Seção de Fotos Vazia Mundial de Mountain Bike 2009 - Vando fala um pouco do mundial - Pedal
home

Mundial de Mountain Bike 2009 - Vando fala um pouco do mundial


4 SET, 2009     Péricles    



Confiram relato de Vando, integrante da delegação brasileira no mundia de mtb 2009.

"Estou aqui em Canberra na Australia, a cidade que é a capital do país se tornou o centro do mundo do muntain bike nesta semana, atletas de todas as partes estão concentrados para disputar mais um Campeonato Mundial.

Cheguei aqui junto com a delegacão na semana passada, e já pude fazer vários treinos no percurso e tambem me acostumar com o fuso horario, minha competicao será no Sábado dia 5, mas já está rolando vários eventos durante a semana, na terça-feira rolou o Team Relay, uma competicão de revezamento e os campeões foram: Italia, Canada e Franca, respectivamente. Nós brasileiros não participamos desta competicão e estamos concetrados somente para as finais individuais no Cross Country e Down Hill.

Quero aproveitar e passar para vocês um pouco da pista que vamos enfrentar no XC neste final de semana, é um pouco diferente das pistas que estamos acostumados a correr no Brasil, o nivel técnico da pista esta bem alto e vai exigir muita tecnica dos pilotos, mas tambem muito pedal nas subidas, que são longas e abertas, temos trilhas tecnicas nas subidas tambem, bom vamos lá, vou descrever desde a largada cada parte da pista:

A largada sera no asfalto, mais ou menos 300 metros e logo entra na terra, num estradão e começamos a subir, neste trecho é 100% de pedal, e então na sequência entramos na trilha ainda subindo e comeca a inclinar e pegamos um trecho cheio de pedras e ali e 50% pedal e 50% técnica, depois deste trecho estamos na parte mais alta da pista e então começamos a descer e logo de cara pegamos uma sequencia de pedras e um drop de três degraus.

Após o drop seguimos na trilha com muitas curvas, pedras e rampas e neste trecho e 20% pedal e 80% técnica, após um longo trecho de descida com varias curvas em paredão e saltos, chegamos num trecho de grama subindo e ali temos a primeira área de apoio, e seguimos subindo na estrada e e 100% pedal. Passado uns 300 metros entramos na trilha novamente subindo e fazendo várias curvas depois sobe e desce curvas trilhas, o trecho exige 60% técnica e 40 de pedal, e então chegamos na segunda área de apoio novamente em grama no plano.

A parti daí começamos a descida final, este trecho é bem veloz e é somente em trilha com varias rampas e curvas em paredão e exige 80% de tecnica e 20 % de pedal, a técnica vai fazer muita diferenca nestes trechos pois pedalamos pouco e temos que aproveitar ao maximo para ganhar tempo nas curvas, depoi da descidas entramos no plano em um estradão e temos somente uma curva até a chegada em estrada aberta, ai entao comecamos a segunda volta mas não mais no asfalto, agora o percurso segue subindo na trilha, só que com pouca inclinacão, e logo pega a estrada aberta novamente.

Interesante: pelo fato da pista ser bem técnica, vemos aqui um grande numero de bikes full suspension, os que estão de hard tail na maioria estão com 100mm na frente e tambem tem um grande numero de pessaos usando guidao riser, para pilotar melhor, a maioria dos americanos estao de Aro 29, mas em meio a tantas difernças existe ainda um grande número de atletas com as bikes XC tradicional hard tail com mesa virada para baixo, como o francês Julian Absalon.

Com estes detalhes da para perceber que estamos no meio de um outro nível de MTB, acho extremamente importante nossa participacão e o contato com pistas diferentes e de pilotos que existem no mundo, com isso vamos mantendo contato com a evolucão do nosso esporte que não para de ter novidades e ao mesmo tempo conserva suas bases."

Edivando de Souza Cruz - Equipe : Astro/Vzan/Giro/Maxxis , apoio: Manitou/Joe's No Flats/Maxxis/Easton/SDG/661/HE Treinamento Esportivo.

Integrante da delegacao Brasileira de Mountain Bike - CBC ( Confederacao Brasileira de Ciclismo) - Patrocinio Banco do Brasil


Comentários



Relacionados