de Downhill", completa.

Atual líder do ranking brasileiro, Bernardo Cruz está confiante para a competição. "O objetivo é sempre fazer o melhor possível. Tenho boas chances de trazer uma medalha para o Brasil", pondera. "Estou treinando muito speed (velocidade) e fazendo tiros específicos também, o que vai ser útil para esta prova. Nunca imaginei que a pista do Pan-Americano seria quase uma reta", revela o ciclista Shimano. Vencedor do Desafio Downhill Ipatinga 2014 no último domingo (23), Bernardo superou seus principais rivais brasileiros, entre eles Lucas Borba, Maicon Zottis, Roger Vieira, pilotos que também estarão em Barbacena.

imagem

No Cross Country Olímpico, os ciclistas Shimano estarão vestindo a camisa verde e amarela em três das 16 categorias: Elite feminina e masculina e Sub-23 masculina. Os cinco atravessam um bom momento na temporada. No último evento teste antes do Pan-Americano, a Copa Internacional Levorin de MTB, os representantes da marca japonesa estiveram entre os melhores da prova. Isabella foi a campeã e Raiza a terceira no geral. Entre os homens, Pscheidt foi vice, enquanto Guilherme e Marcelo terminaram na quarta e sexta colocações, respectivamente.

Após participar de três campeonatos em março, Taça Brasil de Cross Country em Campo Largo (PR), Jogos Sul-Americanos em Santiago (CHI) e CIMTB em Araxá, Isabella traçou uma meta para o Pan. "As minhas perspectivas são as melhores. Porém, sei que o nível está alto, com as meninas vindo fortes e uma pista bem técnica. Venho de uma sequência de provas bem desgastante, por isso tentarei ficar pelo menos entre as cinco primeiras. Sei que será difícil, mas não impossível. É uma meta real e vou fazer de tudo para buscá-la".

O vice-campeonato na Copa Internacional de MTB, atrás de Henrique Avancini, melhor brasileiro no ranking mundial (15º), dá a Ricardo Pscheidt mais confiança para o Pan. "Durante os três dias de competição eu tive boas sensações, sendo muito constante em todas as etapas e conseguindo esse vice-campeonato em Araxá, sinal de que a preparação está sendo bem feita. Serve como um estímulo, porque sabemos que os atletas do Brasil estão em um bom nível e esse resultado me dá um parâmetro para entrar confiante no Pan-Americano", ressalta Pscheidt.


Comentários



Relacionados