home

Morre Paul Sherwin, a voz das transmissões do ciclismo de estrada

Locutor e ex-ciclista tinha 62 anos e transmitia provas desde 1986, sendo uma das vozes mais reconhecidas do esporte


3 DEZ, 2018     Gustavo Figueiredo    



Embora hoje algumas - e somente algumas - provas de estrada tenham transmissão oficial no Brasil, a grande verdade é que, para nós fans do ciclismo tupiniquins, acompanhar o esporte muitas vezes envolve encontrar um link de streaming internacional ou utilizar aplicativos de transmissão. Dentre milhares de janelas, pop-ups e botões com "x" escondido no meio da imagem, escutar Paul Sherwin sempre foi um alento. Com sua voz inconfundível, a partir daquele momento você sabia que estaria recebendo comentários e informações de extrema qualidade.

Foto 70413

Infelizmente para nós, a morte de Paul Sherwin foi anunciada na tarde de ontem, dia 2 de Dezembro. Ex-ciclista, Sherwen começou sua carreira profissional pedalando pela francesa Raphaël Géminiani’s Fiat em 1978. Ao longo de sua carreira, ele participou do Tour de France em sete ocasiões. Os pontos altos de seus anos de pedal foram um décimo primeiro lugar na Milan-San Remo em 1980 e um décimo quinto na Paris-Roubaix em 1986. Ele ainda foi campeã britânico de ciclismo duas vezes.

Sua carreira como locutor começou em 1986, ano em que ele passou a comentar provas pelo Canal 4 britânico, época em que Sherwin começou sua parceria de sucesso com Phil Liggett. A dupla cobriu nada menos do que 33 vezes o Tour de France, além de muitas outras provas de grande relevância.

"Fui dormir aqui na África com o coração pesado e uma tristeza que nunca senti antes. Meu parceiro por 33 anos não está mais comigo. Suas centenas de mensagens mostram o tamanho do amor por Paul Sherwen. Vamos pensar em Katherine e em seus dois filhos apenas com amor agora", escreveu Liggett em sua conta no Twitter.

Deixamos aqui nossas condolências para a família e os amigos de Paul Sherwin.

-----------------

Algumas palavras do Cebo

Como vocês já devem ter reparado, a imensa maioria das matérias do Pedal são de conteúdo jornalistico e quase nunca expressamos nossa opinião ou sentimentos ao escrever um texto. Hoje, porém, sinto que devo "quebrar" um pouco as regras do pelotão.

Ao longo de mais de 15 anos acompanhando ciclismo de estrada, sendo ao menos 4 deles profissionalmente pelo Pedal, Paul Sherwin tornou-se quase um amigo. Ainda no tempo em que trabalhava em outra área, deixava a transmissão rolando em uma janela de fundo e acompanhava a prova pelo fone de ouvido. Já no Pedal, trabalhando sozinho em casa, a voz do locutor e seu parceiro Phil Liggett foram minhas companheiras incontáveis vezes.

Com o passar do tempo, fiquei acostumado com as piadas recheadas com o típico humor britânico e com a qualidade da informação passada por eles - fundamental para resumir o que acontece na prova para retransmitir a informação para vocês leitores.

Apesar de não ser do tipo sentimental, confesso que a notícia da morte do locutor me deixou realmente triste. Mais do que uma fonte de informação, o ciclismo perde uma de suas principais vozes. Por isso, tenho certeza que quando a temporada voltar em 2019, a voz de Sherwin vai fazer bastante falta - mais ou menos como perder um colega de trabalho que acabou virando amigo.

Descanse em paz.


Comentários



Relacionados