home

Neutral Service - Os Blue Angels do Brasil Ride


10 OUT, 2013     Péricles    
     


Quatro anos atrás o Brasil ganhou destaque na mídia especializada internacional com uma competição de Mountain Bike 100% nacional. Nenhuma outra prova de MTB havia conseguido tanta repercussão até então. Surgia o Brasil Ride: versão brasileira para provas famosas no mundo todo como Cape Epic, Ruta de Los Conquistadores e Transandes.

imagem
Neutral Service Shimano


A ultramaratona de Mountain Bike brasileira começou bem, acertando na escolha do local: a Chapada Diamantina. Conhecida internacionalmente como um dos mais desejados destinos no Brasil por sua beleza natural, a Chapada passou a ser conhecida também pelo potencial para o MTB, tanto aqui como lá fora. Outro fator que colaborou muito no êxito da competição foi a participação de um patrocinador de peso, que proporcionou as condições para que os organizadores executassem um evento redondo, oferecendo excelente estrutura para os atletas e mídia. Mas o Brasil Ride contou com uma participação especial que literalmente garantiu o sucesso do evento: o Neutral Service da Shimano através de seu staff técnico que ficou conhecido internacionalmente como os Blue Angels.

Aquele mês de Setembro de 2010 foi excepcionalmente atípico na Chapada de clima e vegetação áridos. Com tudo pronto para o começo da competição, choveu com não chovia há mais de dez anos. As condições duras de terreno e trilhas tornaram-se simplesmente críticas. Foram mais de 600km rodados em 6 dias de competição contando com uma altimetria acumulada de mais de 9000 metros, disputados na lama e barro arenoso. Tanto pilotos como bicicletas foram muito exigidos, além das expectativas.

imagem
Night Service


O efeito imediato dessas condições duríssimas foi sentido ao final do primeiro dia de prova: centenas de bicicletas à espera de cuidados. As bikes estavam praticamente sem condições de alinhar para o segundo dia. A maratona de trabalho que se seguiu foi absurdamente intensa e o Neutral Service Shimano fez milagre, deixando todas as bicicletas prontas para a largada na manhã seguinte. Para isso, não houve pausa no trabalho que durou a noite toda, e foi assim praticamente os 6 dias de competição!

Alguns dados impressionantes do Brasil Ride:

* Cerca de 700 atendimentos a bicicletas
* Serviços em freios foi maioria: 170. Sendo troca de pastilhas e sangria de freios
* Troca de cabos e conduítes foram cerca de 170
* Sistema de transmissão: 160 atendimentos
* Rodas: 50
* Regulagem, lubrificação e outros: 150

Do dia 19 a 26 de Outubro o Brasil Ride terá sua 4ª edição, agora consagrado como uma das maiores e melhores provas de ultramaratona do mundo. E a importância do Brasil Ride para o MTB nacional é indiscutível, basta ver a quantidade de atletas de renome internacional que querem correr a prova. Além de colocar o Brasil e a Chapada como um dos ‘objetivos’ dos Mountain Bikers mundo à fora. Este ano, entre outros, participarão: Bart Brentjens, Koei Yamamoto e o atual campeão mundial de maratona Christoph Sauser.

Porém o sucesso real do evento, apenas uma equipe pode garantir: aquela que trabalha depois que a corrida acontece, longe dos holofotes e da euforia da prova, são os Blue Angels. Mais uma vez o Neutral Service Shimano estará lá para garantir que os atletas tenham suas bikes em condições de competir em todos os dias dessa dura prova. Chova ou faça sol!


Comentários



Relacionados