MENU

Olimpiadas Rio 2016 - Os favoritos da prova de estrada

Sábado, dia 6, teremos o primeiro grande desafio para os ciclistas que participarão das Olimpíadas Rio 2016: a prova de ciclismo de estrada. Com uma altimetria desafiadora e bem diferente das que vimos nas últimas olimpíadas, a prova do Rio foi classificada como a mais dura de todos os tempos.

imagem


Com muitas subidas, equipes menores terão mais dificuldade em controlar o grupo. A grande presença de descidas e o calor do Rio também podem bagunçar completamente o coreto, sendo o resultado final muito difícil de prever.

Vale lembrar que, apesar das subidas e descidas, a competição terminará depois de um trecho plano de 12km. Assim, a habilidade de descer e de segurar um pelotão perseguidor parecem fundamentais levar o ouro. Neste cenário, confira a seguir os favoritos para este fim de semana.

Alejandro Valverde - Espanha

imagem

Com 36 anos e vários "quases" no Campeonato Mundial de Ciclismo de Estrada, o veterano Alejandro Valverde encontrou nos últimos anos uma excelente forma física, apresentando sempre muita disposição para atacar na subida e também para defender Nairo Quintana, seu líder na Movistar.

Nesta temporada, o atleta já venceu a Flèche Wallonne, chegou em terceiro no Giro e em sexto no Tour e ruma agora para o Rio de Janeiro onde encontrará um circuito bem propício para sua velocidade e explosividade montanha acima, bem como sua habilidade ladeira abaixo.

Vincenzo Nibali - Italia

imagem

Assim como Valverde, o Tubarão de Messina também possui muitas das habilidades para nadar de braçada no circuito olímpico. Afinal, o italiano é amplamente conhecido por ser um dos melhores "descedores" do pelotão e certamente é capaz de subir entre os melhores.

Diferente de muitos atletas que focaram no Tour, Nibali tem a prova olímpica como sua principal ambição para este estágio da temporada - e observando seu desempenho abaixo do esperado na grande volta francesa, não estranhe se o italiano vier com força total para o Rio.

Este ano, a maior vitória de dele certamente foi a geral no Giro, resultado conquistado depois de muita luta e apenas na última etapa com subidas da competição. Vale lembrar que ele teria poucas chances de vencer se não fosse um tombo sofrido por Steven Kruijswijk, até então o camisa rosa.

Chris Froome - Grã Bretanha

imagem

Desde que entrou na Sky, Froome nunca venceu uma prova de um dia. Por isso, as Olimpíadas parecem a oportunidade perfeita para resolver este "problema". O fato de nunca ter vencido um ouro olímpico também é um ótimo incentivo para o atleta que acaba de vencer com dominância o Tour de France 2016.

As três subidas da Vista Chinesa (8km e 5,7% de inclinação média) encaixam-se em suas características. Com um ataque na descida no último Tour e um contra-relógio poderoso, o líder da Sky também parece capaz de resolver as coisas nos últimos momentos da competição. Ainda mais que em sua defesa ele tem fortíssimos: Geraint Thomas, Adam Yates e Steve Cummings.

Richie Porte - Austrália


imagem

No último Tour, Porte estava simplesmente voando. Em muitas ocasiões, o atleta foi o único capaz de seguir Froome na montanha e, não fosse um furo de pneu e um ITT fraco, certamente estaria no pódio da competição.

Porém, o atleta perdeu a ajuda de Simon Gerrans, que sofreu uma fratura de clavícula e está fora da prova. Agora, ele contará com o suporte de Simon Clarke e Rohan Dennis, seu companheiro de BMC. Vale lembrar que as habilidades de Porte na descida não seu um destaque, mas certamente ele é capaz de defender-se no plano contra um grupo pequeno ou pouco organizado.

Greg Van Avermaet - Belgica

imagem

No papel, o trajeto dos jogos não parece bom para o especialista em clássicas Greg Van Avermaet, Porém, seu desempenho no último Tour de France, onde venceu a montanhosa etapa 5, o belga mostrou uma ótima velocidade nas subidas e certamente pode surpreender nas condições certas.

Dotado de um sprint muito mais forte do que escaladores natos, Avermaet possui uma boa chance de vitória se conseguir passar pela última montanha com os líderes. Porém, para que isto aconteça, os "montanhistas" terão que passar sem muita pressa pelo circuito Canoas/Vista Chinesa - um cenário não muito provável.

Julian Alaphilippe - França

imagem

Com tantas subidas durante o percurso, Romain Bardet pode parecer o francês mais cotado na disputa pelo ouro olímpico. Porém, não podemos nos esquecer que antes de vencer, um escalador terá que enfrentar 12km de plano antes de chegar na meta, o que rapidamente colocaria o diminuto atleta em dificuldades.

Julian Alaphilippe, por outro lado, possui boa velocidade tanto na subida quanto no plano, o que o coloca como principal favorito da franca para o ouro. Vale lembrar que ele já foi segundo colocado na Liège-Bastogne-Liège, uma prova que está longe de ser ideal para escaladores natos.






Relacionados

Comentários

SporTV 16- canal 716

Em que canal podemos acompanhar a transmissão? Não encontrei em nenhuma programação... Sabem dizer?



Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.