MENU

Neutral Service - Os Blue Angels do Brasil Ride

Quatro anos atrás o Brasil ganhou destaque na mídia especializada internacional com uma competição de Mountain Bike 100% nacional. Nenhuma outra prova de MTB havia conseguido tanta repercussão até então. Surgia o Brasil Ride: versão brasileira para provas famosas no mundo todo como Cape Epic, Ruta de Los Conquistadores e Transandes.

imagem
Neutral Service Shimano


A ultramaratona de Mountain Bike brasileira começou bem, acertando na escolha do local: a Chapada Diamantina. Conhecida internacionalmente como um dos mais desejados destinos no Brasil por sua beleza natural, a Chapada passou a ser conhecida também pelo potencial para o MTB, tanto aqui como lá fora. Outro fator que colaborou muito no êxito da competição foi a participação de um patrocinador de peso, que proporcionou as condições para que os organizadores executassem um evento redondo, oferecendo excelente estrutura para os atletas e mídia. Mas o Brasil Ride contou com uma participação especial que literalmente garantiu o sucesso do evento: o Neutral Service da Shimano através de seu staff técnico que ficou conhecido internacionalmente como os Blue Angels.

Aquele mês de Setembro de 2010 foi excepcionalmente atípico na Chapada de clima e vegetação áridos. Com tudo pronto para o começo da competição, choveu com não chovia há mais de dez anos. As condições duras de terreno e trilhas tornaram-se simplesmente críticas. Foram mais de 600km rodados em 6 dias de competição contando com uma altimetria acumulada de mais de 9000 metros, disputados na lama e barro arenoso. Tanto pilotos como bicicletas foram muito exigidos, além das expectativas.

imagem
Night Service


O efeito imediato dessas condições duríssimas foi sentido ao final do primeiro dia de prova: centenas de bicicletas à espera de cuidados. As bikes estavam praticamente sem condições de alinhar para o segundo dia. A maratona de trabalho que se seguiu foi absurdamente intensa e o Neutral Service Shimano fez milagre, deixando todas as bicicletas prontas para a largada na manhã seguinte. Para isso, não houve pausa no trabalho que durou a noite toda, e foi assim praticamente os 6 dias de competição!

Alguns dados impressionantes do Brasil Ride:

* Cerca de 700 atendimentos a bicicletas
* Serviços em freios foi maioria: 170. Sendo troca de pastilhas e sangria de freios
* Troca de cabos e conduítes foram cerca de 170
* Sistema de transmissão: 160 atendimentos
* Rodas: 50
* Regulagem, lubrificação e outros: 150

Do dia 19 a 26 de Outubro o Brasil Ride terá sua 4ª edição, agora consagrado como uma das maiores e melhores provas de ultramaratona do mundo. E a importância do Brasil Ride para o MTB nacional é indiscutível, basta ver a quantidade de atletas de renome internacional que querem correr a prova. Além de colocar o Brasil e a Chapada como um dos ‘objetivos’ dos Mountain Bikers mundo à fora. Este ano, entre outros, participarão: Bart Brentjens, Koei Yamamoto e o atual campeão mundial de maratona Christoph Sauser.

Porém o sucesso real do evento, apenas uma equipe pode garantir: aquela que trabalha depois que a corrida acontece, longe dos holofotes e da euforia da prova, são os Blue Angels. Mais uma vez o Neutral Service Shimano estará lá para garantir que os atletas tenham suas bikes em condições de competir em todos os dias dessa dura prova. Chova ou faça sol!


Relacionados

Comentários



Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.