MENU

Mundial de MTB 2020 - Leogang - Três atletas do e-MTB são excluídos por irregularidades na bike

Atletas da Hungria não vão largar por utilizarem bikes equipadas com motores da EPowers

Três ciclistas da Hungria foram removidos do Campeonato Mundial de e-MTB depois que a UCI descobriu que suas bicicletas não se enquadravam no regulamento. Gabor Cser, Andras Szatmary e Regina Schmidel deveriam correr com bicicletas com motores da EPowers, e isso causo a desclassificação.

De acordo com a entidade, as bicicletas violam a seção 13.2 do regulamento do Campeonato Mundial de MTB UCI 2020, que afirma que as bikes da marca não enquadram-se nas regras da entidade. Segundo a regra, as bikes devem enquadrar-se no padrão EN15194-2017, que garante o limite de velocidade até 25km/h e a potência máxima contínua de até 250 watts.

O teste de conformidade é realizado com as bikes dos atletas sendo colocada em uma ferramenta de diagnóstico de motores, avaliação de possíveis modificações e um teste de rolagem no pneu traseiro. A entidade permite uma variação de até 5% - os motores da EPowers falharam nestas medições.

O regulamento ainda informa a lista de motores aprovados para uso em competições, e os motores da Epowers não são permitidos.

Vale destacar que o sistema da EPowers não é uma pedelec, ou bicicleta com pedal assistido, que aumenta a potência gradativamente conforme o ciclista aplica mais força. Este tipo de motor adiciona uma potência de 240 watts assim que o ciclista começa a pedalar.


Relacionados

Comentários

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.